Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 73

A Mensagem de João Batista

A Mensagem de João Batista

João, o filho de Zacarias e Elisabete, cresceu e tornou-se profeta. Jeová escolheu-o para dizer às pessoas que o Messias estava a chegar. João não ensinava nem nas sinagogas nem nas cidades. Ele ensinava longe das cidades. Vinham pessoas de Jerusalém e da Judeia à procura de João para aprender com ele. Ele ensinava que, para Deus ficar feliz, as pessoas tinham de deixar de fazer coisas erradas. Depois de ouvirem isso, muitos arrependiam-se e eram batizados por João.

João tinha uma vida simples. A roupa dele era feita de pelo de camelo, e ele comia gafanhotos e mel. Muitos queriam conhecê-lo. Até os fariseus e saduceus, que eram muito orgulhosos, foram falar com João. Mas João disse-lhes:

— Não pensem que Deus gosta mais de vocês do que dos outros. Vocês precisam de mudar e de se arrepender.

Muitas pessoas perguntavam a João o que deviam fazer para Deus ficar feliz. João respondeu:

— Se tiverem dois casacos, deem um a quem precisa.

Sabes porque é que João disse isso? Ele queria ensinar que, para Deus ficar feliz connosco, temos de amar as pessoas.

João disse aos homens que cobravam impostos:

— Sejam honestos e não enganem ninguém.

Aos soldados, ele disse:

— Não mintam e não tentem tirar dinheiro às pessoas.

 Quando os sacerdotes e os levitas perguntaram a João quem ele realmente era, João respondeu:

— Eu sou aquele que guia as pessoas até Jeová, assim como disse o profeta Isaías.

As pessoas gostavam muito do que João ensinava. Muitos até se perguntavam se João era o Messias. Mas João disse-lhes:

— Alguém muito mais importante do que eu está a chegar. Eu nem sequer mereço tirar-lhe as sandálias! Eu batizo com água, mas ele vai batizar com espírito santo.

“Este homem veio como testemunha, a fim de dar testemunho da luz, para que todo o tipo de pessoas cresse por meio dele.” — João 1:7