Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 7

Métodos de pregação — usando todos os meios para alcançar as pessoas

Métodos de pregação — usando todos os meios para alcançar as pessoas

FOCO DO CAPÍTULO

O povo de Deus usa vários métodos de pregação para alcançar o maior número possível de pessoas

1, 2. (a) Que método Jesus usou para falar a uma grande assistência? (b) Como os discípulos fiéis de Cristo seguiram seu exemplo, e por quê?

UMA multidão se aglomera ao redor de Jesus nas margens de um lago, mas ele sobe num barco e se afasta um pouco. Por quê? Ele sabe que a superfície da água amplificará sua voz, ajudando a grande assistência a ouvir sua mensagem mais claramente. — Leia Marcos 4:1, 2.

2 Por volta da época do nascimento do Reino, os discípulos fiéis de Cristo seguiram seu exemplo, usando métodos criativos de divulgar as boas novas do Reino a grandes públicos. Sob a orientação do Rei, o povo de Deus continua a inovar e se adaptar à medida que as circunstâncias mudam e novas tecnologias se tornam disponíveis. Queremos alcançar o maior número possível de pessoas antes do fim. (Mat. 24:14) Veja alguns dos métodos já usados para alcançar as pessoas em todos os lugares. Pense também em como você pode imitar a fé daqueles que divulgaram as boas novas no início da obra nos tempos modernos.

Alcançando grandes públicos

3. Como o nosso uso de jornais deixou os inimigos da verdade frustrados?

3 Jornais. O irmão Russell e seus associados já publicavam A Sentinela desde 1879, levando a mensagem do Reino a muitas pessoas. Mas, na década que antecedeu 1914, parece que Cristo manobrou os assuntos para que as boas novas alcançassem um público ainda maior. Tudo começou em 1903. Naquele ano, o Dr. Ephraim L. Eaton, um porta-voz de um grupo de ministros protestantes da Pensilvânia, desafiou Russell para uma série de debates sobre assuntos bíblicos. Numa carta a Russell, Eaton escreveu: “Achei que um debate público sobre algumas questões em que nós dois temos opiniões diferentes . . . seria de grande interesse para o público.” Russell e seus associados também acharam que o público se interessaria; assim, providenciaram que os debates fossem publicados num importante jornal, The Pittsburgh Gazette. Os artigos desse jornal eram  tão populares e as explicações claras de Russell sobre a verdade bíblica eram tão convincentes que o jornal se ofereceu para publicar as palestras de Russell toda semana. Imagine como isso deve ter deixado os inimigos da verdade frustrados!

Em 1914, mais de 2 mil jornais publicavam os sermões de Russell

4, 5. Que qualidade Russell mostrou, e como aqueles em posição de responsabilidade podem imitar seu exemplo?

4 Não demorou para que outros jornais quisessem publicar as palestras de Russell. Em 1908, A Sentinela podia dizer que os sermões já estavam sendo publicados “regularmente em 11 jornais”. No entanto, irmãos que entendiam do ramo de jornais sugeriram que Russell mudasse os escritórios da Sociedade de Pittsburgh para uma cidade mais conhecida, visto que mais jornais poderiam publicar os artigos bíblicos. Depois de refletir nessa sugestão e em outros fatores, Russell mudou os escritórios para Brooklyn, Nova York, em 1909. O resultado? Em questão de meses, cerca de 400 jornais estavam publicando as palestras — e o número não parava de aumentar. Quando o Reino foi estabelecido em 1914, mais de 2 mil jornais em quatro idiomas estavam publicando os sermões e os artigos de Russell.

5 Que lição importante aprendemos disso? Aqueles que hoje têm certa medida de autoridade na organização de Deus fariam bem em imitar a humildade de Russell. De que forma? Por refletir no conselho de outros antes de tomar decisões importantes. — Leia Provérbios 15:22.

6. Que impacto as verdades publicadas em artigos de jornal tiveram em Ora Hetzel?

6 As verdades do Reino publicadas naqueles artigos de jornal mudaram a vida das pessoas. (Heb. 4:12) Por exemplo, Ora Hetzel, batizada em 1917, foi uma das muitas pessoas que entraram em contato com a verdade por meio daqueles artigos. “Depois que me casei”, disse ela, “fui visitar minha mãe em Rochester, Minnesota. Quando cheguei, vi que ela estava recortando artigos de um jornal. Eram sermões de Russell. Minha mãe me contou as coisas que tinha aprendido naqueles artigos”. Ora aceitou as verdades que aprendeu e, por cerca de 60 anos, foi uma fiel proclamadora do Reino de Deus.

