Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

A SENTINELA JULHO DE 2013

 COMO TER UMA FAMÍLIA FELIZ

Como fazer seu segundo casamento dar certo

Como fazer seu segundo casamento dar certo

HERMAN: * “Minha primeira esposa faleceu de câncer após 34 anos de casamento. Quando me casei de novo, minha esposa Linda achava que eu sempre fazia comparações entre ela e minha primeira esposa. Para piorar a situação, meus amigos às vezes falavam das boas qualidades da minha primeira esposa. Isso deixava Linda aborrecida.”

LINDA: “Depois que eu e Herman nos casamos, eu sentia que jamais estaria à altura de sua primeira esposa. Ela era muito querida, amável e inteligente. Às vezes me pergunto se algum dia nós dois seremos tão apegados quanto ela e meu marido foram.”

Herman e Linda estão felizes de terem se encontrado. Linda, que se divorciou de seu primeiro marido, até mesmo chama Herman de seu “príncipe encantado”. Mas, como eles mesmos reconhecem, um segundo casamento pode ter desafios que nunca existiram no primeiro casamento. *

Se você se casou de novo, como se sente em relação ao seu segundo casamento? Tamara, que se casou de novo três anos depois de seu divórcio, diz: “Quando se casa pela primeira vez, você tem aquele sentimento especial de que seu casamento vai durar para sempre. Mas aí, num segundo casamento, talvez não se sinta assim, pois sempre se lembra de que o primeiro não deu certo.”

No entanto, muitas pessoas conseguiram ser felizes depois de se casar de novo. Elas fizeram seu casamento dar certo, e você também pode!  Como? Vejamos três desafios comuns e como os princípios bíblicos podem ajudar. *

DESAFIO 1: IMPEDIR QUE AS LEMBRANÇAS DE UM CASAMENTO ANTERIOR AFETEM SEU CASAMENTO ATUAL.

“Não dá para simplesmente apagar as lembranças do meu primeiro casamento, ainda mais quando viajamos para os mesmos lugares onde eu e meu ex-marido costumávamos passar as férias”, diz Ellen, que mora na África do Sul. “Às vezes, acabo comparando meu marido com meu ex-marido.” Por outro lado, se seu cônjuge já foi casado, você pode ficar ressentido se ele ou ela sempre fala sobre o casamento anterior.

Crie novas lembranças que unam vocês como casal

SUGESTÃO: Aceite o fato de que não é realístico esperar que você ou o cônjuge esqueçam o primeiro casamento, em especial se ele durou muitos anos. Alguns dizem que sem querer já chamaram o cônjuge pelo nome do ex-cônjuge. Como você pode lidar com situações assim? “Procurem entender um ao outro”, aconselha a Bíblia. — 1 Pedro 3:8, New Century Version.

Não proíba, por ciúmes, qualquer menção ao primeiro casamento. Se seu cônjuge sente necessidade de falar de algo relacionado ao ex-cônjuge, ouça com empatia e compaixão. Além disso, não conclua precipitadamente que você está sendo comparado. “Falar sobre minha ex-esposa nunca foi problema para minha esposa, Kaitlyn”, diz Ian, que se casou de novo há dez anos. “Pelo contrário, ela via isso como oportunidade de entender como me tornei a pessoa que sou hoje.” Você pode até mesmo descobrir que esse tipo de conversa ajuda a aproximar você e seu cônjuge.

Concentre-se nas qualidades positivas do cônjuge atual. É verdade que seu cônjuge talvez não possua as mesmas qualidades ou habilidades que o ex-cônjuge. Mas seu cônjuge provavelmente se sai muito bem em outras áreas. Por isso, fortaleça a base de seu casamento atual, “não em comparação com outra pessoa”, mas por pensar no que mais gosta em seu cônjuge. (Gálatas 6:4) Edmond, que se casou duas vezes, coloca a questão desta maneira: “Assim como não há duas amizades iguais, também não há dois casamentos iguais.”

Então, como conciliar as lembranças agradáveis do primeiro casamento com a vida que você começou com seu novo cônjuge? “Uma vez expliquei à minha esposa que meu primeiro casamento foi como um belo livro escrito por mim e minha ex-esposa”, diz Jared. “De vez em quando, eu posso abrir e ler esse livro e me lembrar dos bons momentos que passamos. Mas eu e minha esposa estamos escrevendo nosso próprio livro juntos, e sou feliz na vida que tenho agora.”

TENTE O SEGUINTE: Pergunte ao seu cônjuge se ele às vezes se sente incomodado quando surge algum assunto relacionado ao primeiro casamento. Tente perceber quando seria melhor não falar sobre o casamento anterior.

