Pular para conteúdo

Pular para sumário

Nascer de novo — O caminho para a salvação?

Nascer de novo — O caminho para a salvação?

 Nascer de novo — O caminho para a salvação?

COMO responderia à pergunta: “Você nasceu de novo?” Milhões de pessoas no mundo todo responderiam de forma enfática: “Nasci!” Elas acreditam que nascer de novo identifica todos os cristãos verdadeiros e é o único caminho para a salvação. Concordam com líderes religiosos como o teólogo Robert C. Sproul, que escreveu: “Se uma pessoa não nasceu de novo, . . . então ela não é cristã.”

Você é um dos que acreditam que nascer de novo o coloca no caminho para a salvação? Nesse caso, sem dúvida quer ajudar seus parentes e amigos a encontrar esse caminho e começar a andar nele. Mas para isso eles precisam entender a diferença entre uma pessoa que nasceu de novo e outra que não nasceu de novo. Como você explicaria a eles o que significa nascer de novo?

Muitos crêem que a expressão “nascer de novo” se refere a alguém que faz uma promessa solene de servir a Deus e a Cristo e assim deixa de ser espiritualmente morto e passa a ser espiritualmente vivo. De fato, um dicionário moderno define alguém que nasceu de novo como “uma pessoa, geralmente cristã, que renovou ou confirmou um compromisso de fé, em especial depois de ter passado por uma experiência religiosa emocional”. — Merriam-Webster’s Collegiate Dictionary—Eleventh Edition.

Ficaria surpreso de saber que a Bíblia não concorda com essa definição? Gostaria de saber o que a Palavra de Deus realmente ensina sobre nascer de novo? Com certeza você se beneficiará de examinar melhor esse assunto. Por quê? Porque um entendimento exato do que significa nascer de novo afetará sua vida e suas expectativas para o futuro.

O que a Bíblia ensina?

O único lugar na Bíblia em que aparece a expressão “nascer de novo” é em João 3:1-12, que descreve uma conversa intrigante que Jesus teve em Jerusalém com um líder religioso. Você encontrará esse relato bíblico na íntegra na página seguinte. Nós o incentivamos a lê-lo com muita atenção.

No relato, Jesus destaca vários aspectos do “novo nascimento”. * De fato, o que Jesus disse ajuda-nos a responder a estas cinco perguntas importantes:

Até que ponto o novo nascimento é importante?

Somos nós que decidimos nascer de novo?

Qual é o objetivo do novo nascimento?

Como alguém nasce de novo?

Que mudança de relacionamento ocorre em resultado do novo nascimento?

Vamos examinar essas perguntas uma por vez.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 8 A expressão “novo nascimento” aparece em 1 Pedro 1:3, 23. É outra expressão bíblica que descreve a experiência de “nascer de novo”. As duas expressões vêm do verbo grego gen·ná·o.

 [Quadro/Foto na página 4]

“Vós tendes de nascer de novo”

“Ora, havia um homem dos fariseus, cujo nome era Nicodemos, um governante dos judeus. Este veio a ele [Jesus] de noite e disse-lhe: ‘Rabi, sabemos que tu, como instrutor, tens vindo de Deus; pois, ninguém pode realizar esses sinais que tu realizas, a menos que Deus esteja com ele.’ Em resposta, Jesus disse-lhe: ‘Digo-te em toda a verdade: A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus.’ Nicodemos disse-lhe: ‘Como pode um homem nascer, sendo velho? Será que pode entrar pela segunda vez na madre de sua mãe e nascer?’ Jesus respondeu: ‘Eu te digo em toda a verdade: A menos que alguém nasça de água e espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que tem nascido da carne é carne, e o que tem nascido do espírito é espírito. Não te maravilhes por eu te dizer: Vós tendes de nascer de novo. O vento sopra para onde quer, e ouves o som dele, mas não sabes donde vem e para onde vai. Assim é todo aquele que tem nascido do espírito.’ Nicodemos disse-lhe, em resposta: ‘Como podem suceder estas coisas?’ Em resposta, Jesus disse-lhe: ‘És tu instrutor de Israel e ainda assim não sabes estas coisas? Digo-te em toda a verdade: O que sabemos, falamos, e o que temos visto, disso damos testemunho, mas vós não recebeis o testemunho que damos. Se eu vos disse coisas terrenas e ainda assim não credes, como crereis se eu vos disser coisas celestiais?’” — João 3:1-12.