Pular para conteúdo

Pular para sumário

Uma referência fora da Bíblia a um povo chamado Israel

Uma referência fora da Bíblia a um povo chamado Israel

 Uma referência fora da Bíblia a um povo chamado Israel

NO MUSEU do Cairo, no Egito, uma estela de granito comemora vitórias do faraó Merneptá. Segundo estimativas de eruditos, esse 13.° filho de Ramsés II governou entre cerca de 1212 e 1202 AEC — na última parte do período dos Juízes no Israel antigo. As últimas duas linhas da estela de Merneptá rezam: “Canaã é duramente saqueada. Ascalom é tomada, Gezer capturada [e] Ianoã reduzida a nada. Israel está desabitado, sua descendência desapareceu.”

O que se quer dizer com o termo “Israel” nesse contexto? Na escrita hieroglífica, alguns sinais não-pronunciáveis, chamados determinativos, eram acrescentados à escrita para indicar a que categoria as palavras pertenciam. A publicação The Rise of Ancient Israel (A Ascensão do Israel Antigo) explica: “Junto a três dos quatro nomes — Ascalom, Gezer e Ianoã — há um determinativo que nos diz que são cidades. . . . O determinativo junto a Israel, no entanto, indica que se trata de um povo.” — Os grifos são nossos.

Qual é o significado desse texto? Hershel Shanks, editor e escritor, responde: “A Estela de Merneptá mostra que existia um povo chamado Israel em 1212 AEC e que o faraó do Egito não apenas o conhecia, mas também achou vantajoso jactar-se de o ter derrotado em batalha.” William G. Dever, professor de arqueologia do Oriente Próximo, comenta: “A estela de Merneptá nos diz inequivocamente: Existe realmente em Canaã um povo que se autodenomina ‘Israel’, sendo por isso chamado de ‘Israel’ pelos egípcios — que, efetivamente, não tinham nenhum interesse em apoiar a Bíblia, e eles não podiam ter inventado a existência de um povo tão específico e ímpar como ‘Israel’ para seus próprios objetivos de propaganda.”

Na Bíblia, a primeira menção de Israel é como nome dado ao patriarca Jacó. Os descendentes dos 12 filhos de Jacó vieram a ser conhecidos como “filhos de Israel”. (Gênesis 32:22-28, 32; 35:9, 10) Anos mais tarde, tanto o profeta Moisés como o faraó do Egito usaram o termo “Israel” ao se referirem a esses descendentes de Jacó. (Êxodo 5:1, 2) A estela de Merneptá é, pelo que se sabe, a mais antiga referência fora da Bíblia a um povo chamado Israel.

[Fotos na página 24]

Estela de Merneptá

A combinação dos últimos três hieróglifos (da direita para a esquerda) — um pau de arremesso e um homem e uma mulher sentados — identifica Israel como povo estrangeiro

[Crédito]

Egyptian National Museum, Cairo, Egypt/Giraudon/The Bridgeman Art Library