DESAFIO 2: INTERAGIR COM SEUS AMIGOS QUE NÃO CONHECEM BEM SEU NOVO CÔNJUGE.

“Por um bom tempo depois de nosso casamento, minha esposa achava que alguns dos meus amigos a estavam avaliando”, diz Javier, que se casou novamente seis anos depois de seu divórcio. Leo enfrentou uma situação diferente. Ele explica: “Algumas pessoas diziam à minha esposa o quanto gostavam do ex-marido dela, e isso bem na minha frente!”

SUGESTÃO: Tente se colocar no lugar de seus amigos. “Penso que os amigos às vezes acham muito difícil e estranho se associar só com a metade do casal que conheciam”, diz Ian, já citado. Então, ‘seja razoável, exibindo toda a brandura para com todos’. (Tito 3:2) Dê tempo para seus amigos e familiares se adaptarem. Seu casamento mudou, e suas amizades podem mudar também. Javier, já mencionado, diz que com o passar do tempo ele e sua esposa voltaram a ter  contato com velhos amigos. Ele acrescenta: “Mas também tentamos fazer novos amigos como casal, e isso nos ajuda muito.”

Leve em conta os sentimentos de seu cônjuge quando estiver com seus amigos. Por exemplo, se surgir um assunto relacionado ao seu primeiro casamento, use de tato e bom senso para que seu cônjuge não se sinta excluído. Um provérbio bíblico diz: “Se uma pessoa fala palavras sem pensar, então essas palavras podem ferir como uma espada. Mas uma pessoa sábia é cuidadosa com o que fala. Suas palavras podem curar esses ferimentos.” — Provérbios 12:18, Holy Bible—Easy-to-Read Version.

TENTE O SEGUINTE: Preveja situações que podem ser embaraçosas. Com antecedência, considere com seu cônjuge a melhor maneira de lidar com perguntas e comentários de seus amigos sobre um primeiro casamento.

DESAFIO 3: CONFIAR EM SEU NOVO CÔNJUGE SE SEU EX-CÔNJUGE FOI INFIEL.

“Eu tinha muito medo de ser traído de novo”, diz Andrew, cuja esposa o deixou. Mais tarde, ele se casou com Riley. “Muitas vezes eu me perguntava se poderia ser um marido tão bom quanto o ex-marido de Riley. Eu ficava imaginando que algum dia ela iria me trocar por outro.”

SUGESTÃO: Não tenha medo de expressar suas preocupações. “Há frustração de planos quando não há palestra confidencial”, diz a Bíblia. (Provérbios 15:22) Aplicar esse princípio ajudou Andrew e Riley a confiar um no outro. Andrew comenta: “Eu disse a Riley que eu nunca recorreria ao divórcio como uma saída fácil para os problemas, e ela me garantiu o mesmo. Com o tempo, passei a ter plena confiança nela.”

Se o seu cônjuge foi traído no casamento anterior, faça tudo o que puder para ganhar a confiança dele. Por exemplo, Michel e Sabine, cujos primeiros casamentos terminaram em divórcio, combinaram que contariam um ao outro se tivessem qualquer contato com seu respectivo ex-cônjuge. “Isso nos ajudou a nos sentir seguros”, diz Sabine. — Efésios 4:25.

TENTE O SEGUINTE: Estabeleça limites quanto a falar em particular com alguém do sexo oposto, seja pessoalmente, seja por telefone ou pela internet.

Muitos que se casaram pela segunda vez foram bem-sucedidos, e você também pode ser. Afinal, você provavelmente se conhece melhor do que quando se casou pela primeira vez. “Eu me sinto muito feliz em meu casamento com Riley”, diz Andrew, já mencionado. “Após 13 anos de casados, somos muito unidos — e jamais abriremos mão disso.”

^ parágrafo 3 Alguns nomes foram mudados.

^ parágrafo 5 É claro que, quando um casamento termina em divórcio, não é a mesma coisa do que quando um dos cônjuges falece. Este artigo foi elaborado para ajudar pessoas nas duas situações a fazer um segundo casamento dar certo.

^ parágrafo 7 Para mais informações sobre os desafios de criar enteados, veja a série de artigos “Como famílias com enteados podem ser felizes”, da revista Despertai! de abril de 2012, publicada pelas Testemunhas de Jeová.

PERGUNTE-SE . . .

  • Que qualidades do meu cônjuge eu mais valorizo?

  • Se surgir um assunto relacionado ao meu primeiro casamento, como posso lidar com isso de uma maneira que tranquilize e dignifique meu cônjuge atual?

Saiba mais

VOCÊ PODE TER UMA FAMÍLIA FELIZ!

Seja leal

Será que a lealdade no casamento envolve apenas não trair?