Pular para conteúdo

Um congresso que viajou o mundo

Há 50 anos, 583 Testemunhas de Jeová embarcaram numa viagem ao redor do mundo que levaria dois meses e meio. Mas não era uma viagem turística. O objetivo principal era ter associação cristã edificante na série de congressos de 1963, “Boas Novas Eternas”. Visto que os congressistas viajaram por mais de 20 países, esses congressos ficaram conhecidos como Congressos “Ao Redor do Mundo”.

Um dos pontos altos de cada congresso foi o discurso “Quando Deus for Rei sobre toda a Terra”. Nathan Knorr, da sede mundial das Testemunhas de Jeová, proferiu esse discurso na maioria dos congressos. Ele descreveu as condições cada vez piores do mundo e as contrastou com a maravilhosa promessa da Bíblia da restauração do Paraíso na Terra. No total, 580.509 pessoas assistiram a esse discurso em todo o mundo.

Uma volta ao mundo em dois meses e meio

Os congressos tiveram início em Milwaukee, Wisconsin, Estados Unidos. De lá, os congressistas partiram em direção ao leste. Depois do congresso em Nova York, passaram pela Inglaterra, Suécia, Alemanha e Itália. Em cada um dos lugares, aproveitavam para pregar as boas novas da Bíblia.

Muitas pessoas gostaram de ser visitadas pelas Testemunhas de Jeová. Uma jovem mulher em Estocolmo, Suécia, disse: “Nunca vou esquecer a visita de vocês. . . . Vocês viajaram tudo isso só para vir aqui falar comigo sobre sua fé em Deus? Vocês realmente são pessoas extraordinárias.”

Os congressistas ficaram um pouco decepcionados quando chegaram a Atenas, Grécia. Cedendo à pressão de líderes religiosos, o governo cancelou a permissão do congresso que seria realizado no Estádio Panatenaico. Mas as zelosas Testemunhas de Jeová não desanimaram. Perto do fim de agosto, quase 10 mil pessoas assistiram ao programa, que foi apresentado em lares particulares e congregações locais.

Depois de Atenas, os congressistas passaram pelo Líbano, Jordânia, Israel e Chipre. Seus irmãos na fé mostraram calorosa hospitalidade, e às vezes ocorreram situações engraçadas. Em Nicósia, Chipre, um congressista contou um mistério envolvendo seus sapatos: “Toda vez que eu chegava [à casa onde estava hospedado] e tirava os sapatos . . . , eles sumiam . . . , e só apareciam depois de cinco minutos, polidos e brilhando!”

A parte final da viagem foi na Ásia e no Pacífico. Os congressistas estrangeiros, junto com Testemunhas de Jeová locais, assistiram a congressos realizados na Índia, Birmânia (hoje Mianmar), Tailândia, Hong Kong, Cingapura, Filipinas, Indonésia, Austrália, Taiwan, Japão, Nova Zelândia, Fiji e Coreia. Muitas pessoas tiveram de fazer ajustes em sua rotina para poder assistir ao congresso, mas ninguém se compara a um jovem casal de noivos de Yokosuka, Japão. Quando o homem pediu folga para assistir ao congresso em Kyoto, seu patrão lhe disse que só se concedia folga para ir a funerais e casamentos. Visto que o casal já planejava se casar, eles adiantaram o casamento e acabaram passando a lua de mel no congresso!

A viagem chegou ao seu fim no início de setembro, quando foram realizados congressos no Havaí e na Califórnia, Estados Unidos. No último congresso, em Pasadena, Califórnia, a assistência superou em muito as expectativas. Em resultado, houve bastante congestionamento após a última sessão. Mesmo assim, um jornal local citou as palavras do chefe de polícia, que disse: “Nunca vi tanta gente bem comportada num evento desse tamanho.”

Efeitos duradouros

Os efeitos desses congressos são sentidos até hoje. A obra de referência bíblica “Toda a Escritura É Inspirada por Deus e Proveitosa” foi lançada nesse congresso e continua a ser usada nas reuniões das Testemunhas de Jeová.

Harold King pouco depois de ser libertado da prisão na China

Um novo cântico foi lançado no congresso em Nova York. Ele foi composto por Harold King, uma Testemunha de Jeová que foi libertada de uma prisão na China em 1963. O cântico era intitulado “De porta em porta”. Harold King o compôs enquanto estava preso na solitária, e as Testemunhas de Jeová ainda cantam uma versão desse cântico, hoje chamado “De lar em lar”.

Atualmente, os congressos das Testemunhas de Jeová são bem diferentes. Eles são realizados em locais menores e têm menos pessoas na assistência. Visto que são realizados em muitos lugares, não é preciso viajar longas distâncias. Essas e outras simplificações permitem que mais pessoas se concentrem no programa. Todo ano, mais de 7 milhões de Testemunhas de Jeová e seus convidados assistem aos congressos. Gostaria de estar conosco este ano? Encontre um local de congresso perto de sua casa.