Pular para conteúdo

Pular para sumário

Siga o exemplo de Cristo e alcance a madureza

Siga o exemplo de Cristo e alcance a madureza

“Alcancemos . . . a estatura da plenitude do Cristo.” — EFÉ. 4:13.

CÂNTICOS: 69, 70

1, 2. (a) Em que sentido os cristãos devem se esforçar para crescer? (b) Que incentivo Paulo deu aos cristãos efésios?

QUANDO uma dona de casa experiente compra frutas no mercado, ela nem sempre escolhe as maiores ou as mais baratas. Em vez disso, ela procura aquelas que tenham melhor sabor, aroma e nutrientes. O que importa para ela é que a fruta tenha alcançado seu pleno desenvolvimento — isto é, que esteja madura.

2 Depois que uma pessoa progrediu até a dedicação e o batismo, ela continua a crescer. Seu objetivo é se tornar um servo maduro de Deus. Não estamos falando de madureza física, mas espiritual. O apóstolo Paulo escreveu sobre a necessidade de os cristãos em Éfeso crescerem em sentido espiritual. Ele os incentivou a se esforçar para ‘alcançar a unidade da fé e do conhecimento exato do Filho de Deus, o estado de homem adulto, alcançando a estatura da plenitude do Cristo’. — Efé. 4:13.

3. Que situação na congregação em Éfeso também existe hoje entre o povo de Jeová?

3 Quando Paulo escreveu sua carta, a congregação em  Éfeso já existia por alguns anos. Muitos discípulos ali tinham alcançado um alto nível de desenvolvimento espiritual. Mas alguns ainda precisavam alcançar a madureza. Acontece o mesmo hoje entre as Testemunhas de Jeová. Muitos irmãos e irmãs já servem a Deus por um bom tempo e atingiram a madureza cristã. Mas é claro que nem todos chegaram a esse ponto. Por exemplo, milhares de pessoas são batizadas todo ano, e algumas ainda precisam se esforçar para se tornar maduras. Que dizer de você? — Col. 2:6, 7.

CRESCIMENTO CRISTÃO

4, 5. De que maneiras os cristãos maduros são diferentes uns dos outros, mas o que todos têm em comum? (Veja a gravura no início do artigo.)

4 Quando escolhe frutas maduras no mercado, você percebe que elas não são idênticas. Mas elas têm características em comum que indicam que estão maduras. De modo similar, os cristãos maduros são diferentes uns dos outros no que diz respeito à personalidade, cultura, nacionalidade, formação, saúde, idade e experiência de vida. Mesmo assim, todos que crescem espiritualmente desenvolvem qualidades que indicam que são maduros. Como assim?

5 Um servo maduro de Jeová baseia sua vida no exemplo de Jesus, que deixou um modelo para ‘seguirmos fielmente os seus passos’. (1 Ped. 2:21) O que Jesus destacou como muito importante? Amar a Jeová de todo o coração, alma e mente, e amar o próximo como a si mesmo. (Mat. 22:37-39) Um cristão maduro se esforça para viver de acordo com esse conselho. Seu histórico de vida mostra que sua relação com Jeová e o amor altruísta são prioridades para ele.

Os cristãos mais velhos podem imitar a humildade de Cristo por apoiar os mais jovens que agora estão na liderança (Veja o parágrafo 6.)

6, 7. (a) Quais são algumas qualidades que identificam um cristão maduro? (b) O que devemos nos perguntar?

6 Mas nós sabemos que o amor é apenas um dos aspectos do fruto do espírito, que um cristão maduro demonstra. (Gál. 5:22, 23) Outros aspectos — como a brandura, autodomínio e paciência — também são importantes. Eles podem ajudar a pessoa a lidar com situações difíceis sem ficar irritada e a suportar grandes decepções sem perder a esperança. Em seu programa de estudo pessoal, o cristão maduro constantemente pesquisa princípios bíblicos que podem ajudá-lo a distinguir o certo do errado. Assim, quando precisa tomar decisões, ele mostra que tem madureza espiritual. Por exemplo, ele ouve sua consciência treinada pela Bíblia. O cristão maduro mostra humildade ao reconhecer que o modo de Jeová fazer as coisas e os padrões Dele são sempre melhores. * Ele prega as boas novas com zelo e contribui para a união da congregação.

7 Não importa quanto tempo já estejamos servindo a Jeová, cada um de nós pode se perguntar: ‘Será que há alguma área em que eu ainda preciso imitar melhor a Jesus, continuando assim a progredir espiritualmente?’

