Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Mateus 21:1-46

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Entrada triunfal de Jesus (1-11)

  • Jesus purifica o templo (12-17)

  • Uma figueira é amaldiçoada (18-22)

  • Questionada a autoridade de Jesus (23-27)

  • Ilustração dos dois filhos (28-32)

  • Ilustração dos lavradores assassinos (33-46)

    • Rejeitada a principal pedra angular (42)

21  Quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram a Betfagé, no monte das Oliveiras, Jesus enviou dois discípulos,+  dizendo-lhes: “Vão à aldeia que está ao alcance da vista e logo acharão uma jumenta amarrada, e um jumentinho com ela. Desamarrem-nos e tragam-nos para mim.  Se alguém lhes disser alguma coisa, digam: ‘O Senhor precisa deles.’ Com isso, imediatamente os deixará trazê-los.”  Isso aconteceu para que se cumprissem as palavras do profeta, que disse:  “Digam à filha de Sião: ‘Veja! Seu rei está vindo a você,+ de temperamento brando+ e montado num jumento, sim, num jumentinho, filho de um animal de carga.’”+  Os discípulos foram então e fizeram conforme Jesus lhes havia ordenado.+  Trouxeram a jumenta e seu jumentinho, colocaram sobre eles suas capas, e ele se sentou nelas.+  A maior parte da multidão estendeu suas capas na estrada,+ ao passo que outros cortavam ramos das árvores e os espalhavam pela estrada.  Além disso, as multidões que iam na frente dele e as que o seguiam gritavam: “Salva, rogamos, o Filho de Davi!+ Bendito é aquele que vem em nome de Jeová!*+ Salva-o, rogamos, nas maiores alturas!”+ 10  Quando ele entrou em Jerusalém, a cidade inteira ficou em alvoroço, e diziam: “Quem é este?” 11  As multidões respondiam: “Este é o profeta Jesus,+ de Nazaré da Galileia!” 12  Jesus entrou no templo, expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.+ 13  E lhes disse: “Está escrito: ‘Minha casa será chamada casa de oração’,+ mas vocês fazem dela um abrigo* de ladrões.”+ 14  Também, cegos e mancos se aproximaram dele no templo, e ele os curou. 15  Quando os principais sacerdotes e os escribas viram as coisas maravilhosas que ele fazia e os meninos que gritavam no templo: “Salva, rogamos, o Filho de Davi!”,+ ficaram indignados+ 16  e lhe disseram: “Está ouvindo o que eles estão dizendo?” Jesus lhes disse: “Sim. Vocês nunca leram o seguinte: ‘Da boca de crianças e de bebês fizeste sair louvor’?”+ 17  E, deixando-os para trás, saiu da cidade para Betânia e passou a noite ali.+ 18  Ao voltar à cidade de manhã cedo, sentiu fome.+ 19  Ele viu uma figueira à beira da estrada e se dirigiu a ela, mas não encontrou nada, a não ser folhas,+ e lhe disse: “Nunca mais produza fruto algum.”+ E a figueira secou instantaneamente. 20  Quando os discípulos viram isso, ficaram admirados e disseram: “Como é que a figueira secou instantaneamente?”+ 21  Em resposta, Jesus lhes disse: “Eu lhes digo a verdade: Se tiverem fé e não duvidarem, vocês não só farão o que eu fiz à figueira, mas até mesmo se disserem a este monte: ‘Levante-se e jogue-se no mar’, isso acontecerá.+ 22  E tudo o que pedirem em oração, tendo fé, vocês receberão.”+ 23  Depois de ele entrar no templo, os principais sacerdotes e os anciãos do povo se aproximaram dele, enquanto ensinava, e perguntaram: “Com que autoridade você faz essas coisas? E quem lhe deu essa autoridade?”+ 24  Jesus lhes disse em resposta: “Eu também lhes perguntarei uma coisa. Se me responderem, então eu lhes direi com que autoridade faço essas coisas: 25  O batismo de João, de onde se originou? Do céu ou dos homens?”* Mas eles começaram a raciocinar entre si, dizendo: “Se dissermos: ‘Do céu’, ele nos dirá: ‘Então, por que vocês não acreditaram nele?’+ 26  Mas, se dissermos: ‘Dos homens’, temos a multidão para temer, porque todos eles consideram João como profeta.” 27  Assim, responderam a Jesus: “Não sabemos.” Ele, por sua vez, lhes disse: “Então eu também não lhes digo com que autoridade faço essas coisas. 28  “O que vocês acham? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse: ‘Filho, vá trabalhar hoje no vinhedo.’ 29  Em resposta, esse lhe disse: ‘Não irei’, mas depois se arrependeu e foi. 30  Aproximando-se do segundo, o pai disse a mesma coisa. Esse respondeu: ‘Sim, senhor’, mas não foi. 31  Qual dos dois fez a vontade do pai?” Eles disseram: “O primeiro.” Jesus lhes disse: “Garanto a vocês que os cobradores de impostos e as prostitutas entrarão antes de vocês no Reino de Deus. 32  Porque João veio a vocês num caminho de justiça, mas vocês não acreditaram nele. No entanto os cobradores de impostos e as prostitutas acreditaram nele;+ e nem mesmo depois de verem isso vocês se arrependeram a ponto de acreditar nele. 33  “Ouçam outra ilustração: havia um homem, um proprietário, que plantou um vinhedo,+ pôs uma cerca em volta dele, cavou um lagar de vinho e ergueu uma torre;+ então arrendou o vinhedo a lavradores e viajou para fora.+ 34  Quando chegou a estação dos frutos, enviou seus escravos aos lavradores, para receber seus frutos. 35  No entanto, os lavradores pegaram os escravos dele, e a um espancaram, a outro mataram e a outro apedrejaram.+ 36  Enviou novamente outros escravos, em maior número do que no primeiro grupo, mas fizeram-lhes o mesmo.+ 37  Por fim enviou a eles seu filho, dizendo: ‘Respeitarão o meu filho.’ 38  Ao verem o filho, os lavradores disseram entre si: ‘Este é o herdeiro.+ Venham, vamos matá-lo e ficar com a sua herança!’ 39  Assim, eles o pegaram, o lançaram para fora do vinhedo e o mataram.+ 40  Portanto, quando o dono do vinhedo voltar, o que fará com aqueles lavradores?” 41  Disseram-lhe: “Por serem maus, trará sobre eles uma destruição terrível e arrendará o vinhedo a outros lavradores, que lhe darão os frutos no seu tempo devido.” 42  Jesus lhes disse: “Vocês nunca leram nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram, essa se tornou a principal pedra angular.*+ Isso procede de Jeová* e é maravilhoso aos nossos olhos’?+ 43  É por isso que lhes digo: O Reino de Deus será tirado de vocês e será dado a uma nação que produza os seus frutos. 44  Também, quem cair sobre essa pedra será despedaçado.+ Quanto àquele sobre quem ela cair, será esmagado.”+ 45  Quando os principais sacerdotes e os fariseus ouviram as ilustrações dele, sabiam que falava deles.+ 46  Embora quisessem prendê-lo,* tinham medo das multidões, porque elas o consideravam como profeta.+

Notas

Veja Ap. A5.
Ou: “covil”.
Ou: “de origem humana”.
Lit.: “a cabeça do cunhal”.
Veja Ap. A5.
Ou: “pegá-lo”.