1 Samuel 16:1-23

16  Por fim, Jeová disse a Samuel: “Até quando é que vais ficar triste por causa de Saul,+ tendo em conta que eu o rejeitei como rei de Israel?+ Enche um chifre com óleo+ e vai. Vou enviar-te a Jessé,+ o belemita, porque escolhi um dos seus filhos para ser rei.”+  No entanto, Samuel disse: “Como é que posso ir? Quando Saul souber disso, vai matar-me.”+ Jeová respondeu: “Leva uma novilha contigo e diz: ‘Vim para oferecer um sacrifício a Jeová.’  Convida Jessé para o sacrifício, e eu vou dizer-te o que deves fazer. Deves ungir-me aquele que eu indicar.”+  Samuel fez o que Jeová disse. Quando chegou a Belém,+ os anciãos da cidade foram ao seu encontro, a tremer de medo, e disseram-lhe: “A sua visita é de paz?”  Ele respondeu: “É de paz. Vim para oferecer um sacrifício a Jeová. Santifiquem-se e venham comigo ao sacrifício.” Então, ele santificou Jessé e os seus filhos. Depois, chamou-os para o sacrifício.  Quando entraram e Samuel viu Eliabe,+ ele disse: ‘Com certeza, este é o ungido de Jeová.’  Jeová, contudo, disse a Samuel: “Não olhes para a sua aparência nem para a sua altura,+ visto que o rejeitei. Porque Deus não vê como o homem vê; o homem vê a aparência, mas Jeová vê o coração.”+  De seguida, Jessé chamou Abinadabe,+ fazendo-o passar diante de Samuel, mas ele disse: “Este também não foi escolhido por Jeová.”  A seguir, Jessé apresentou Samá,+ mas ele disse: “Este também não foi aquele que Jeová escolheu.” 10  Assim, Jessé fez com que sete dos seus filhos passassem diante de Samuel, mas Samuel disse a Jessé: “Jeová não escolheu nenhum destes.” 11  Por fim, Samuel perguntou a Jessé: “Estes são todos os filhos que tens?” Ele respondeu: “Ainda falta o mais novo;+ ele está a pastorear as ovelhas.”+ Então, Samuel disse a Jessé: “Manda chamá-lo, porque não nos sentaremos para a refeição enquanto ele não chegar.” 12  Portanto, mandou chamá-lo. Ele era ruivo,* de belos olhos e boa aparência.+ Jeová disse: “Levanta-te, é este! Deves ungi-lo.”+ 13  Seguidamente, Samuel pegou no chifre com óleo+ e ungiu-o na presença dos seus irmãos. A partir daquele dia, o espírito de Jeová deu poder a David.+ Mais tarde, Samuel voltou para Ramá.+ 14  O espírito de Jeová tinha-se retirado de Saul,+ e um espírito mau da parte de Jeová passou a aterrorizá-lo.+ 15  Os servos de Saul disseram-lhe: “Um espírito mau da parte de Deus está a aterrorizá-lo. 16  Por favor, ordene aos seus servos aqui presentes que procurem um homem perito em tocar harpa.+ Quando um espírito mau da parte de Deus vier sobre si, ele tocará, e o senhor irá sentir-se melhor.” 17  Portanto, Saul disse aos seus servos: “Encontrem, por favor, um homem que toque bem, e tragam-mo.” 18  Um dos ajudantes disse: “Sei que um dos filhos de Jessé, o belemita, sabe tocar harpa muito bem, e é um guerreiro corajoso e valente.+ Ele fala bem, tem boa aparência+ e Jeová está com ele.”+ 19  Saul enviou mensageiros a Jessé para lhe dizerem: “Envia-me o teu filho David, que está com o rebanho.”+ 20  Portanto, juntamente com o seu filho David, Jessé enviou a Saul um jumento carregado de pão, um odre de vinho e um cabrito. 21  Assim, David foi até Saul e começou a servi-lo.+ Saul passou a gostar muito dele, e ele tornou-se seu escudeiro. 22  Saul mandou dizer a Jessé: “Por favor, deixa David ficar ao meu serviço, pois ele achou favor aos meus olhos.” 23  Quando um espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, David pegava na harpa e tocava; então, Saul sentia alívio e melhorava, e o espírito mau retirava-se dele.+

Notas de rodapé

Ou: “corado”.

Notas de estudo

Multimédia