Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 58

A Destruição de Jerusalém

A Destruição de Jerusalém

O povo de Judá estava sempre a afastar-se de Jeová e a adorar deuses falsos. Por muitos anos, Jeová mandou profetas para ajudar o povo de Judá. Mas as pessoas não queriam saber. Até se riam do que os profetas diziam. O que é que Jeová ia fazer para acabar com aquela adoração falsa?

Naquele tempo, o rei de Babilónia, Nabucodonosor, estava a invadir e a conquistar várias cidades. Ele invadiu Jerusalém e levou o rei Joaquim, os príncipes, os soldados e muitos outros homens de Judá para Babilónia. Nabucodonosor também tirou todos os tesouros do templo de Jeová. Depois, ele fez de Zedequias rei de Judá no lugar de Joaquim.

No início, Zedequias obedecia ao rei de Babilónia. Mas alguns profetas falsos e outras pessoas disseram a Zedequias para ficar contra Babilónia. Então, Jeremias avisou-o:

— Se o senhor parar de obedecer ao rei de Babilónia, vão acontecer coisas más em Judá. Muitos vão passar fome, ficar doentes e morrer.

Oito anos depois, Zedequias decidiu ficar contra Babilónia e pediu ajuda ao exército do Egito. Então, Nabucodonosor mandou o seu exército cercar e atacar Jerusalém. Jeremias disse a Zedequias:

— Entregue-se a Babilónia! Jeová disse que só assim é que o senhor e a cidade vão sobreviver. Se não se entregar, os babilónios vão queimar Jerusalém e vão levá-lo preso.

 Mas Zedequias disse:

— Eu? Entregar-me? Nunca!

Um ano e meio depois, os babilónios conseguiram entrar em Jerusalém e incendiaram a cidade. Queimaram o templo, mataram muitas pessoas e levaram milhares de prisioneiros para Babilónia.

Zedequias fugiu de Jerusalém, mas os babilónios conseguiram prendê-lo e levaram-no ao rei Nabucodonosor. Então, o rei mandou matar os filhos de Zedequias à frente dele. Depois, cegou Zedequias e mandou-o para a prisão. Zedequias ficou lá até morrer. Mas Jeová prometeu ao povo de Judá:

— Depois de 70 anos, eu vou trazer-vos de volta para Jerusalém.

Mas sabias que alguns jovens que amavam a Jeová também foram levados para Babilónia? O que é que lhes ia acontecer? Será que iam continuar leais a Jeová?

“Jeová Deus, o Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus julgamentos.” — Apocalipse 16:7