Pular para conteúdo

Por que as Testemunhas de Jeová não comemoram aniversários?

As Testemunhas de Jeová não comemoram aniversários porque acreditam que Deus considera essas celebrações como algo errado. É verdade que a Bíblia não contém nenhuma ordem direta que proíbe os aniversários, mas ela nos ajuda a raciocinar em aspectos desses eventos e a entender o que Deus pensa sobre eles. Considere quatro aspectos dos aniversários e os princípios bíblicos relacionados.

  1. A origem dos aniversários é pagã. De acordo com a obra de referência Funk & Wagnalls Standard Dictionary of Folklore, Mythology, and Legend (Dicionário-Padrão de Folclore, Mitologia e Lendas, de Funk e Wagnalls), essa comemoração surgiu porque as pessoas acreditavam que, no dia do aniversário de alguém, “influências e espíritos maus tinham a oportunidade de prejudicar os aniversariantes” e que “a presença de amigos e os cumprimentos de ‘muitas felicidades’ ajudavam a proteger o aniversariante”. O livro The Lore of Birthdays (A Tradição dos Aniversários Natalícios) diz que, antigamente, o registro das datas de nascimento era “essencial para montar um horóscopo” baseado na “ciência mística da astrologia”. O livro também acrescenta que, “na crença popular, velas de aniversário têm o poder mágico de realizar desejos”.

    No entanto, a Bíblia condena o uso de magia, adivinhação, espiritismo ou “coisas semelhantes a estas”. (Deuteronômio 18:14; Gálatas 5:19-21) Um dos motivos de Deus condenar a cidade antiga de Babilônia foi porque seus habitantes praticavam a astrologia, que é um tipo de adivinhação. (Isaías 47:11-15) As Testemunhas de Jeová não ficam investigando as origens de cada tradição; mas quando a Bíblia dá instruções claras, como essa sobre o espiritismo, nós as seguimos.

  2. Os primeiros cristãos não comemoravam aniversários. A Enciclopédia Delta Universal diz que os primeiros cristãos “consideravam a comemoração do aniversário um costume pagão”. A Bíblia mostra que os apóstolos e outros que foram ensinados diretamente por Jesus estabeleceram um padrão que todos os cristãos devem seguir. — 2 Tessalonicenses 3:6.

  3. A única coisa que a Bíblia diz que os cristãos têm a obrigação de comemorar não está relacionada a um nascimento, mas a uma morte: a de Jesus. (Lucas 22:17-20) Isso não deveria nos surpreender, porque a Bíblia diz que “o dia da morte é melhor do que o dia em que se nasce”. (Eclesiastes 7:1) No fim de sua vida na Terra, Jesus tinha feito um bom nome para com Deus e, por isso, o dia de sua morte foi mais importante do que o dia de seu nascimento. — Hebreus 1:4.

  4. A Bíblia não diz que algum servo de Deus comemorou aniversário. Não se trata de uma simples omissão, porque ela menciona a comemoração de dois aniversários de pessoas que não serviam a Deus. Mas esses dois eventos são apresentados de uma forma negativa. — Gênesis 40:20-22; Marcos 6:21-29.

E os filhos de Testemunhas de Jeová? Será que eles sentem que estão perdendo alguma coisa por não comemorar aniversários?

Assim como todos os bons pais e mães, as Testemunhas de Jeová mostram que amam seus filhos, não em uma única ocasião do ano, mas o ano inteiro. Eles também gostam de dar presentes aos filhos e de fazer festinhas. Esses pais tentam seguir o exemplo perfeito de Deus, que dá de coração coisas boas a seus filhos. (Mateus 7:11) Por isso, os filhos de Testemunhas de Jeová não acham que estão perdendo alguma coisa. Veja estes comentários:

  • “É mais legal ganhar um presente quando a gente não está esperando.” — Tammy, 12 anos.

  • “Eu não ganho presentes no meu aniversário, mas meus pais me dão presentes em outras ocasiões. Gosto disso, porque são surpresas para mim.” — Gregory, 11 anos.

  • “Você acha que dez minutos, um bolo e uma canção é uma festa? Você devia ir a minha casa e ver o que é uma festa!” — Eric, 6 anos.