Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

A Sentinela  |  Setembro de 2014

 MATÉRIA DE CAPA

Ainda há tempo para salvar o planeta?

Ainda há tempo para salvar o planeta?

“Uma geração vai e outra geração vem; mas a terra permanece por tempo indefinido.” — REI SALOMÃO, SÉCULO 11 AEC *

Para esse antigo escritor bíblico, havia um grande contraste entre a curta duração da vida humana e a longa existência da Terra. Por milhares de anos, muitas gerações da humanidade vieram e se foram, mas a Terra continuou se renovando e sustentando a vida. Pelo menos, até agora.

Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo entrou na chamada Grande Aceleração, um período de muitas mudanças. Em mais ou menos 70 anos, houve grandes avanços nas tecnologias de transporte, de comunicação e outras, que por sua vez causaram mudanças nunca vistas na economia. Muitos hoje levam um padrão de vida que antes se considerava impossível. E, nesse meio-tempo, a população da Terra quase triplicou.

Mas tudo isso tem um custo. As atividades humanas estão sobrecarregando os ciclos naturais da Terra. De fato, alguns cientistas dizem que estamos vivendo numa época geológica chamada de Antropoceno — um período em que os humanos causam danos cada vez maiores ao planeta.

A Bíblia predisse um tempo em que o homem ‘arruinaria a terra’. (Revelação [Apocalipse] 11:18) Alguns se perguntam se já vivemos nessa época. Quanto estrago ainda será feito? Ainda há tempo para salvar o planeta?

 UM PROBLEMA IRREVERSÍVEL?

Será que a Terra está chegando a um ponto em que os danos serão irreversíveis? Alguns cientistas acham difícil prever os efeitos das mudanças climáticas. Por isso, temem que talvez já estejamos num ponto crítico, em que os danos causados por essas mudanças provocarão resultados desastrosos.

Considere, por exemplo, a camada de gelo da Antártida Ocidental. Alguns acreditam que, se o aquecimento global continuar, chegará um ponto em que o derretimento dessa camada será irreversível. Como assim? Por natureza, o gelo reflete os raios do sol. Quando a camada de gelo derrete, acaba expondo o oceano que está abaixo dela. O oceano, por ser escuro, absorve o calor. Quanto mais oceano fica exposto, mais calor é absorvido, o que aumenta o derretimento do gelo, criando assim um círculo vicioso. O resultado é um aumento no nível do mar, o que pode significar desastres na vida de milhões de pessoas.

O PREJUÍZO AUMENTA

Várias estratégias foram criadas para lidar com a “emergência planetária” que enfrentamos. Uma delas, conhecida como “desenvolvimento sustentável”, tem como objetivo promover o crescimento social e econômico respeitando os limites ecológicos do planeta. Quais têm sido os resultados?

Infelizmente, assim como acontece com a crise na economia mundial, a dívida do homem com o planeta aumenta de modo descontrolado. Os humanos gastam os recursos do planeta mais rápido do que a Terra consegue repor esses recursos. Pode-se fazer algo a respeito? Um ecologista admite: “A verdade é que não temos a menor ideia de como administrar o planeta.” Isso é confirmado pela declaração da Bíblia: “Não é do homem que anda o dirigir o seu passo.” — Jeremias 10:23.

Por outro lado, a Bíblia nos assegura que Deus, o Criador, não permitirá que o homem destrua o meio ambiente e leve o planeta à falência. O Salmo 115:16 diz que Deus ‘deu a Terra aos filhos dos homens’. Nosso planeta é um “presente perfeito” de nosso Pai celestial. (Tiago 1:17) Será que  um presente de Deus duraria apenas certo tempo, como se tivesse um prazo de validade? Claro que não! Isso fica evidente na forma como nosso planeta foi projetado.

O PROPÓSITO DO CRIADOR

O livro bíblico de Gênesis descreve como Deus formou a Terra. Primeiro, a Bíblia diz que a Terra era “sem forma e vazia, e havia escuridão sobre a superfície”. No entanto, também se fala da existência de “água” — essencial para a vida. (Gênesis 1:2) Então Deus disse: “Venha a haver luz.” (Gênesis 1:3) Pelo visto, os raios do sol atravessaram a atmosfera, e a luz se tornou visível na Terra pela primeira vez. Daí, a Bíblia relata a formação da terra seca e dos mares. (Gênesis 1:9, 10) Depois, vieram à existência ‘relva, vegetação que dava semente e árvores que davam fruto’. (Gênesis 1:12) Tudo o que era necessário para o funcionamento dos processos essenciais à vida, como a fotossíntese, estava preparado. Com que objetivo?

