Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 41

David e Saul

David e Saul

Depois de matar Golias, David tornou-se o chefe do exército de Saul. David ganhou várias guerras e ficou muito famoso. As mulheres até cantavam músicas que diziam que David era um guerreiro melhor do que Saul. Por causa disso, Saul ficou cheio de ciúmes e decidiu matar David.

Um dia, David estava a tocar harpa para Saul. Então, Saul atirou-lhe uma lança. Mas David conseguiu desviar-se. Depois disso, Saul tentou matar David várias vezes. Por isso, David achou melhor fugir para o deserto.

Saul juntou 3 mil homens e foi atrás de David. Por acaso, Saul entrou na mesma caverna onde David e os seus homens estavam escondidos. Os homens de David disseram:

— David, esta é a tua oportunidade de matar Saul!

Então, David foi com muito cuidado até onde Saul estava e cortou-lhe um pedaço da roupa. Saul nem se apercebeu. Só que David  sentiu-se mal por ter feito isso, pois era uma falta de respeito para com o rei que Jeová tinha escolhido. Então, David não deixou os seus homens atacarem Saul. Quando Saul saiu da caverna, David disse-lhe:

— Tive a oportunidade de o matar, mas não o fiz.

Será que Saul desistiu de matar David? Não. Saul continuou a tentar apanhá-lo. Numa noite, David e o seu sobrinho Abisai entraram escondidos no acampamento de Saul. Até mesmo Abner, que devia proteger o rei, estava a dormir. Quando viu isso, Abisai queria matar Saul. Mas David disse:

—  Abisai, Jeová vai tratar de Saul. Vamos só levar a lança e a bilha de água dele e sair daqui.

David e Abisai saíram do acampamento e subiram um monte que ficava ali perto. Lá de cima, David gritou:

— Abner, porque é que não protegeste o teu rei? Nós tirámos-lhe a lança e a bilha de água, e tu nem viste.

Saul reconheceu a voz de David e disse:

— Podias ter-me matado, mas não me mataste. Agora sei que vais ser o rei de Israel.

Depois disso, Saul voltou para o seu palácio. Será que todos na família de Saul odiavam David? Vamos ver.

“Se possível, no que depender de vocês, sejam pacíficos com todos. Não se vinguem, amados, mas deem lugar à ira.” — Romanos 12:18, 19