Pular para conteúdo

Pular para sumário

Eu gosto de passar tempo com os jovens da congregação

 A BÍBLIA MUDA A VIDA DAS PESSOAS

Eu amava o beisebol mais do que tudo!

Eu amava o beisebol mais do que tudo!
  • ANO DE NASCIMENTO: 1928

  • PAÍS DE ORIGEM: COSTA RICA

  • HISTÓRICO: SUA VIDA GIRAVA EM TORNO DO ESPORTE E DE APOSTAS

MEU PASSADO

Fui criado na região de Puerto Limón, uma cidade que fica no litoral leste da Costa Rica. Meus pais tiveram oito filhos, e eu era o sétimo. Quando eu tinha 8 anos, meu pai morreu. Depois disso, minha mãe criou a gente sozinha.

Eu gosto de beisebol desde criança. Quando eu estava no fim da adolescência, entrei num time amador. Daí, com uns 20 e poucos anos, um olheiro me chamou para jogar num time profissional da Nicarágua. Mas eu não aceitei. Minha mãe não estava bem de saúde, e eu não quis sair da Costa Rica. Depois de um tempo, outro olheiro me chamou para jogar na seleção nacional da Costa Rica, formada pelos melhores jogadores de times amadores. Dessa vez eu aceitei a oferta. De 1949 a 1952, joguei na seleção. Participei de uma série de jogos em Cuba, no México e na Nicarágua. Eu jogava numa posição importante — e muito bem, por sinal! Eu cheguei até a jogar uma sequência de 17 jogos sem errar nenhuma vez. Como eu gostava de ouvir a torcida gritando o meu nome!

Infelizmente, eu levava uma vida bem imoral. Eu tinha uma namorada, mas sempre saía com outras mulheres. Eu também bebia bastante. Uma vez, fiquei tão bêbado que depois nem conseguia lembrar como tinha chegado em casa. Além disso, eu gostava de apostar em jogos de dominó e na loteria.

Nessa época, minha mãe se tornou Testemunha de Jeová. Ela tentou falar comigo sobre as crenças dela, mas eu nem liguei, porque só tinha cabeça para o beisebol. Para ter uma ideia, quando eu treinava na hora do almoço, nem sentia fome! Eu só conseguia pensar no jogo. Eu amava o beisebol mais do que tudo!

Aos 29 anos, eu me machuquei feio tentando pegar uma bola durante um jogo. Depois que me recuperei, parei de jogar profissionalmente. Mas continuei no mundo do beisebol, treinando jogadores num time amador perto de casa.

 COMO A BÍBLIA MUDOU MINHA VIDA

Em 1957, fui a um congresso das Testemunhas de Jeová num estádio onde eu já tinha jogado. Quando eu estava sentado, olhei ao redor e fiquei impressionado com o comportamento respeitoso das Testemunhas de Jeová. Não dava nem para comparar com a bagunça dos torcedores nos jogos de beisebol! O que eu vi naquele congresso me convenceu a estudar a Bíblia e assistir às reuniões no Salão do Reino.

Muitas coisas que eu aprendi da Bíblia chamaram minha atenção. Por exemplo, Jesus tinha avisado que, nos últimos dias, seus discípulos iam pregar as boas novas do Reino de Deus no mundo todo. (Mateus 24:14) Também aprendi que os cristãos verdadeiros não pregam para ganhar dinheiro. Jesus disse: “Vocês receberam de graça, portanto deem de graça.” — Mateus 10:8.

Durante meu estudo, fiquei atento para ver se as Testemunhas de Jeová faziam as coisas que eu estava aprendendo na Bíblia. Vi que elas se esforçam ao máximo para pregar as boas novas do Reino de Deus no mundo inteiro. Isso me deixou impressionado. Vi também que elas dão de si nessa obra, sem interesse financeiro, como Jesus disse que tinha que ser. Então, quando eu li em Marcos 10:21 o convite de Jesus, “venha ser meu seguidor”, quis me tornar Testemunha de Jeová.

Mas levou algum tempo para eu entrar na linha. Por exemplo, por muitos anos eu apostava meu “número da sorte” na loteria toda semana. Mas aprendi na Bíblia que Deus condena pessoas gananciosas e as que adoram o “deus da boa sorte”. (Isaías 65:11; Colossenses 3:5) Então decidi parar de fazer apostas. No primeiro domingo depois que parei de jogar na loteria, meu “número da sorte” ganhou! As pessoas riram de mim porque eu não tinha apostado naquela semana e começaram a fazer muita pressão para eu voltar a apostar. Mas eu aguentei. Nunca mais apostei nenhum centavo.

Passei por outro teste da minha “nova personalidade” logo no dia em que me batizei, em 1958. (Efésios 4:24) Já era noite. Quando cheguei no hotel depois do congresso, encontrei minha ex-namorada me esperando na porta do meu quarto. Jogando seu charme, ela disse: “Vem cá, Sam! Vamos curtir a noite!” Eu respondi na hora: “Não!” Eu lembrei a ela que agora eu estava vivendo de acordo com a Bíblia. (1 Coríntios 6:18) Sem acreditar no que estava ouvindo, ela falou: “O quê?” Daí ela disse que era ridículo seguir o que a Bíblia fala sobre sexo e insistiu para que voltássemos a namorar. Mas eu simplesmente entrei no quarto e tranquei a porta. Hoje me sinto muito feliz por ter conseguido levar uma vida limpa todos esses anos.

COMO FUI BENEFICIADO

Se eu fosse descrever os benefícios que tive por seguir a Bíblia, acho que daria para escrever um livro! Entre tantas coisas boas, tenho amigos de verdade, minha vida tem verdadeiro objetivo e sou uma pessoa realmente feliz.

Eu ainda gosto de beisebol, mas coloquei o esporte no devido lugar. Quando eu era jogador, ganhei fama e dinheiro, mas essas coisas não duraram muito. Já a minha amizade com Deus e com os irmãos vai durar para sempre. A Bíblia diz: “O mundo está passando, e também o seu desejo, mas quem faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 João 2:17) Hoje, eu amo a Jeová e seu povo mais do que tudo!