Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

A Sentinela  |  Fevereiro de 2010

 Como Ter uma Família Feliz

Lidar com sogros

Lidar com sogros

Isabel * diz: A mãe de Roberto não fazia questão de esconder que não me aprovava. Mas meus pais também não tratavam Roberto muito melhor. Na verdade, eu nunca tinha visto eles serem tão rudes com alguém. Visitar os pais um do outro passou a ser uma tremenda provação para nós dois.

Roberto diz: Minha mãe achava que ninguém era bom o suficiente para seus filhos, por isso desde o início ela via defeitos em Isabel. E os pais de Isabel faziam o mesmo comigo — sempre me criticavam. O problema é que depois que isso acontecia, eu e Isabel começávamos a defender nossos pais e a criticar um ao outro.

OS CONFLITOS com sogros talvez deem um bom repertório para comediantes, mas na vida real não é nada engraçado. “Durante anos, minha sogra interferiu em nosso casamento”, diz Reena, uma esposa na Índia. “Muitas vezes, extravasei minha raiva em meu marido porque não podia fazer isso com a mãe dele. Era como se ele tivesse sempre de escolher entre ser um bom marido e um bom filho.”

Por que alguns pais interferem na vida de seus filhos casados? Isabel, mencionada no início, sugere um motivo: “Pode ser difícil para eles ver alguém jovem e inexperiente passar a ter a responsabilidade de cuidar de seu filho ou filha.” Dilip, marido de Reena, vai mais longe. “Pais que criaram seus filhos com sacrifício talvez se sintam colocados de lado”, diz ele. “Também podem estar realmente preocupados por achar que seu filho, ou filha, não tem sabedoria para tornar o casamento bem-sucedido.”

Falando com franqueza, às vezes os sogros são convidados a interferir. Veja, por exemplo, o caso de Michael e Leanne, um casal na Austrália. “Leanne veio de uma família bem achegada em que todos falam abertamente dos assuntos”, diz Michael. “Então, depois de nos casarmos, ela consultava o pai para falar de assuntos que na verdade cabia a mim e a ela decidir. Seu pai até tinha muita coisa para nos ensinar, mas eu ficava magoado por  Leanne o consultar em vez de consultar a mim.”

Fica claro que problemas com sogros podem causar estresse no casamento. Isso acontece no seu caso? Como você se dá com os pais de seu cônjuge, e como ele se dá com os seus? Considere dois desafios que podem surgir e o que você pode fazer.

DESAFIO 1:

Seu cônjuge parece ser apegado demais aos pais. “Minha esposa achava que se não morássemos perto de seus pais, ela estaria sendo desleal com eles”, diz um marido na Espanha chamado Luis. “Por outro lado”, acrescenta ele, “quando nosso filho nasceu, meus pais vinham nos visitar quase todos os dias, o que deixava minha esposa estressada. Isso causou muitos conflitos entre nós”.

O ponto em questão:

Ao descrever o casamento, a Bíblia diz que quando um homem se casa ele ‘deixa seu pai e sua mãe, e tem de se apegar à sua esposa, e eles têm de se tornar uma só carne’. (Gênesis 2:24) Ser “uma só carne” é mais do que simplesmente morar juntos. Na verdade, significa que o marido e a esposa formam uma nova família — família essa que tem prioridade sobre suas famílias de origem. (1 Coríntios 11:3) É claro que tanto o marido como a esposa ainda precisam honrar seus pais, e isso muitas vezes envolve dar atenção a eles. (Efésios 6:2) Mas e se seu cônjuge cumpre essa responsabilidade de uma maneira que parece que ele ignora ou negligencia você?

O que você pode fazer:

Analise a situação de modo objetivo. Seu cônjuge é mesmo apegado demais aos pais, ou será que você simplesmente não tem o mesmo tipo de relacionamento com seus pais? Se esse for o caso, de que modo a forma como foi criado está influenciando a maneira como você encara a situação? Será que não está um pouco enciumado? — Provérbios 14:30; 1 Coríntios 13:4; Gálatas 5:26.

Não dá para ter a resposta a essas perguntas sem fazer uma autoanálise honesta. Mas é importante fazer isso. Afinal, se você e seu cônjuge estão sempre brigando por causa dos sogros, então o que vocês realmente têm é um problema no casamento e não um problema com sogros.

Muitos conflitos no casamento surgem por não haver duas pessoas que tenham exatamente o mesmo ponto de vista sobre um assunto. Você pode se esforçar para ver as coisas do ponto de vista de seu cônjuge? (Filipenses 2:4; 4:5) Foi isso o que um marido no México chamado Adrián fez. “Minha esposa foi criada num ambiente familiar negativo”, diz ele, “por isso eu evitava conviver com meus sogros. Com o tempo, cortei todo tipo de convívio com eles — por anos. Isso causou conflitos em nosso casamento porque minha esposa ainda queria estar perto da família, especialmente da mãe”.