O profeta Isaías descreveu a Deus como “o Formador da terra e Aquele que a fez, Aquele que a estabeleceu firmemente, que não a criou simplesmente para nada, que a formou mesmo para ser habitada”. (Isaías 45:18) Fica claro que o propósito de Deus é que a Terra seja habitada pelo homem para sempre.

Infelizmente, o homem usou mal o presente de Deus a ponto de quase arruiná-lo. Mas o propósito do Criador não mudou. Um homem da antiguidade disse: “Deus não é como os homens, que mentem; não é um ser humano, que muda de ideia. Quando foi que Deus prometeu e não cumpriu?” (Números 23:19, Bíblia na Linguagem de Hoje) De fato, em vez de permitir que a Terra seja arruinada, Deus em breve ‘arruinará os que arruínam a terra’. — Revelação 11:18.

A TERRA, NOSSO LAR ETERNO

Jesus Cristo disse em seu famoso Sermão do Monte: “Felizes os de temperamento brando, porque herdarão a terra.” (Mateus 5:5) Mais tarde, nesse mesmo sermão, Jesus explicou como a Terra será livrada da ruína. Ele instruiu seus seguidores a orar: “Venha o teu reino. Realize-se a tua  vontade, como no céu, assim também na terra.” Realmente, o Reino de Deus realizará o propósito do Criador para nosso planeta. — Mateus 6:10.

Com respeito às surpreendentes mudanças que esse Reino fará, Deus diz: “Eis que faço novas todas as coisas.” (Revelação 21:5) Isso quer dizer que Deus substituirá essa Terra por uma nova? Não, pois ela não é o problema. Em vez disso, Deus vai acabar com “os que arruínam a terra”, ou seja, o sistema humano e suas formas de governo, que são responsáveis pela triste condição do planeta. Eles serão substituídos por “um novo céu e uma nova terra” — um novo governo celestial, o Reino de Deus, que governará sobre uma nova sociedade humana. — Revelação 21:1.

Deus vai restaurar os recursos naturais da Terra. Com respeito a isso, o salmista escreveu sob inspiração: “Voltaste a tua atenção para a terra, para dar-lhe abundância; tu a enriqueces muitíssimo.” Com um clima equilibrado e, acima de tudo, as bênçãos de Deus, a Terra será um paraíso que produzirá uma fartura de alimento. — Salmo 65:9-13.

Pyarelal, secretário de Mohandas Gandhi, citou as palavras desse falecido líder espiritual da Índia: “A Terra provê o suficiente para as necessidades de todos os homens, mas não para a sua ganância.” O Reino de Deus vai agir no coração das pessoas, que é a principal causa dos problemas da Terra. O profeta Isaías predisse que, sob o governo de Deus, as pessoas ‘não farão dano, nem causarão ruína’ umas às outras. (Isaías 11:9) De fato, milhões de pessoas hoje de todas as culturas e formações aprendem os elevados padrões de Deus. Elas são ensinadas a amar a Deus e ao próximo, a mostrar gratidão, a cuidar do meio ambiente, a conservar os recursos naturais e a viver em harmonia com o propósito do Criador. Desse modo, estão sendo preparadas para viver num paraíso na Terra. — Eclesiastes 12:13; Mateus 22:37-39; Colossenses 3:15.

A Terra é valiosa demais para ser arruinada

O relato da criação em Gênesis termina com as seguintes palavras: “Deus viu tudo o que tinha feito, e eis que era muito bom.” (Gênesis 1:31) Realmente, a Terra é valiosa demais para ser arruinada. Somos consolados por saber que o futuro de nosso planeta está seguro nas mãos de nosso amoroso Criador, Jeová Deus. Ele promete: “Os próprios justos possuirão a terra e residirão sobre ela para todo o sempre.” (Salmo 37:29) Que você esteja entre esses “justos” que chamarão a Terra de seu lar eterno!

Saiba mais

PERGUNTAS BÍBLICAS RESPONDIDAS

O que é a batalha do Armagedom?

A palavra Armagedom aparece só uma vez na Bíblia, mas as Escrituras têm muitas informações sobre essa batalha final.

O QUE A BÍBLIA REALMENTE ENSINA?

Qual é o propósito de Deus para a Terra?

Será que o propósito de Deus de um paraíso terrestre vai se cumprir? Em caso afirmativo, quando?