“O ALIMENTO SÓLIDO É PARA AS PESSOAS MADURAS”

8. O que se pode dizer do conhecimento e do entendimento que Jesus tinha das Escrituras?

8 Jesus Cristo tinha um excelente conhecimento da Palavra de Deus. Mesmo com apenas 12 anos, ele conseguia conversar sobre as Escrituras com instrutores no templo. “Todos os que o escutavam ficavam  admirados com o seu entendimento e suas respostas.” (Luc. 2:46, 47) Mais tarde, no seu ministério, Jesus silenciou seus opositores com citações apropriadas da Palavra de Deus. — Mat. 22:41-46.

9. (a) Que hábitos de estudo são importantes para alguém que quer crescer espiritualmente? (b) Qual é o objetivo do estudo da Bíblia?

9 Seguindo o exemplo de Jesus, um cristão que quer crescer em sentido espiritual não se contenta com um conhecimento superficial da Bíblia. Ele faz regularmente um estudo profundo das Escrituras, pois sabe que “o alimento sólido é para as pessoas maduras”. (Heb. 5:14) O cristão maduro deseja ter “conhecimento exato do Filho de Deus”. (Efé. 4:13) Você reserva tempo diariamente para ler a Bíblia? Tem uma rotina de estudo pessoal e se esforça ao máximo para realizar sua adoração em família toda semana? Ao estudar a Palavra de Deus, fique atento a princípios bíblicos que podem ajudá-lo a entender mais claramente os pensamentos e os sentimentos de Jeová. Daí, tente aplicar esses princípios ao tomar decisões. Assim, você se achegará ainda mais a Jeová.

10. Como o conhecimento de um cristão maduro influencia sua vida diária?

10 O cristão maduro entende que não basta ter conhecimento; ele precisa amar as coisas que sabe sobre os modos de Deus e Seus princípios. Ele mostra esse amor por estabelecer prioridades na vida que estejam de acordo com a vontade de Jeová, não de acordo com a sua própria vontade. Além disso, esse cristão sem dúvida se esforça para “abandonar” seu modo anterior de pensar e agir. À medida que faz isso, ele se reveste da nova personalidade, que é semelhante à de Cristo e  “foi criada segundo a vontade de Deus, em verdadeira justiça e lealdade”. (Leia Efésios 4:22-24.) A Bíblia foi escrita sob a orientação do espírito santo de Deus. Quando um cristão aprofunda seu conhecimento e amor pelos padrões bíblicos, ele permite que seu coração e sua mente sejam influenciados pelo espírito santo. Isso contribui para o crescimento espiritual.

‘HARMONIOSAMENTE UNIDOS’

11. Em que condições Jesus viveu aqui na Terra?

11 Durante sua vida na Terra como homem perfeito, Jesus esteve cercado por humanos imperfeitos. Ele foi criado por pais imperfeitos e conviveu por anos com seus irmãos e irmãs, que também eram imperfeitos. Até mesmo seus seguidores mais próximos eram influenciados pelo espírito orgulhoso e manipulador comum ao seu redor. Por exemplo, na noite antes de Jesus ser executado, os discípulos “começaram . . . uma discussão acalorada sobre qual deles era o maior”. (Luc. 22:24) Mas Jesus não tinha dúvida de que seus seguidores imperfeitos podiam crescer espiritualmente e formar uma congregação unida. Naquela mesma noite, Jesus orou ao seu Pai celestial pedindo que seus apóstolos estivessem unidos em amor: “Que todos [eles] sejam um, assim como tu, Pai, estás em união comigo e eu estou em união contigo, para que eles também estejam em união conosco, . . . a fim de que eles sejam um, assim como nós somos um.” — João 17:21, 22.

12, 13. (a) Como Efésios 4:15, 16 destaca a necessidade de promovermos a união na congregação? (b) Como um irmão venceu uma fraqueza e aprendeu a se empenhar pela união?

12 Um servo maduro de Jeová promove a união na congregação. (Leia Efésios 4:1-6, 15, 16.) Nosso objetivo é que o povo de Deus esteja “harmoniosamente unido” e que todos os membros cooperem entre si. Segundo a Palavra de Jeová, alcançar essa união exige humildade. Um cristão maduro tem a humildade necessária para se empenhar pela união, mesmo quando tem de lidar com as imperfeições de outros. Como você reage diante da imperfeição de um membro da congregação? Ou que dizer se alguém na congregação faz algo contra você? É a sua tendência, ou até mesmo padrão de comportamento, construir um “muro” que separa você dessa pessoa? Ou tenta sanar a brecha entre vocês por construir uma “ponte”? Construir pontes, não muros, é o desejo do cristão maduro, e ele não mede esforços para fazer isso.

