Pular para conteúdo

Pular para sumário

 COMO LIDAR COM A DOR DA MORTE

A dor de perder alguém que amamos

A dor de perder alguém que amamos

“Depois de lutar por muito tempo com uma doença, minha esposa, Sophia, morreu. * Nós já estávamos casados por 39 anos quando isso aconteceu. Meus amigos me ajudaram muito e sempre tentavam me manter ocupado. Mas por um ano, eu me senti destruído. Eu tinha altos e baixos. Minhas emoções mudavam de uma hora pra outra. Até hoje, quase três anos depois, uma tristeza profunda vem sem avisar e toma conta de mim de vez em quando.” — Kostas.

Você já perdeu alguém que você ama na morte? Se a resposta for sim, você talvez consiga entender como Kostas se sentiu. Poucas coisas causam tanto estresse e dor quanto a morte de alguém querido, como um marido ou esposa, um parente ou um amigo. Especialistas que estudam a dor de quem está de luto concordam com isso. Um artigo publicado em uma revista de psicologia, * dos Estados Unidos, disse que a morte é o pior tipo de perda, e uma perda permanente. Ao lidar com a dor insuportável desse tipo de perda, a pessoa talvez se pergunte: ‘Até quando eu vou me sentir assim? Será que algum dia vou ser feliz de novo? O que posso fazer para me sentir melhor?’

Essas perguntas vão ser respondidas nesta edição da Despertai!. Você está sofrendo com a morte de uma pessoa querida? O próximo artigo vai mostrar como muitos enlutados se sentem e que desafios eles enfrentam. Os outros artigos vão dar sugestões do que você pode fazer para aliviar sua dor.

Esperamos que esta revista possa consolar e ajudar todos aqueles que estejam passando por esse momento tão difícil.

^ parágrafo 3 Alguns nomes nesta série de artigos foram mudados.

^ parágrafo 4 Título da revista: The American Journal of Psychiatry.