Ir para conteúdo

O que era a arca do pacto?

O que era a arca do pacto?

A resposta da Bíblia

A arca do pacto, ou arca da aliança, era uma caixa sagrada feita pelos israelitas dos tempos antigos, de acordo com as instruções de Deus. Dentro dela ficavam guardadas as duas tábuas de pedra com os Dez Mandamentos, ou “o Testemunho”. — Êxodo 25:8-10, 16; 31:18.

  • Como é que foi feita? A Arca tinha 111 centímetros de comprimento, 67 centímetros de largura e 67 centímetros de altura (de acordo com a Bíblia, 2,5 côvados x 1,5 côvados x 1,5 côvados). Era feita de madeira de acácia revestida de ouro por dentro e por fora, com um acabamento de ouro a decorar o rebordo. A tampa da Arca era feita de ouro puro. Nela, havia dois querubins, um em cada ponta. Eles ficavam de frente um para o outro, com as faces viradas para a tampa e as asas estendidas para cima, cobrindo a tampa. A arca tinha quatro pés, e acima de cada um deles tinha uma argola de ouro. Varais de madeira revestidos a ouro passavam por essas argolas e eram usados para carregar a Arca. — Êxodo 25:10-21; 37:6-9.

  • Onde é que ficava? A Arca foi feita na mesma época do Tabernáculo, que era uma tenda usada para adorar a Jeová Deus. Essa tenda podia ser montada, desmontada e carregada para onde os israelitas fossem. A Arca ficava numa parte do Tabernáculo chamada Santíssimo. O Santíssimo ficava atrás de uma cortina, de modo que os sacerdotes e as pessoas não conseguiam vê-lo. (Êxodo 40:3, 21) Apenas o sumo sacerdote podia entrar no Santíssimo e ver a Arca. Ele fazia isso só uma vez por ano, no Dia da Expiação. (Levítico 16:2; Hebreus 9:7) Mais tarde, a Arca passou a ficar no Santíssimo do templo de Salomão. — 1 Reis 6:14, 19.

  • Por que motivo foi feita? A Arca servia para guardar alguns objetos que tinham a ver com a adoração a Jeová. Esses objetos lembravam os israelitas do pacto, ou acordo, que Jeová tinha feito com eles no monte Sinai. Ela também tinha um papel importante na cerimónia do Dia da Expiação. — Levítico 16:3, 13-17.

  • O que continha? As duas tábuas de pedra com os Dez Mandamentos foram as primeiras coisas colocadas dentro da Arca. (Êxodo 40:20) Depois também foram colocados um jarro de ouro com maná e o “bastão de Arão, que brotara” flores. (Hebreus 9:4; Êxodo 16:33, 34; Números 17:10) Pelos vistos, o jarro e o bastão foram tirados da Arca algum tempo depois, porque já lá não estavam quando ela foi colocada no templo. — 1 Reis 8:9.

  • Como era transportada? A Arca devia ser transportada pelos levitas. Para transportá-la, eles tinham de colocar os varais de madeira de acácia nos ombros. (Números 7:9; 1 Crónicas 15:15) Os varais ficavam sempre nas argolas da Arca, portanto os levitas nunca tinham de tocar nela. (Êxodo 25:12-16) A cortina que separava o Santo do Santíssimo era usada para cobrir a Arca quando ela era transportada. — Números 4:5, 6. *

  • O que representava? A Arca estava ligada à presença de Deus. Por exemplo, veja o caso das nuvens que estavam relacionadas com a Arca. Havia uma nuvem que ficava dentro do Santíssimo, por cima da Arca. Além disso, havia uma nuvem por cima do Tabernáculo, onde a Arca estava, e era vista em todo o acampamento dos israelitas. Os dois casos eram uma prova de que Deus estava a abençoar o povo; era como se Deus estivesse ali com eles. (Levítico 16:2; Números 10:33-36) Além disso, a Bíblia diz que Jeová estava “sentado no seu trono acima dos querubins”, referindo-se aos dois querubins que ficavam na tampa da Arca. (1 Samuel 4:4; Salmo 80:1) Esses querubins eram uma “representação do carro” de Jeová. (1 Crónicas 28:18) Por todos estes motivos, depois de a Arca ter sido levada para Sião, o rei David pôde escrever que Jeová morava ali. — Salmo 9:11.

