Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

A que Jesus se referia quando disse a Nicodemos: “Nenhum homem ascendeu ao céu, senão aquele que desceu do céu, o Filho do homem”? — João 3:13.

Nessa ocasião Jesus estava na Terra e ainda não havia ascendido, ou retornado, para o céu. No entanto, o que sabemos sobre Jesus e sobre o contexto de suas palavras pode ajudar-nos a entender o que ele quis dizer.

Jesus “desceu do céu” no sentido de que vivia anteriormente no domínio espiritual junto com seu Pai. Mas, no devido tempo, a vida do Filho foi transferida para o útero de Maria, resultando no nascimento de Jesus como humano. (Lucas 1:30-35; Gálatas 4:4; Hebreus 2:9, 14, 17) Depois de sua morte, Jesus seria ressuscitado como criatura espiritual e voltaria a estar com Jeová. Assim, pouco antes de ser morto, Jesus pôde orar: “Pai, glorifica-me junto de ti com a glória que eu tive junto de ti antes de haver o mundo.” — João 17:5; Romanos 6:4, 9; Hebreus 9:24; 1 Pedro 3:18.

Quando falou com Nicodemos, que era fariseu e instrutor em Israel, Jesus ainda não havia retornado para o céu. Naturalmente, nenhum outro humano havia morrido e subido ao domínio espiritual, o céu. O próprio Jesus disse que João Batista era inigualável como profeta de Deus, no entanto, o “menor no reino dos céus é maior do que [João Batista]”. (Mateus 11:11) E o apóstolo Pedro explicou que até mesmo o fiel Rei Davi faleceu e ainda estava na sepultura; ele não subiu ao céu. (Atos 2:29, 34) Havia uma razão pela qual aqueles que morreram antes de Jesus, como Davi, João Batista e outros homens de fé, não foram para o céu. Eles faleceram antes de Jesus inaugurar o caminho, ou a possibilidade, para humanos serem ressuscitados para a vida celestial. O apóstolo Paulo escreveu que Jesus, como um precursor, ‘inaugurou um caminho novo e vivente’ para o céu. — Hebreus 6:19, 20; 9:24; 10:19, 20.

Visto que Jesus ainda não tinha morrido e sido ressuscitado, a que ele se referia quando disse a Nicodemos: “Nenhum homem ascendeu ao céu, senão aquele que desceu do céu, o Filho do homem”? (João 3:13) Considere o contexto, ou o assunto, sobre o qual Jesus falava com Nicodemos.

Quando esse governante judeu foi procurar Jesus na calada da noite, Jesus lhe disse: “Digo-te em toda a verdade: A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3:3) Nicodemos perguntou: ‘Como pode ser isso? Como um homem pode nascer uma segunda vez?’ Ele não entendeu esse ensino divino a respeito de estar no Reino de Deus. Será que havia uma maneira de ele aprender sobre isso? Não, não do ponto de vista humano; nenhum homem poderia ensiná-lo a respeito disso, pois nenhum deles havia estado no céu e, assim, não tinha condições de dar alguma explicação sobre entrar no Reino. A única exceção era Jesus. Ele podia ensinar Nicodemos e outros porque havia descido do céu e, portanto, estava habilitado para instruir as pessoas a respeito desses assuntos.

Portanto, a pergunta a respeito desse texto ilustra um ponto valioso com relação ao estudo da Palavra de Deus: não é razoável desacreditar um texto bíblico apenas porque parece difícil de entender. O que a Bíblia diz num determinado lugar deve ser encarado à luz de outros textos e harmonizar-se com esses. Além do mais, muitas vezes o contexto — a situação ou o assunto em consideração — pode ajudar-nos a encontrar o sentido razoável e lógico para um texto intrigante.