Ir para conteúdo

Ir para índice

 HISTÓRIA 64

Daniel na Cova dos Leões

Daniel na Cova dos Leões

Outro rei de Babilónia foi Dario. Ele sabia que Daniel era especial. Por isso, fez de Daniel o chefe de todos os homens importantes de Babilónia. Só que esses homens tinham inveja de Daniel e queriam livrar-se dele. Eles sabiam que Daniel orava a Jeová três vezes por dia. Então, foram dizer ao rei:

— Rei Dario, assine uma lei que mande todas as pessoas orarem apenas a si. Quem orar a qualquer outro deus deve ser lançado numa cova cheia de leões.

Dario gostou da ideia e assinou a lei. Assim que Daniel soube disso, foi para casa. Ajoelhou-se em frente a uma janela aberta e orou a Jeová. No momento em que Daniel estava a orar, os inimigos dele invadiram a casa. A seguir, foram a correr contar ao rei Dario:

— Daniel desobedeceu-lhe! Ele ora ao Deus dele três vezes por dia.

Mas Dario gostava de Daniel e não queria que ele morresse. Durante todo o dia, Dario tentou arranjar uma maneira de salvar Daniel. Só que era demasiado tarde. Ele já tinha assinado a lei e não a podia mudar. Ele teve de mandar os seus homens atirarem Daniel para uma cova cheia de leões ferozes.

Naquela noite, Dario ficou tão preocupado com  Daniel que não conseguiu dormir. De manhã, correu até à cova e gritou:

— Daniel, o teu Deus salvou-te?

Para surpresa de Dario, Daniel respondeu:

— Sim! Estou bem! O anjo de Jeová fechou a boca dos leões!

Dario ficou muito feliz e mandou os seus homens tirarem Daniel de lá. Daniel não tinha nenhum arranhão! Então, o rei mandou atirar os homens que tinham inveja de Daniel para a cova. Quando os homens caíram na cova, os leões devoraram-nos.

A seguir, Dario mandou dizer ao povo:

— Todos devem adorar o Deus de Daniel. Ele salvou Daniel dos leões.

E que tal imitares Daniel e orares a Jeová todos os dias?

“Jeová sabe livrar da provação os que lhe têm devoção.” — 2 Pedro 2:9