  • Que outros nomes recebeu? Na Bíblia, a Arca tem vários nomes, como “Arca do Testemunho”, “Arca do Pacto”, “Arca de Jeová” e ‘Arca do poder de Jeová’. — Números 7:89; Josué 3:6, 13; 2 Crónicas 6:41.

    A tampa da Arca era conhecida como “tampa propiciatória”, ou “[o lugar] onde os pecados são perdoados”. (1 Crónicas 28:11; Bíblia na Linguagem de Hoje) A palavra ‘propiciatória’ vem de um verbo hebraico que significa “cobrir (pecados)”. Isso refere-se ao papel especial que a tampa tinha no Dia da Expiação. Nesse dia, o sumo sacerdote ficava diante da tampa e aspergia, ou salpicava, o sangue do sacrifício na direção dela. Ele fazia isso para ‘cobrir’ pecados, ou seja, para que ‘os seus próprios pecados, os pecados da casa dele e os do povo’ fossem perdoados. — Levítico 16:14-17.

Será que a arca do pacto ainda existe?

Não existe nada que indique isso. A Bíblia mostra que a Arca já não é necessária porque o pacto que tinha a ver com ela foi substituído por “um novo pacto”, um que tem como base o sacrifício de Jesus. (Jeremias 31:31-33; Hebreus 8:13; 12:24) A Bíblia já dizia que chegaria um tempo em que a Arca já não seria usada, mas o povo de Deus não ia sentir falta dela. — Jeremias 3:16.

Depois de o novo pacto ter sido feito, o apóstolo João teve uma visão da arca do pacto no céu. (Apocalipse 11:15, 19) A Arca que ele viu representava a presença de Deus e indicava que Deus estava a abençoar o novo pacto.

Será que a Arca era uma espécie de amuleto da sorte?

Não. Ter a arca do pacto não era garantia de sucesso. Por exemplo, quando lutaram contra a cidade de Ai, os israelitas tinham a Arca no seu acampamento. Mesmo assim, eles perderam porque um israelita não tinha sido fiel a Jeová. (Josué 7:1-6) Mais tarde, eles perderam para os filisteus, apesar da arca do pacto ter sido levada para o campo de batalha. Isso aconteceu porque os sacerdotes Hofni e Fineias não demonstraram respeito por Jeová. (1 Samuel 2:12; 4:1-11) Nessa batalha, os filisteus capturaram a Arca, mas Deus fê-los sofrer graves consequências até eles devolverem a Arca a Israel. — 1 Samuel 5:11–6:5.

História da Arca do Pacto

Ano (AEC)

Evento

1513

Bezalel e os seus ajudantes fazem a Arca com materiais que os israelitas doaram. — Êxodo 25:1, 2; 37:1.

1512

Moisés faz a inauguração da Arca e também do Tabernáculo e do sacerdócio. — Êxodo 40:1-3, 9, 20, 21.

1512, até depois de 1070

A Arca passa por vários lugares. — Josué 18:1; Juízes 20:26, 27; 1 Samuel 1:24; 3:3; 6:11-14; 7:1, 2.

Depois de 1070

O rei David leva a Arca para Jerusalém. — 2 Samuel 6:12.

1026

A Arca é levada para o templo de Salomão em Jerusalém. — 1 Reis 8:1, 6.

642

O rei Josias leva a Arca de volta para o templo. — 2 Crónicas 35:3. *

Antes de 607

Ao que tudo indica, a Arca é retirada do templo. A Arca não aparece na lista de objetos levados para Babilónia quando o templo foi destruído em 607 AEC. Ela também não aparece na lista de objetos que mais tarde foram levados de volta para Jerusalém. — 2 Reis 25:13-17; Esdras 1:7-11.

63

Quando o general romano Pompeu conquista Jerusalém, inspeciona o Santíssimo do templo e diz que a Arca não está ali. *

^ par. 8 Quando os israelitas não transportavam nem cobriam a Arca de acordo com a lei de Deus, eles enfrentavam sérias consequências. — 1 Samuel 6:19; 2 Samuel 6:2-7.

^ par. 31 A Bíblia não diz quando, porquê nem quem tirou a Arca do templo.

^ par. 35 Veja o livro Histórias, de Tácito, livro V, parágrafo 9.