Pular para conteúdo

Pular para sumário

Você está decepcionado com Deus?

Você está decepcionado com Deus?

“POR QUE eu? Por que Deus permitiu que isso acontecesse comigo?” Perguntas como essas atormentavam Sidnei, do Brasil. Após sofrer um acidente num parque aquático, aos 24 anos, ele ficou confinado a uma cadeira de rodas.

O sofrimento causado por acidentes, doenças, a morte de uma pessoa amada, desastres naturais ou guerras pode facilmente fazer com que as pessoas fiquem decepcionadas com Deus. Mas isso não é algo recente. O patriarca Jó, dos tempos antigos, sofreu uma calamidade após outra. Ele se enganou, imaginando que Deus era o culpado, e disse: “Clamo a ti por ajuda, mas não me respondes; fico de pé, mas apenas olhas para mim. Tu te voltaste cruelmente contra mim; e me atacas com toda a força da tua mão.” — Jó 30:20, 21.

Jó não sabia quem estava causando seus problemas, por que isso estava acontecendo ou por que Deus permitia isso. Felizmente a Bíblia esclarece por que coisas assim acontecem e também como devemos lidar com elas.

SERÁ QUE DEUS QUERIA QUE AS PESSOAS SOFRESSEM?

A respeito de Deus, a Bíblia diz: “Perfeito é tudo o que ele faz, pois todos os seus caminhos são justos. Deus de fidelidade, que nunca é injusto; justo e reto é ele.” (Deuteronômio 32:4) Sendo assim, faria sentido um Deus “justo e reto” querer que as pessoas sofressem? Será que ele usaria calamidades para puni-las ou purificá-las?

Pelo contrário, a Bíblia declara: “Quando estiver sob provação, que ninguém diga: ‘Estou sendo provado por Deus.’ Pois, com coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova a ninguém.” (Tiago 1:13) De fato, aprendemos na Bíblia que Deus deu à humanidade um começo perfeito. Ele deu aos primeiros humanos, Adão e Eva, um belo lar, tudo o que precisavam para viver e um trabalho significativo. Deus lhes disse: “Tenham filhos e tornem-se muitos; encham e dominem a terra.” Com certeza, Adão e Eva não tinham motivos para ficar decepcionados com Deus. — Gênesis 1:28.

Mas hoje o mundo em que vivemos está longe de ser perfeito. Na verdade, em toda a História, a humanidade tem sofrido muito. A Bíblia descreve bem a situação: “Toda a criação junta continua a gemer e a sentir dores até agora.” (Romanos 8:22) O que aconteceu?

POR QUE O SOFRIMENTO EXISTE?

Para entender por que o sofrimento existe, precisamos saber como ele teve início. Um anjo rebelde, mais tarde chamado de Satanás, o Diabo, levou Adão e Eva a desobedecer à lei de Deus de não comer da “árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau”. Ao fazer isso, eles rejeitaram as normas de Deus sobre o que era certo e errado. O Diabo disse a Eva que eles não morreriam se desobedecessem a Deus, e assim acusou Deus de ser mentiroso. Ele também acusou Deus de negar a seus servos o direito de decidir o que é bom e o que é mau. (Gênesis 2:17; 3:1-6) Satanás deu a entender que a humanidade se sairia melhor sem o governo de Deus. Assim, surgiu uma questão muito importante: será que Deus tinha o direito de governar?

O Diabo levantou ainda outra questão. Ele acusou os humanos de servirem a Deus por motivos egoístas. Com respeito ao fiel Jó, o Diabo disse a Deus: “Não puseste uma cerca de proteção em volta dele, da sua casa e de tudo o que ele tem? . . . Mas agora, levanta a mão e atinge tudo o que ele tem, e com certeza ele te amaldiçoará na tua própria face.” (Jó 1:10, 11) Apesar de essas palavras se referirem a Jó, Satanás insinuou que todos os humanos servem a Deus por motivos egoístas.

COMO DEUS RESOLVEU ESSAS QUESTÕES

Qual seria a melhor maneira de resolver essas questões fundamentais de uma vez por todas? Deus, que é todo-sábio, teve a melhor solução,  e ela não nos deixa decepcionados. (Romanos 11:33) Ele permitiu que os humanos governassem a si mesmos por um tempo e que os resultados provassem qual governo é o melhor.

As condições ruins na Terra hoje são clara evidência de que os governos humanos fracassaram completamente. Os governos mundiais não falharam apenas em trazer paz, segurança e felicidade, mas também prejudicaram a Terra. Isso comprova como são verdadeiras as palavras da Bíblia: “Não cabe ao homem nem mesmo dirigir os seus passos.” (Jeremias 10:23) Somente o governo de Deus pode garantir paz eterna, felicidade e uma vida gratificante para a humanidade, porque esse é o propósito de Deus. — Isaías 45:18.

Então como Deus cumprirá seu propósito para os humanos? Lembre-se de que Jesus ensinou seus seguidores a orar: “Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra.” (Mateus 6:10) Sim, na hora certa, por meio de seu Reino, Deus eliminará todas as causas do sofrimento. (Daniel 2:44) A pobreza, as doenças e a morte serão coisas do passado. Com respeito aos pobres, a Bíblia revela que Deus “livrará o pobre que clama por socorro”. (Salmo 72:12-14) Quanto aos doentes, a Bíblia promete: “Nenhum habitante dirá: ‘Estou doente.’” (Isaías 33:24) E a respeito dos mortos que estão na memória de Deus, Jesus disse: “Vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais ouvirão a voz dele e sairão.” (João 5:28, 29) Que promessas animadoras!

Se estivermos decepcionados com Deus, desenvolver fé nas suas promessas nos ajudará a superar isso

COMO SUPERAR SENTIMENTOS NEGATIVOS

Uns 17 anos depois de seu acidente, Sidnei, já mencionado, disse: “Eu nunca culpei a Jeová Deus pelo acidente, mas tenho de admitir que no começo fiquei decepcionado com ele. Há dias em que me sinto muito triste e choro quando penso na minha deficiência. Mas, com a ajuda da Bíblia, aprendi que o acidente não foi um castigo de Deus. Como a Bíblia diz, ‘o tempo e o imprevisto sobrevêm a todos nós’. Orar a Jeová e ler textos bíblicos específicos me fortalece espiritualmente e me ajuda a ter uma atitude positiva.” — Eclesiastes 9:11; Salmo 145:18; 2 Coríntios 4:8, 9, 16.

Se estivermos decepcionados com Deus, ter em mente as razões de ele permitir o sofrimento e saber que os efeitos disso acabarão em breve nos ajudará a superar esses sentimentos. Temos a garantia de que Deus é “o recompensador dos que o buscam seriamente”. Todos os que basearem sua fé nele e em seu Filho não ficarão decepcionados. — Hebreus 11:6; Romanos 10:11.