Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

A Sentinela  |  Outubro de 2015

 MATÉRIA DE CAPA | FAZ SENTIDO ORAR?

Por que Deus nos convida a orar

Por que Deus nos convida a orar

Deus nos convida a ser seus amigos.

Amigos conversam um com o outro para fortalecer sua amizade. Da mesma forma, Deus nos convida a conversar com ele, abrindo caminho para uma grande amizade. Ele diz: “Vocês me chamarão e virão a mim em oração, e eu vou escutá-los.” (Jeremias 29:12) Ao falar com Deus, você se achegará a ele, e ‘ele se achegará a você’. (Tiago 4:8) A Bíblia nos garante: “Jeová está perto de todos os que o invocam.” (Salmo 145:18) Quanto mais orarmos, mais forte será nossa amizade com Deus.

“Jeová está perto de todos os que o invocam.” — Salmo 145:18

Deus quer ajudar você.

Jesus disse: “Quem de vocês, se o seu filho lhe pedir pão, lhe entregará uma pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe entregará uma serpente? Portanto, se vocês . . . sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o seu Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem!” (Mateus 7:9-11) Deus o convida a conversar com ele em oração porque se importa com você e quer ajudá-lo. (1 Pedro 5:7) Ele até mesmo o convida a contar seus problemas a ele. A Bíblia diz: “Não fiquem ansiosos por causa de coisa alguma, mas em tudo, por orações e súplicas, junto com agradecimentos, tornem os seus pedidos conhecidos a Deus.” — Filipenses 4:6.

Os humanos têm uma necessidade espiritual.

Especialistas que estudam a natureza humana observaram que milhões de pessoas sentem a necessidade de orar, até mesmo alguns ateus e agnósticos. * Isso confirma o fato de que os humanos foram criados com uma necessidade espiritual. Jesus disse: “Felizes os que têm consciência de sua necessidade espiritual.” (Mateus 5:3) Uma das maneiras de preenchermos essa necessidade é por nos comunicar regularmente com Deus.

Se aceitarmos o convite de Deus para orar a ele, que benefícios receberemos?

^ parágrafo 8 Uma pesquisa do Pew Research Center, realizada em 2012, revelou que 11% dos ateus e agnósticos nos Estados Unidos oram pelo menos uma vez por mês.