7. Por que os irmãos da dianteira reavaliaram o uso de jornais?

7 Em 1916, dois acontecimentos significativos levaram os irmãos da dianteira a reavaliar o uso de jornais na divulgação das boas novas. Primeiro, a Grande Guerra que assolava o mundo dificultou a aquisição de materiais para impressão. Em 1916, um relatório de nosso departamento de jornais na Grã-Bretanha comentou o desafio, dizendo: “Há pouco mais de 30 jornais publicando os Sermões atualmente. É bem provável que esse número seja reduzido consideravelmente em vista do constante aumento do preço do papel.” O segundo acontecimento foi a morte do irmão Russell, em 31 de outubro de 1916. Por isso, A Sentinela de 15 de dezembro de 1916 anunciou:  “Agora que o irmão Russell se foi, a publicação de sermões [nos jornais] será descontinuada por completo.” Embora essa modalidade de pregação tivesse terminado, outros métodos, como o “Fotodrama da Criação”, continuaram a ter grande êxito.

8. O que estava envolvido na produção do “Fotodrama da Criação”?

8 Exibições de filme. Russell e seus associados trabalharam por uns três anos na produção do “Fotodrama da Criação”, que foi lançado em 1914. (Pro. 21:5) O Drama, como era chamado, era uma combinação inovadora de imagens animadas, gravações em áudio e slides coloridos. Centenas de pessoas participaram na encenação de passagens bíblicas, que foram gravadas num filme, incluindo até animais. De acordo com um relatório de 1913, “para a parte de Noé neste grande espetáculo, quase todos os animais de um dos maiores jardins zoológicos  foram usados para produzir imagens animadas, com áudio”. Quanto às centenas de slides usados na produção, artistas em Filadélfia, Londres, Nova York e Paris pintaram à mão cada um deles.

9. Por que se investiu tanto tempo e dinheiro na produção do “Fotodrama”?

9 Por que se investiu tanto tempo e dinheiro na produção do “Fotodrama”? Uma resolução adotada na série de congressos de 1913 explica: “O sucesso sem precedentes dos jornais americanos em moldar a opinião pública usando desenhos e ilustrações . . ., junto com a incrível popularidade e adaptabilidade dos filmes, demonstrou plenamente seu valor e, como acreditamos, nos sentimos totalmente justificados, como pregadores progressivos e instrutores da Bíblia, a dar nosso total apoio ao uso de filmes e projetores de slides como um método eficaz e desejável para evangelizadores e instrutores.”

No alto: Uma cabine de projeção do “Fotodrama”; embaixo: Slides do “Fotodrama”

10. Qual foi o alcance do “Fotodrama”?

10 Durante 1914, o “Fotodrama” foi exibido em 80 cidades por dia. Quase 8 milhões de pessoas nos Estados Unidos e no Canadá assistiram a ele. Naquele mesmo ano, o “Fotodrama” foi exibido na Alemanha, Austrália, Dinamarca, Finlândia, Grã-Bretanha, Noruega, Nova Zelândia, Suécia e Suíça. Uma versão simplificada dessa produção, sem os trechos de filme, foi preparada para ser usada em cidades menores. Essa versão — o “Drama Eureka” — era mais barata para produzir e mais fácil para transportar. Em 1916, o “Fotodrama” e o “Drama Eureka” já tinham sido traduzidos para o alemão, armênio, dano-norueguês, espanhol, francês, grego, italiano, polonês e sueco.

Em 1914, o “Fotodrama” foi exibido em auditórios lotados

11, 12. Que impacto o “Fotodrama” teve em certo jovem, e que exemplo ele deixou?

11 A tradução do “Fotodrama” para o francês teve grande impacto num rapaz de 18 anos chamado Charles Rohner. “[O “Fotodrama”] foi exibido em minha cidade — Colmar, Alsácia, França”, conta Charles. “Desde o início, fiquei impressionado com a apresentação clara da verdade bíblica.”

12 Em resultado disso, Charles foi batizado e, em 1922, ingressou no serviço de tempo integral. Uma de suas primeiras designações foi ajudar a apresentar o “Fotodrama” na França. Descrevendo seu trabalho, Charles diz: “Minha designação incluía várias tarefas — tocar violino e cuidar das contas e das publicações. Também incluía pedir que a assistência ficasse em silêncio antes do programa. Durante o intervalo, oferecíamos publicações. Nós designávamos uma seção do auditório a cada irmão e irmã, que carregava uma pilha de publicações e abordava cada pessoa de sua seção. Além disso, tínhamos mesas cheias de publicações na entrada do auditório.” Em 1925, Charles foi convidado para servir no Betel de Brooklyn, Nova York. Ali, ele foi designado para reger uma orquestra para a recém-formada  estação de rádio WBBR. Depois de considerarmos o exemplo do irmão Charles, poderíamos nos perguntar: ‘Estou disposto a aceitar qualquer designação que eu receba para ajudar a divulgar a mensagem do Reino?’ — Leia Isaías 6:8.

