Ir para conteúdo

Ir para índice

HISTÓRIA 77

Jesus e a Mulher Samaritana

Jesus e a Mulher Samaritana

Depois da Páscoa, quando Jesus e os discípulos voltavam para a Galileia, passaram por Samaria. Então, Jesus parou perto de um poço para descansar. Os discípulos foram à cidade comprar comida.

Entretanto, chegou uma mulher samaritana para tirar água do poço. Jesus pediu-lhe um pouco de água. A mulher achou isso estranho e disse-lhe que era samaritana e que os judeus não falavam com os samaritanos.

Jesus respondeu:

— Se soubesses quem eu sou, ias pedir-me água, e eu iria dar-te a água que dá vida.

— O que quer dizer com isso? Nem sequer tem um balde para tirar água.

— Quem bebe a água que eu lhe dou nunca mais terá sede.

— Senhor, dê-me dessa água.

Então, Jesus pediu à mulher para chamar o marido dela. Mas ela disse que não tinha marido. Jesus disse-lhe que sabia que ela já tinha sido casada cinco vezes e que agora morava com um homem que não era o marido dela. A mulher percebeu que Jesus era um profeta. Ela disse:

— Os samaritanos acreditam que podem adorar a Deus aqui em Samaria, mas os judeus acham que devemos adorá-lo só em Jerusalém. Eu sei que, quando o Messias chegar, vai ensinar-nos como adorar a Deus.

Então, Jesus disse-lhe uma coisa que ainda não tinha dito a ninguém:

— Eu sou o Messias.

A mulher correu para a cidade e disse aos samaritanos:

— Falei com um homem que sabe tudo sobre mim. Acho que é o Messias. Venham ver!

Os samaritanos seguiram-na até ao poço para ouvirem Jesus.

Depois, eles pediram a Jesus para ficar na cidade. Jesus ficou lá dois dias a ensinar, e muitos começaram a acreditar que ele era o Messias. Depois de ouvirem Jesus, as pessoas da cidade disseram à mulher samaritana:

— Agora sabemos que é este homem que vai salvar o mundo.

“‘Vem!’ Quem tem sede venha; quem quiser tome de graça a água da vida.” — Apocalipse 22:17