Atos dos Apóstolos 8:1-40

8  Saulo, por sua vez, aprovava o assassinato dele.+ Naquele dia começou uma grande perseguição contra a congregação em Jerusalém, e todos, exceto os apóstolos, foram espalhados pelas regiões da Judeia e de Samaria.+  Homens devotos levaram Estêvão embora para o enterrar e fizeram grande lamentação por ele.  Mas Saulo começou a devastar a congregação. Ele invadia uma casa após outra, arrastando para fora tanto homens como mulheres e entregando-os à prisão.+  No entanto, os que tinham sido espalhados saíram por aquela região declarando as boas novas da palavra.+  Filipe desceu à cidade* de Samaria+ e começou a pregar a eles o Cristo.  As multidões, unânimes, prestavam atenção ao que Filipe dizia; elas o escutavam e viam os sinais que ele realizava.  Pois muitos tinham espíritos impuros, e estes gritavam e saíam.+ Além disso, muitos paralíticos e mancos foram curados.  De modo que houve muita alegria naquela cidade.  E na cidade havia um homem chamado Simão, que antes disso havia praticado artes mágicas; ele havia deixado admirada a nação de Samaria, dizendo ser alguém grande. 10  Todos, desde o menor até o maior, davam-lhe atenção e diziam: “Este homem é o Poder de Deus, o chamado Grande Poder.” 11  Davam atenção a ele porque durante muito tempo os havia impressionado com suas artes mágicas. 12  Mas acreditaram em Filipe quando ele lhes declarou as boas novas a respeito do Reino de Deus+ e do nome de Jesus Cristo, e tanto homens como mulheres foram batizados.+ 13  O próprio Simão também se tornou crente e, depois de ser batizado, continuou com Filipe.+ E ele se admirava ao ver sinais e grandes obras poderosas. 14  Quando os apóstolos em Jerusalém ouviram dizer que Samaria havia aceitado a palavra de Deus,+ enviaram para lá Pedro e João, 15  e estes desceram e oraram para que os samaritanos recebessem espírito santo.+ 16  Porque o espírito santo ainda não tinha vindo sobre nenhum deles, mas eles só haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus.+ 17  Então lhes impuseram as mãos,+ e eles começaram a receber espírito santo. 18  Quando Simão viu que o espírito era dado pela imposição das mãos dos apóstolos, ofereceu-lhes dinheiro, 19  dizendo: “Deem essa autoridade também a mim, para que todo aquele sobre quem eu impuser as mãos receba espírito santo.” 20  Mas Pedro lhe disse: “Pereça com você a sua prata, porque você pensou que poderia obter o dom* de Deus com dinheiro.+ 21  Você não pode ter nenhuma participação nisso, porque o seu coração não é reto à vista de Deus. 22  Portanto, arrependa-se dessa sua maldade e suplique a Jeová* que, se possível, a má intenção do seu coração seja perdoada, 23  pois vejo que você é um veneno amargo* e um escravo da injustiça.” 24  Simão respondeu a eles: “Façam súplicas a Jeová* por mim, para que nenhuma dessas coisas que vocês disseram venha sobre mim.” 25  Portanto, depois de darem testemunho de forma cabal e falarem a palavra de Jeová,* partiram de volta para Jerusalém, declarando as boas novas a muitas aldeias dos samaritanos.+ 26  No entanto, o anjo+ de Jeová* disse a Filipe: “Prepare-se e vá para o sul, para a estrada que desce de Jerusalém a Gaza.” (Essa é a estrada do deserto.) 27  Em vista disso, ele se preparou e foi; encontrou então um eunuco* etíope, alto funcionário de Candace, rainha dos etíopes, encarregado de todo o tesouro dela. Ele tinha ido a Jerusalém para adorar+ 28  e estava voltando e, sentado no seu carro, lia em voz alta o profeta Isaías. 29  De modo que o espírito disse a Filipe: “Vá, aproxime-se desse carro.” 30  Filipe correu ao lado do carro e ouviu o eunuco lendo o profeta Isaías em voz alta. Perguntou então: “O senhor entende o que está lendo?” 31  Ele respondeu: “Na verdade, como posso entender a menos que alguém me oriente?” E pediu que Filipe subisse e se sentasse com ele. 32  A passagem das Escrituras que ele estava lendo em voz alta era: “Como uma ovelha, ele foi levado ao abate e, como um cordeiro que fica em silêncio diante do seu tosquiador, ele não abre a boca.+ 33  Durante a sua humilhação, negaram-lhe a justiça.+ Quem contará os detalhes da sua geração?* Porque a sua vida é eliminada da terra.”+ 34  O eunuco disse então a Filipe: “Por favor, diga-me: De quem o profeta está falando? De si mesmo ou de outro homem?” 35  Filipe começou a falar e, partindo daquela passagem das Escrituras, declarou-lhe as boas novas a respeito de Jesus. 36  Ao seguirem pela estrada, chegaram a um lugar onde havia água, e o eunuco disse: “Veja! Aqui há água! O que me impede de ser batizado?” 37  *—— 38  Assim, mandou parar o carro, e tanto Filipe como o eunuco desceram à água; e ele o batizou. 39  Depois de saírem da água, o espírito de Jeová* rapidamente levou Filipe embora dali, e o eunuco não voltou a vê-lo, mas seguiu caminho cheio de alegria. 40  Filipe, no entanto, foi parar em Asdode e, ao passar por aquela região, continuou a declarar as boas novas a todas as cidades, até chegar a Cesareia.+

Notas de rodapé

Ou, possivelmente: “a uma cidade”.
Ou: “a dádiva gratuita”.
Lit.: “fel de amargura”.
Ou: “oficial da corte”.
Ou: “origem”.

Notas de estudo

Mídia