13, 14. Como o rádio foi usado para divulgar as boas novas? (Veja também os quadros “ Programas da WBBR” e “ Um congresso marcante”.)

13 Rádio: Na década de 20, o trabalho com o “Fotodrama” começou a diminuir, mas o rádio surgiu como um meio significativo de divulgar as boas novas do Reino. Em 16 de abril de 1922, o irmão Rutherford fez sua primeira transmissão de rádio diretamente do Teatro Metropolitano de Ópera de Filadélfia, Pensilvânia. Calcula-se que 50 mil pessoas tenham ouvido o discurso “Milhões que agora vivem jamais morrerão”. Daí, em 1923, houve a primeira transmissão de uma sessão de congresso. Além de usar estações comerciais, os que estavam na dianteira decidiram que seria prudente ter nossa própria estação, que foi construída em Staten Island, Nova York, e registrada como WBBR. A primeira transmissão foi feita em 24 de fevereiro de 1924.

Calcula-se que, em 1922, um total de 50 mil pessoas tenha ouvido a transmissão por rádio do discurso “Milhões que agora vivem jamais morrerão”

14 Explicando o objetivo da WBBR, A Sentinela de 1.° de dezembro de 1924, em inglês, disse: “Acreditamos que o rádio é o meio mais econômico e eficaz já usado para divulgar a mensagem da verdade.” Daí, acrescentou: “Se o Senhor achar apropriado construir outras estações de rádio para divulgar a verdade, ele proverá o dinheiro segundo sua boa vontade.” (Sal. 127:1) Em 1926, o povo de Jeová já possuía seis estações de rádio. Duas estavam nos Estados Unidos — a WBBR, em Nova York, e a WORD, perto de Chicago. As outras quatro estavam no Canadá, localizadas em Alberta, Colúmbia Britânica, Ontário e Saskatchewan.

15, 16. (a) Como o clero no Canadá reagiu às nossas transmissões? (b) Por que podemos dizer que as palestras transmitidas por rádio e a pregação de casa em casa se complementavam?

15 Essa ampla transmissão da verdade bíblica não passou despercebida do clero da cristandade. Albert Hoffman, que estava familiarizado com o trabalho feito na estação de rádio em Saskatchewan, Canadá, disse: “Cada vez mais pessoas passaram a conhecer os Estudantes da Bíblia [como as Testemunhas de Jeová eram conhecidas]. Um excelente testemunho foi dado até 1928, quando o clero pressionou autoridades, e todas as estações dos Estudantes da Bíblia no Canadá perderam suas licenças.”

16 Apesar do fechamento de nossas estações de rádio no Canadá, as palestras bíblicas continuaram a ser transmitidas por estações comerciais. (Mat. 10:23) Para aumentar a eficácia desses programas, A Sentinela e The Golden Age (A Idade de Ouro, hoje chamada Despertai!) incluíam uma lista das estações comerciais que transmitiam a verdade bíblica a fim de que, ao pregar de casa em casa, os publicadores pudessem incentivar  as pessoas a ouvir as palestras nas estações locais. Que impacto isso teve? O Bulletin (Boletim) de janeiro de 1931 disse: “O uso do rádio tem dado verdadeiro incentivo aos irmãos em sua pregação de casa em casa. Muitos relatórios chegaram ao escritório dizendo que as pessoas, por terem ouvido as palestras do irmão Rutherford, aceitavam prontamente os livros oferecidos.” O Boletim descreveu as transmissões de rádio e o ministério de casa em casa como “os dois maiores métodos de pregação usados pela organização do Senhor”.

17, 18. Apesar das novas circunstâncias, como o rádio continuou a ser útil?

