Ir para conteúdo

A BÍBLIA MUDA VIDAS

“Parecia que eu tinha tudo o que queria”

“Parecia que eu tinha tudo o que queria”
  • ANO DE NASCIMENTO: 1962

  • PAÍS DE ORIGEM: Canadá

  • HISTÓRICO: Vida imoral

O MEU PASSADO

Eu nasci em Montreal, a maior cidade da província canadiana do Quebec. Eu e os meus irmãos fomos criados por pais muito amorosos. Fomos criados em Rosemont, um sítio muito agradável. Gostávamos muito daquela vida tranquila e pacata.

Em criança, eu tinha um fascínio pela Bíblia. Lembro-me de que com 12 anos li sobre a vida de Jesus no Novo Testamento e gostei muito. Comovido pelo seu amor e compaixão pelos outros, fiquei com vontade de ser como ele. Infelizmente, essa vontade foi desaparecendo quando fiquei mais velho e passei a associar-me com as pessoas erradas.

O meu pai era saxofonista, e dele herdei não apenas o instrumento, mas também a paixão pela música, que passou a ser o centro da minha vida. Eu gostava tanto de música que rapidamente aprendi a tocar guitarra. Com o tempo, formei uma banda de rock com alguns amigos e participámos em vários espetáculos. Recebi diversas propostas de produtores famosos e acabei por assinar um contrato com uma grande empresa discográfica. A minha música tornou-se muito conhecida e era uma das mais tocadas nas rádios do Quebec.

Parecia que eu tinha tudo o que queria. Era jovem, famoso e ganhava rios de dinheiro a fazer o que mais gostava. Durante o dia eu ia ao ginásio, dava entrevistas, autógrafos e aparecia na televisão. À noite, dava concertos e ia a festas. Quando eu era mais novo, tinha começado a beber para vencer o medo das multidões, e, entretanto, tinha passado a consumir drogas. Eu levava uma vida irresponsável e imoral.

Algumas pessoas invejavam a minha vida porque eu parecia feliz. Mas no fundo, sentia um vazio muito grande, especialmente quando estava sozinho. Eu estava deprimido e ansioso. Infelizmente, no auge do meu sucesso, dois dos meus produtores morreram de SIDA. Fiquei muito abalado! Apesar de eu amar a música, aquele estilo de vida causava-me repugnância.

COMO A BÍBLIA MUDOU A MINHA VIDA

Apesar do meu sucesso, eu sabia que havia algo de muito mau no mundo. Como era possível haver tanta injustiça? Eu perguntava-me porque é que Deus não fazia nada para mudar a situação. Muitas vezes, orei a Deus à procura de respostas. Numa pausa entre tournées, comecei novamente a ler a Bíblia. Mesmo sem entender a maior parte do que li, cheguei à conclusão de que o fim do mundo devia estar próximo.

Ao ler a Bíblia, descobri que Jesus tinha certa vez jejuado no deserto durante 40 dias. (Mateus 4:1, 2) Pensei que, se eu fizesse o mesmo, talvez Deus se revelasse a mim, e portanto defini uma data para o início do meu jejum. Duas semanas antes de começar o jejum, duas Testemunhas de Jeová bateram-me à porta e eu convidei-as a entrar como se tivesse à espera delas. Olhei fixamente para um deles, chamado Jacques, e perguntei: “Como é que podemos saber se estamos a viver nos últimos dias deste mundo?” Em resposta, ele abriu a sua Bíblia e leu 2 Timóteo 3:1-5. Eu bombardeei-os com muitas perguntas e fiquei impressionado com as suas respostas lógicas e convincentes, sempre fundamentadas na Bíblia. Depois de algumas visitas, percebi que já não precisava de jejuar.

Comecei a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová. Passado algum tempo, cortei o meu cabelo comprido e comecei a assistir a todas as reuniões no Salão do Reino. Fui tão bem recebido que não tive dúvidas de que finalmente tinha encontrado a verdade.

Claro que para aplicar o que estava a aprender no estudo da Bíblia, eu precisava de fazer grandes mudanças na vida. Para começar, tive de deixar as drogas e abandonar o meu estilo de vida imoral. Também precisava de deixar de ser egoísta e começar a pensar mais nos outros. Eu criava os meus dois filhos sozinho e queria passar mais tempo com eles e ensinar-lhes a Bíblia. Por isso, abandonei a minha carreira musical e arranjei um emprego com um salário baixo numa fábrica.

Fazer todas estas mudanças não foi fácil. Na minha luta para deixar as drogas, tive crises de abstinência e algumas recaídas. (Romanos 7:19, 21-24) Abandonar a minha vida imoral foi um grande desafio. Além disso, o meu novo trabalho deixava-me exausto e o meu baixo salário era desmotivador. Eu precisava de trabalhar três meses para ganhar o mesmo que ganhava em apenas duas horas quando era músico.

Orar ajudou-me a continuar a fazer estas mudanças difíceis. A leitura regular da Bíblia também foi essencial. Alguns textos foram especialmente encorajadores para mim. Um deles foi 2 Coríntios 7:1, que incentiva os cristãos a ‘purificarem-se de toda a imundície da carne e do espírito’. Outro versículo bíblico que me convenceu de que era possível mudar de vida foi Filipenses 4:13, que diz: “Para todas as coisas tenho força graças àquele que me dá poder.” Jeová respondeu às minhas orações e ajudou-me a finalmente entender e aplicar as verdades bíblicas. Isso motivou-me a dedicar-lhe a minha vida. (1 Pedro 4:1, 2) Em 1997, fui batizado como Testemunha de Jeová.

COMO FUI BENEFICIADO

Tenho a certeza de que se eu tivesse continuado no meu anterior estilo de vida, hoje estaria morto. Em vez disso, tenho uma vida verdadeiramente feliz. A minha querida esposa, Elvie, tem sido uma bênção para mim. Algo que nos dá muita alegria é poder ensinar a Bíblia por tempo integral. Sinto-me muito feliz e realizado. Agradeço muito a Jeová por me ter atraído a ele. — João 6:44.