Pular para conteúdo

Pular para sumário

 PERGUNTA 3

Como posso me comunicar bem com meus pais?

Como posso me comunicar bem com meus pais?

POR QUE É BOM PENSAR NISSO

Sua vida fica muito mais tranquila quando você tem uma boa comunicação com seus pais.

O QUE VOCÊ FARIA?

Imagine a seguinte cena: É quarta-feira à noite. Lucas, que tem 17 anos, acabou de arrumar o quarto e finalmente pode ter seu merecido descanso. Ele se joga no sofá e pega o celular.

Bem nessa hora, o pai dele aparece. E não está com a cara boa!

“Lucas! O que você tá fazendo aí perdendo tempo no celular? Você devia estar ajudando seu irmão a fazer as tarefas dele. Por que você nunca faz o que a gente pede?”

Lucas resmunga: “Ah, começou!”

O pai dele chega mais perto e diz: “O quê, Lucas? Repete o que você disse.”

Lucas dá um suspiro e diz, com cara de irritado: “Nada, pai. Fica na sua.”

O pai fica com muita raiva e diz: “Quem você acha que é pra falar assim comigo?”

Se você fosse o Lucas, o que teria feito para não deixar a situação chegar nesse ponto?

PARE E PENSE!

Para ter uma boa comunicação com os pais, você precisa ser adaptável. É como dirigir um carro. Se você vê um obstáculo, precisa se desviar e fazer outro caminho.

 CASO REAL

Uma jovem chamada Lígia diz: “Eu acho difícil falar com meu pai. Às vezes eu já tô falando com ele por um tempo, daí ele vira e diz: ‘Desculpa, você tava falando comigo?’”

LÍGIA TEM PELO MENOS TRÊS OPÇÕES:

  1. Gritar com seu pai.

    Lígia grita: “Fala sério! Dá pra prestar atenção no que eu tô falando?”

  2. Desistir de falar com seu pai.

    Lígia acaba desistindo de falar com o pai sobre o problema dela.

  3. Escolher uma hora melhor para falar do assunto.

    Numa outra hora, Lígia fala com o pai pessoalmente. Ou então ela escreve uma mensagem para o pai, contando o problema.

Qual dessas opções você acha que Lígia deveria escolher?

PENSE NOS POSSÍVEIS RESULTADOS: O pai de Lígia está distraído. Se Lígia escolher a opção 1, ele pode ter a impressão de que ela começou a gritar do nada. Ele nem vai entender por que ela está irritada. E é provável que gritar não vai fazer o pai dela querer ouvir o que ela tem a dizer. Essa atitude também não mostraria honra e respeito por ele. (Efésios 6:2) Então, será que a primeira opção é a melhor forma de agir nesse caso?

Quando você encontra um obstáculo na estrada, pode seguir viagem por outro caminho. Do mesmo modo, para ter uma boa comunicação com seus pais, você pode tentar um caminho diferente

A opção 2 talvez seja a forma mais fácil de lidar com a situação. Mas será que é a melhor? Lígia precisa da ajuda do pai. Se ela desistir de falar com ele, como ele vai saber o que está acontecendo? Ficar calada não vai ajudar em nada.

Na opção 3, Lígia não deixa um obstáculo atrapalhar a comunicação. Ela escolhe uma hora melhor para falar com o pai. E se ela preferir escrever sobre o problema, pode ser que na hora já se sinta melhor.

Colocar as ideias por escrito pode também ajudar Lígia a falar exatamente o que está sentindo. Assim, seu pai vai entender melhor o que está acontecendo. Não concorda que a opção 3 é melhor tanto para Lígia como para o pai dela? Se você falar pessoalmente ou escrever sobre o problema, vai agir de acordo com Romanos 14:19, que diz que devemos ‘nos empenhar pelas coisas que promovem a paz’.

Qual seria outra opção?

Pense em outra coisa que Lígia poderia fazer nessa situação. Daí, escreva abaixo sua ideia e qual seria o possível resultado.

 VOCÊ E SEUS PAIS FALAM A MESMA LÍNGUA?

Fique atento: às vezes você diz uma coisa e seus pais entendem outra.

POR EXEMPLO:

Seus pais percebem que você está pra baixo e perguntam o que está acontecendo. Daí você diz: “Eu não tô a fim de falar sobre isso.”

Mas, na cabeça dos seus pais, isso quer dizer: “Eu não confio em vocês pra falar sobre isso. Eu prefiro falar com meus amigos do que com vocês.”

Agora, imagine que você está enfrentando um problema e seus pais perguntam se podem ajudar. Mas você diz: “Pode deixar, já sei o que eu vou fazer.”

  • O que você acha que seus pais vão entender?

  • Que resposta deixaria seus pais mais tranquilos?