Pular para conteúdo

Pular para sumário

 A BÍBLIA MUDA A VIDA DAS PESSOAS

Eu achava que estava aproveitando a vida

Eu achava que estava aproveitando a vida
  • ANO DE NASCIMENTO: 1982

  • PAÍS DE ORIGEM: POLÔNIA

  • HISTÓRICO: ERA VIOLENTO, USAVA DROGAS E QUERIA UMA CARREIRA LUCRATIVA

MEU PASSADO:

Nasci num pequeno vilarejo na Polônia, perto da fronteira com a Alemanha. Nessa região de fazendas e florestas, eu tinha uma vida tranquila. Meus pais eram amorosos e me incentivavam a ser uma boa pessoa, a me sair bem na escola e a buscar uma carreira de prestígio.

Meus problemas começaram quando fui fazer faculdade de Direito na cidade de Breslávia. Longe dos meus pais, escolhi amizades ruins. Sempre gostei de futebol, mas, por causa da influência dos meus novos amigos, eu me tornei fanático. Meu time preferido era de Varsóvia, e nos fins de semana eu ia atrás deles onde quer que jogassem. Nessas viagens havia bebedeiras, drogas e, de vez em quando, brigas violentas com os torcedores do time adversário. Para mim, isso era uma forma de fugir do estresse do dia a dia, mas eu sabia que, se fosse preso pela polícia, isso poderia acabar com minha carreira.

Eu e meus amigos gostávamos de ir a casas noturnas. Ali, era comum nos envolvermos em brigas. Fui detido pela polícia várias vezes, mas sempre conseguia me livrar de problemas sérios com a lei — às vezes por meio de suborno. Eu realmente achava que estava aproveitando a vida. Mesmo assim, no fundo eu sabia que fazer essas coisas era errado. Eu ia à igreja todo domingo para tentar aliviar minha consciência.

COMO A BÍBLIA MUDOU MINHA VIDA:

Em 2004, duas Testemunhas de Jeová passaram na minha casa, e eu concordei em estudar a Bíblia com elas. Quanto mais eu aprendia sobre o que significa ser um cristão de verdade, mais minha consciência me incomodava. Eu sabia que devia parar de beber demais, de usar drogas e de ter amizade com pessoas que não viviam de acordo com os padrões da Bíblia. Também percebi que precisava mudar minha personalidade violenta e agressiva. Só que mesmo sabendo que eu precisava fazer mudanças, continuei a fazer coisas erradas.

Mas uma noite foi decisiva na minha vida. Comecei uma briga com oito homens. Eu me lembro de estar caído no chão, levando socos e chutes na cabeça. Achei que fosse morrer e orei: “Jeová, desculpe não ter levado a sério sua Palavra. Se eu sobreviver, prometo estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová e dar um jeito  na minha vida.” Para minha surpresa, eu sobrevivi. Então cumpri minha promessa de voltar a estudar a Bíblia.

Em 2006, eu me mudei para a Inglaterra. Meu objetivo era conseguir dinheiro suficiente para voltar para a Polônia e fazer uma pós-graduação em Direito. Continuei a estudar a Bíblia, e um texto escrito pelo apóstolo Paulo causou um grande impacto em mim: “Considero realmente todas as coisas como perda, por causa do valor superior do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor. Por causa dele aceitei a perda de todas as coisas e as considero simplesmente como lixo, para poder ganhar a Cristo.” (Filipenses 3:8) Assim como eu, o apóstolo Paulo tinha estudado a lei — e também tinha sido um homem muito violento. (Atos 8:3) Mesmo assim, ele concluiu que havia um modo melhor de se viver: servir a Deus e fazer o máximo para imitar a Jesus. Quando refleti no exemplo de Paulo, percebi que uma carreira lucrativa e um comportamento violento não dão felicidade. Cheguei à conclusão de que, se Paulo conseguiu mudar, eu também conseguiria. Assim, decidi ficar na Inglaterra e não fazer mais pós-graduação.

Quanto mais eu aprendia sobre Jeová, mais queria ser amigo dele. Fiquei emocionado ao aprender que Jeová promete perdoar os que realmente querem fazer mudanças na vida. (Atos 2:38) E, quando refleti no texto de 1 João 4:16, que diz que “Deus é amor”, comecei a entender por que Deus odeia a violência.

Eu queria fazer parte dessa fraternidade e sentir a alegria que as Testemunhas de Jeová sentem

Eu também ficava impressionado com a conduta das Testemunhas de Jeová. Para mim, estava claro que elas tentavam viver de acordo com os padrões de moral da Bíblia. Eu queria fazer parte dessa fraternidade e sentir a alegria que elas sentiam. Depois de enfrentar alguns desafios e fazer ajustes na vida, fui batizado como Testemunha de Jeová em 2008.

Esther e eu gostamos muito de ensinar a Bíblia a pessoas que falam polonês

COMO FUI BENEFICIADO:

A Bíblia transformou alguém ambicioso, violento, beberrão, fanático por futebol e que usava drogas num servo de Deus que gosta muito de ensinar a Bíblia a outros. Eu ainda gosto de assistir a jogos de futebol, mas estou determinado a manter a diversão no devido lugar.

Agora sou casado com Esther, uma linda adoradora de Jeová, e temos um casamento feliz. Gostamos muito de ensinar a Bíblia a pessoas aqui no noroeste da Inglaterra que falam polonês. Pela primeira vez na vida, eu me sinto realizado. Tenho uma consciência limpa e uma vida significativa.