17 Durante a década de 30, nosso uso de estações de rádio comerciais sofreu forte oposição. Então, no fim de 1937, o povo de Jeová se adaptou às novas circunstâncias. Eles pararam de usar estações comerciais e se concentraram ainda mais na pregação de casa em casa. * No entanto, o rádio continuou desempenhando um papel importante na divulgação da mensagem do Reino em alguns lugares remotos ou politicamente isolados. Por exemplo, de 1951 a 1991, uma estação na Berlim Ocidental, Alemanha, transmitiu regularmente discursos bíblicos a fim de que a mensagem do Reino pudesse chegar aos que viviam em partes do que era conhecida como Alemanha Oriental. A partir de 1961 e por mais de 30 anos, uma estação nacional de rádio no Suriname, América do Sul, transmitiu um programa semanal de 15 minutos que apresentava verdades bíblicas. De 1969 a 1977, a organização produziu mais de 350 programas gravados de rádio na série “Toda a Escritura É Proveitosa”. Nos Estados Unidos, 291 estações de rádio, em 48 estados, transmitiram esses programas. Em 1996, uma estação de rádio em Apia, capital de Samoa, localizada no Pacífico Sul, transmitiu um programa semanal chamado “Respostas às Suas Perguntas Bíblicas”.

18 No fim do século 20, o rádio deixou de ter um papel importante na divulgação das boas novas. Mas surgiu outra tecnologia que possibilitou alcançar um grande número de pessoas como nunca antes.

19, 20. Por que o povo de Jeová criou o site jw.org, e que resultados ele tem tido? (Veja também o quadro “ JW.ORG”.)

19 A internet. Em 2013, mais de 2,7 bilhões de pessoas, quase 40% da população mundial, tinham acesso à internet. De acordo com algumas pesquisas, cerca de 2 bilhões a acessam usando aparelhos portáteis, como smartphones e tablets. Esse número continua a subir no mundo todo, mas o aumento mais rápido no uso da internet por meio de aparelhos portáteis ocorre na África, onde existem mais de 90 milhões de assinaturas para acessá-la pelo celular. Isso provocou uma mudança radical no modo como muitas pessoas recebem informações.

 20 A partir de 1997, o povo de Jeová adotou esse método de comunicação de massa. Em 2013, o site jw.org foi disponibilizado em cerca de 300 idiomas, e informações bíblicas podiam ser baixadas em mais de 520 idiomas. Todos os dias, o site recebe mais de 750 mil acessos. Todo mês, além de verem vídeos, as pessoas baixam mais de 3 milhões de livros completos, 4 milhões de revistas completas e 22 milhões de faixas de áudio.

21. O que você aprendeu com a experiência de Sina?

21 Nosso site se tornou um poderoso método para divulgar as boas novas do Reino de Deus, até mesmo em países onde nossa obra de pregação está proscrita. Por exemplo, no início de 2013, um homem chamado Sina encontrou o site jw.org e telefonou para a sede mundial, localizada nos Estados Unidos, pedindo mais informações sobre a Bíblia. Por que esse telefonema foi incomum? Sina é de formação muçulmana e mora num povoado isolado num país onde a obra das Testemunhas de Jeová está sob severas restrições. Em resultado dessa ligação, providências foram tomadas para que Sina estudasse a Bíblia duas vezes por semana com uma Testemunha de Jeová dos Estados Unidos. O estudo era dirigido por meio de chamadas de vídeo pela internet.

Ensinando pessoas

22, 23. (a) Os métodos para alcançar grandes públicos substituíram a pregação de casa em casa? (b) Como o Rei tem abençoado nossos esforços?

22 Nenhum dos métodos usados para alcançar grandes públicos, como os jornais, o “Fotodrama”, os programas de rádio e o nosso site, foi preparado com o objetivo de substituir a pregação de casa em casa. Por que não? Porque o povo de Jeová  aprendeu do modelo estabelecido por Jesus. Ele fazia mais do que pregar a grandes multidões; ele se concentrava em ajudar as pessoas individualmente. (Luc. 19:1-5) Além disso, treinou seus discípulos a fazer o mesmo e lhes deu uma mensagem para pregar. (Leia Lucas 10:1, 8-11.) Como vimos no Capítulo 6, os que estão na dianteira sempre incentivaram todos os servos de Jeová a falar com as pessoas pessoalmente. — Atos 5:42; 20:20.

23 Hoje, cem anos após o nascimento do Reino, quase 8 milhões de publicadores estão ativos em ensinar os propósitos de Deus a outras pessoas. Sem dúvida, o Rei tem abençoado os métodos que usamos para anunciar o Reino. Como veremos no próximo capítulo, ele também tem nos fornecido as ferramentas necessárias para levar as boas novas a toda nação, tribo e língua. — Rev. 14:6.

^ parágrafo 17 Em 1957, os irmãos da dianteira decidiram fechar a WBBR, em Nova York, a última de nossas estações de rádio.