Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 33

Rute e Noemi

Rute e Noemi

Certa vez, quando houve fome em Israel, uma mulher chamada Noemi mudou-se para Moabe com o marido e os dois filhos. Mais tarde, o marido de Noemi morreu. Os filhos dela casaram-se com duas mulheres de Moabe, chamadas Rute e Orpa. Infelizmente, depois de algum tempo, os filhos de Noemi também morreram.

Quando Noemi soube que já não havia fome em Israel, decidiu voltar para lá. Rute e Orpa foram com ela. Mas, durante a viagem, Noemi disse-lhes:

— Vocês foram muito boas para os meus filhos e para mim. Eu quero que se voltem a casar. Voltem para a casa dos vossos pais.

— Mas, Noemi, nós gostamos muito de si. Não a vamos deixar.

Noemi continuou a dizer-lhes para se irem embora. Orpa decidiu voltar para o seu povo e para os seus deuses. Então, Noemi disse a Rute para ir com ela. Mas Rute amava muito Noemi. Ela respondeu-lhe:

— Eu não a vou deixar, Noemi. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus.

Então, Rute e Noemi chegaram a Israel. Certo dia, Rute foi trabalhar a apanhar os cereais que sobravam no campo de Boaz, o filho de Raabe. Boaz tinha ouvido dizer que Rute estava a ser uma verdadeira amiga para Noemi. Por isso, ele mandou os seus empregados deixarem Rute apanhar os cereais que quisesse. Quando Rute chegou a casa à noite,  Noemi perguntou-lhe:

— Onde é que trabalhaste hoje, Rute?

— No campo de um homem chamado Boaz.

— Boaz é parente do meu marido. Continua a trabalhar no campo dele com as outras jovens. Lá, ninguém te vai incomodar.

Rute continuou a trabalhar no campo de Boaz até ao fim da colheita. Boaz notou que Rute era uma mulher muito bondosa e trabalhadora. Então, Boaz casou-se com ela. Tiveram um filho chamado Obede, que depois se tornou o avô do rei David. As amigas de Noemi ficaram tão felizes que lhe disseram:

— Primeiro, Jeová deu-te Rute, que foi muito boa para ti, e agora tens um neto. Vamos agradecer a Jeová por isso.

“Há um amigo que se apega mais do que um irmão.” — Provérbios 18:24