Mais tarde, Adrián adotou uma posição mais equilibrada. “Embora eu saiba que ter contato demais com os meus sogros afeta minha esposa emocionalmente, não ter contato nenhum também causa problemas”, diz ele. “Na medida do possível, tentei restabelecer e manter um bom relacionamento com meus sogros.” *

TENTE O SEGUINTE: Coloque por escrito o que você e seu cônjuge acreditam ser a dificuldade principal a respeito de seus sogros. Se possível, comece com “Eu sinto que . . . ” Depois troquem os papéis. Juntos, num espírito de equipe, pensem bem em como podem lidar com as preocupações um do outro.

DESAFIO 2:

Seus sogros interferem constantemente em seu casamento, dando conselhos que vocês não pediram. “Nos primeiros sete  anos de casados, moramos com a família de meu marido”, disse uma esposa no Cazaquistão chamada Nelya. “Sempre tínhamos conflitos sobre como criar nossos filhos e sobre outros assuntos, como o modo de eu cozinhar e limpar a casa. Falei com meu marido e com minha sogra sobre isso, o que só levou a mais conflitos.”

O ponto em questão:

Quando você se casa, não está mais sob a autoridade de seus pais. Em vez disso, a Bíblia diz que “a cabeça de todo homem é o Cristo; por sua vez, a cabeça da mulher é o homem” — ou seja, o marido dela. (1 Coríntios 11:3) No entanto, como já mencionado, tanto o marido como a esposa devem honrar os pais. De fato, Provérbios 23:22 declara: “Escuta teu pai que causou o teu nascimento e não desprezes a tua mãe só porque ela envelheceu.” Mas o que fazer se seus pais — ou os pais de seu cônjuge — passam dos limites e tentam impor suas ideias?

O que você pode fazer:

Num espírito de empatia, tente descobrir o motivo por trás dessa aparente intromissão. “Em alguns casos os pais precisam saber que ainda são importantes na vida dos filhos”, diz Roberto, já citado. Essa interferência talvez não seja proposital, e é possível lidar com isso aplicando o conselho bíblico de ‘continuar a suportar uns aos outros e a perdoar uns aos outros liberalmente, se alguém tiver razão para queixa contra outro’. (Colossenses 3:13) Mas e se a interferência de seus sogros aumentar a ponto de causar conflitos entre você e seu cônjuge?

Alguns casais aprenderam a estabelecer limites apropriados. Isso não significa que você precisa impor uma série de regras a seus pais. * Muitas vezes, é apenas uma questão de deixar claro por meio de suas ações que seu cônjuge vem em primeiro lugar em sua vida. Por exemplo, um marido no Japão chamado Masayuki diz: “Mesmo que os pais expressem suas opiniões, não concorde de imediato com eles. Lembre-se de que você está construindo uma nova unidade familiar. Então, procure saber primeiro o que seu cônjuge pensa do conselho recebido.”

TENTE O SEGUINTE: Fale com seu cônjuge sobre de que maneira específica a interferência dos pais está causando conflito em seu casamento. Juntos, escrevam que limites vocês podem estabelecer e como mantê-los sem deixar de honrar os pais.

Muitos conflitos com seus sogros podem ser minimizados se vocês discernirem a motivação deles e não permitirem que esses conflitos causem tensão em seu casamento. A esse respeito, Isabel admite: “Às vezes, as discussões com meu marido sobre nossos pais eram em grande parte baseadas na emoção, e ficava claro que falar sobre as imperfeições de nossos sogros podia magoar muito. Com o tempo, deixamos de usar as imperfeições deles como arma para atacar um ao outro e aprendemos a lidar com o problema. Em resultado disso nos achegamos muito mais como marido e mulher.”

^ parágrafo 3 Os nomes foram mudados.

^ parágrafo 14 É claro que se os pais se envolverem em grave conduta errada — em especial de forma contínua, sem arrependimento — a relação familiar pode ficar muito prejudicada e naturalmente limitada. — 1 Coríntios 5:11.

^ parágrafo 19 Em alguns casos, você talvez precise ter uma conversa franca com seus pais ou sogros. Se isso for necessário, faça-o com respeito e brandura. — Provérbios 15:1; Efésios 4:2; Colossenses 3:12.

PERGUNTE-SE . . .

  •  Que boas qualidades meus sogros têm?
  •  Como posso honrar meus pais sem negligenciar meu cônjuge?

 

 

Saiba mais

A SENTINELA

Sobreviver ao primeiro ano de casamento

Você é recém-casado? A Bíblia pode ajudá-lo a fortalecer seu casamento.