13 Veja o exemplo de um irmão que no passado deixava que as imperfeições de outros na congregação o aborrecessem. Ele decidiu usar a Bíblia e a obra Estudo Perspicaz das Escrituras para estudar a vida de Davi. Por que Davi? O irmão explica: “Davi viu servos de Jeová agir de modo contrário às Escrituras. Por exemplo, o rei Saul tentou matá-lo, algumas pessoas quiseram apedrejá-lo e até a própria esposa de Davi zombou dele. (1 Sam. 19:9-11; 30:1-6; 2 Sam. 6:14-22) Mas Davi nunca permitiu que a conduta de outros diminuísse seu amor por Jeová. Ele também era misericordioso, e eu precisava melhorar nesse sentido. As lições que aprendi com essa pesquisa mudaram meu modo de ver as imperfeições dos irmãos. Não faço mais uma lista dos erros deles. Em vez disso, me esforço para contribuir para a união da congregação.” E você? Também procura promover a união entre os irmãos?

 ESCOLHA AMIGOS QUE FAZEM A VONTADE DE DEUS

14. Que tipo de pessoas Jesus escolhia como amigos?

14 Jesus Cristo era amigável com as pessoas em geral. Elas se sentiam à vontade em sua companhia — não importava se eram homens, mulheres, jovens, idosos ou até crianças. Mas, ao escolher amigos achegados, Jesus era bem seletivo. Ele disse aos seus apóstolos fiéis: “Vocês são meus amigos, se fizerem o que lhes mando.” (João 15:14) Jesus escolheu esses amigos entre aqueles que o seguiam lealmente e serviam a Jeová de todo o coração. Você também escolhe como amigos aqueles que servem a Jeová sem reservas? Por que isso é importante?

15. Como a companhia de cristãos maduros pode ajudar os jovens?

15 Muitas frutas amadurecem melhor quando são expostas ao calor do sol. De modo similar, o calor de nossa fraternidade pode ajudar você a alcançar a madureza. Você talvez seja um jovem que está decidindo o que fazer da vida. Nesse caso, será muito sábio procurar a companhia de irmãos que têm bastante experiência em servir a Jeová e em contribuir para a união da congregação. Ao longo dos anos, eles talvez tenham passado por altos e baixos na vida e até enfrentado desafios para servir a Deus. Pessoas assim podem ajudar você a escolher o melhor modo de usar a vida. Estar na companhia calorosa e edificante de irmãos assim pode ajudá-lo a tomar decisões sábias e alcançar a madureza. — Leia Hebreus 5:14.

16. Como irmãos mais velhos na congregação ajudaram uma jovem irmã?

16 Helga, por exemplo, lembra que no seu último ano da escola os colegas de classe ficavam conversando sobre seus objetivos. Muitos deles queriam fazer faculdade, pois achavam que isso os ajudaria a ter uma carreira promissora. Helga conversou sobre isso com seus amigos na congregação. “Muitos deles eram mais velhos e me ajudaram muito”, conta ela. “Eles me incentivaram a entrar no serviço de tempo integral. Então servi como pioneira por cinco anos. Hoje, anos mais tarde, me sinto feliz por ter concentrado boa parte da minha juventude no serviço de Jeová. Não me arrependo nem um pouco.”

17, 18. Por que é importante que o cristão atinja o pleno crescimento espiritual?

17 Se nos esforçarmos para viver de acordo com o exemplo de Jesus, isso nos ajudará a crescer como cristãos. Nós nos achegaremos mais a Jeová e sentiremos mais vontade de dar a ele o nosso máximo. Quando um servo de Deus atinge o pleno crescimento espiritual — ou seja, quando se torna um cristão maduro —, ele pode dar a Jeová o seu melhor. Jesus incentivou seus seguidores: “Deixem brilhar sua luz perante os homens, para que vejam suas boas obras e deem glória ao seu Pai, que está nos céus.” — Mat. 5:16.

18 Como vimos, um cristão maduro pode exercer uma grande influência para o bem da congregação. E essa madureza espiritual fica evidente no modo como ele usa sua consciência. Como nossa consciência nos ajuda a tomar decisões sábias? E como podemos respeitar as decisões que nossos irmãos tomaram de acordo com sua consciência? Vamos considerar esses pontos no próximo artigo.

^ parágrafo 6 Por exemplo, às vezes recomenda-se que irmãos mais velhos e experientes abram mão de certas responsabilidades e ajudem irmãos mais novos a assumi-las.