Pular para conteúdo

Pular para sumário

 SEÇÃO 14

Deus fala por meio de seus profetas

Deus fala por meio de seus profetas

Jeová designa profetas para transmitir mensagens sobre julgamento, adoração pura e a esperança messiânica

DURANTE o período dos reis de Israel e de Judá, entrou em cena um grupo especial de homens — os profetas. Eram homens de extraordinária fé e coragem que transmitiram os pronunciamentos de Deus. Considere quatro temas importantes apresentados por esses profetas de Deus.

1. A destruição de Jerusalém. Com muita antecedência, os profetas de Deus — Isaías e Jeremias em especial — começaram a alertar que Jerusalém seria destruída e abandonada. Em termos vívidos, revelaram por que a cidade havia incorrido na ira de Deus. A sua afirmação de representar a Jeová foi desmentida por práticas religiosas falsas, corrupção e violência. — 2 Reis 21:10-15; Isaías 3:1-8, 16-26; Jeremias 2:1–3:13.

2. A restauração da adoração pura. Depois de 70 anos no exílio, o povo de Deus seria libertado de Babilônia. Eles voltariam para a sua desabitada terra de origem e reconstruiriam o templo de Jeová em Jerusalém. (Jeremias 46:27; Amós 9:13-15) Com uns 200 anos de antecedência, Isaías predisse o nome do conquistador — Ciro — que derrotaria Babilônia e permitiria que o povo de Deus restaurasse a adoração pura. Isaías até mesmo detalhou a incomum estratégia de batalha de Ciro. — Isaías 44:24–45:3.

3. A chegada do Messias e as experiências que viveria. O Messias nasceria na cidade de Belém. (Miqueias 5:2) Ele seria humilde, e entraria em Jerusalém montado num jumento. (Zacarias 9:9) Embora fosse gentil e bondoso, seria impopular e muitos o rejeitariam. (Isaías 42:1-3; 53:1, 3) Sofreria uma morte cruel. Seria esse o fim definitivo de sua vida? Não, pois o seu sacrifício visava possibilitar para muitos o perdão de seus pecados. (Isaías 53:4, 5, 9-12) Apenas a sua ressurreição poderia realizar isso.

4. O reinado do Messias sobre a Terra. Humanos imperfeitos são realmente incapazes de governar a si mesmos de modo pacífico, mas o Rei messiânico seria chamado de Príncipe da Paz. (Isaías 9:6, 7; Jeremias 10:23) Sob o seu governo, todos os humanos estariam em paz entre si e até mesmo com a criação animal. (Isaías 11:3-7) As doenças deixariam de existir. (Isaías 33:24) Até mesmo a morte seria ‘tragada para sempre’. (Isaías 25:8) Durante o reinado do Messias, pessoas falecidas seriam ressuscitadas para viver na Terra. — Daniel 12:13.

— Baseado nos livros de Isaías, Jeremias, Daniel, Amós, Miqueias, e Zacarias.