Pular para conteúdo

Pular para sumário

1 Desenvolva confiança na Bíblia

1 Desenvolva confiança na Bíblia

 1 Desenvolva confiança na Bíblia

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas.” — 2 Timóteo 3:16.

QUAL É O DESAFIO? Muitos afirmam que a Bíblia é apenas um livro de sabedoria humana. Alguns acreditam que ela não é historicamente exata. Outros alegam que os conselhos da Bíblia não são práticos ou atuais.

COMO VOCÊ PODE VENCER O DESAFIO? Muitas vezes, as pessoas que dizem que a Bíblia não é confiável nem prática nunca pesquisaram o assunto por si mesmas. Elas simplesmente repetem o que outros dizem. No entanto, a Bíblia alerta: “Qualquer inexperiente põe fé em cada palavra, mas o argucioso considera os seus passos.” — Provérbios 14:15.

Em vez de aceitar cegamente o que outros dizem, o que acha de seguir o exemplo dos cristãos do primeiro século que viviam em Beréia, que ficava onde hoje é o norte da Grécia? Eles não se limitavam a aceitar o que outros diziam. Pelo contrário, eles tinham a reputação de ‘examinar cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas eram assim’. (Atos 17:11) Consideremos brevemente dois motivos para confiar que a Bíblia é a Palavra inspirada de Deus.

A Bíblia é historicamente exata. Ao longo dos anos, vários céticos questionaram — e continuam a questionar — a exatidão da Bíblia a respeito dos nomes das pessoas e dos lugares que ela menciona. E vez após vez, as evidências têm provado que esse ceticismo não tem fundamento e que o registro bíblico é confiável.

Por exemplo, no passado os eruditos duvidavam da existência do rei assírio Sargão, mencionado em Isaías 20:1. No entanto, na década de 1840, os arqueólogos começaram a desenterrar o palácio desse rei. Hoje em dia, Sargão é um dos reis assírios mais conhecidos.

Os críticos questionavam a existência de Pôncio Pilatos, o governador romano que ordenou a execução de Jesus. (Mateus 27:1,  22-24) Mas, em 1961, perto da cidade israelita de Cesaréia, descobriu-se uma pedra que menciona o nome e o cargo de Pilatos.

Com relação à exatidão histórica da Bíblia, a revista U.S.News & World Report de 25 de outubro de 1999, disse: “De maneiras notáveis, a arqueologia moderna tem confirmado o fundo histórico do Velho e do Novo Testamento — apoiando relatos-chave da história dos patriarcas de Israel, do Êxodo, da monarquia davídica e da vida e época de Jesus.” Embora a fé na Bíblia não dependa de descobertas arqueológicas, essa exatidão histórica é o que se espera de um livro inspirado por Deus.

A sabedoria prática apresentada na Bíblia beneficia pessoas de todas as formações. Muito antes da descoberta dos microorganismos e do seu papel na propagação de doenças, a Bíblia já recomendava práticas de higiene que ainda são válidas hoje em dia. (Levítico 11:32-40; Deuteronômio 23:12, 13) Quando os membros da família aplicam os conselhos da Bíblia sobre como tratar uns aos outros, eles são mais felizes. (Efésios 5:28–6:4) Aqueles que vivem de acordo com os princípios da Bíblia podem se tornar empregados mais conscienciosos ou patrões mais razoáveis. (Efésios 4:28; 6:5-9) Colocar em prática princípios bíblicos também é benéfico para a saúde emocional. (Provérbios 14:30; Efésios 4:31, 32; Colossenses 3:8-10) Esses conselhos práticos é o que esperaríamos de nosso Criador.

QUAL É A RECOMPENSA? A sabedoria encontrada na Bíblia pode até mesmo fazer com que uma pessoa inexperiente se torne sábia. (Salmo 19:7) Além disso, quando passamos a confiar na Bíblia, ela pode nos ajudar, mais do que qualquer outro livro, a dar o próximo passo em direção a uma fé mais forte.

Para mais informações, veja o capítulo 2, “A Bíblia — um livro de Deus”, no livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?. *

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 12 Publicado pelas Testemunhas de Jeová.