Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 67

Os Muros de Jerusalém

Os Muros de Jerusalém

Vamos voltar uns anos atrás. Neemias vivia na Pérsia. Ele era um israelita que trabalhava no palácio do rei Artaxerxes. Um dia, o irmão de Neemias voltou de Judá com más notícias:

— As pessoas que voltaram para Jerusalém estão em perigo. Até hoje ninguém reconstruiu os muros e os portões da cidade que os babilónios destruíram.

Isso deixou Neemias triste. Ele queria muito ir até Jerusalém para ajudar, mas não sabia se o rei o ia deixar. Então, orou a Jeová para o ajudar.

Certo dia, o rei viu que Neemias estava com um ar triste e perguntou-lhe por que razão estava assim. Então, Neemias falou sobre Jerusalém e, também, sobre como estavam os muros e os portões. O rei perguntou-lhe se podia fazer alguma coisa. Naquele instante, Neemias fez uma oração em silêncio e disse ao rei:

— Acha que posso ir a Jerusalém reconstruir os muros?

O rei Artaxerxes deixou-o ir e fez o possível para que Neemias tivesse uma viagem segura. O rei também fez de Neemias o governador de Judá e deu-lhe madeira para fazer os portões de Jerusalém.

Quando Neemias chegou a Jerusalém, foi ver como estavam os muros da cidade. Depois, reuniu os homens importantes de Jerusalém e disse-lhes:

— A situação está péssima. Temos de fazer alguma coisa.

Todos concordaram e começaram a reparar os muros. Só que alguns inimigos dos israelitas começaram a rir-se deles e disseram:

— Esse muro não aguenta nada. Até uma raposa o consegue derrubar!

Mas os israelitas não ligaram e continuaram a trabalhar. Com o tempo, os muros foram ficando cada vez mais altos e mais fortes.

Então, os inimigos decidiram atacar Jerusalém de surpresa. Quando os judeus souberam disso, ficaram cheios de medo. Mas Neemias disse:

— Não tenham medo. Jeová está connosco.

 Neemias colocou guardas a proteger os que estavam a reparar os muros. Assim, os inimigos não conseguiram atacar Jerusalém.

Em apenas 52 dias, os muros e os portões ficaram prontos. Para comemorar, Neemias trouxe todos os levitas para Jerusalém e dividiu-os em dois grupos. Neemias ficou num grupo e Esdras ficou no outro. Os dois grupos subiram a muralha e foi um para cada lado. Andaram à volta da cidade, a tocar e a cantar músicas para Jeová, até que os dois grupos se encontraram no templo. Todos os homens, mulheres e crianças de Jerusalém ofereceram sacrifícios a Jeová e comemoraram. Eles estavam tão felizes que se ouvia a voz deles ao longe.

“Nenhuma arma feita contra ti será bem-sucedida.” — Isaías 54:17