Pular para conteúdo

Pular para sumário

Anjos — sua identidade

Anjos — sua identidade

 Anjos — sua identidade

O MONARCA de um império poderoso não podia acreditar no que estava vendo. Três homens haviam sido sentenciados à morte numa fornalha e depois foram salvos! Quem os salvou? O próprio rei lhes disse: “Bendito seja o [vosso] Deus, que enviou seu anjo e salvou seus servos que confiaram nele.” (Daniel 3:28) Esse governante babilônio que reinou há mais de dois mil anos foi testemunha ocular de um resgate angélico. Milhões de pessoas no passado acreditavam em anjos. Muitas hoje acreditam não só que os anjos existem, mas também que eles têm certa influência em sua vida. Qual é a identidade dos anjos e de onde vieram?

De acordo com a Bíblia, os anjos são espíritos, assim como o próprio Deus é um Espírito. (Salmo 104:4; João 4:24) A quantidade de anjos é grande, chegando a milhões. (Revelação [Apocalipse] 5:11) Todos eles são “poderosos em poder”. (Salmo 103:20) Embora sejam como os humanos na questão de terem personalidade e livre-arbítrio, os anjos não começaram a vida como humanos. Na realidade, Deus os criou antes mesmo do surgimento da humanidade — antes até da criação do planeta Terra. Quando Deus ‘fundou a Terra’, diz a Bíblia, “as estrelas da manhã [anjos] juntas gritavam de júbilo, e todos os filhos de Deus começaram a bradar em aplauso”. (Jó 38:4, 7) Visto serem criação divina, os anjos são chamados de filhos de Deus.

Com que objetivo Deus criou os anjos? Que papel os anjos desempenharam, se é que desempenharam algum, na história humana? Eles influenciam a nossa vida hoje? Visto terem livre-arbítrio, será que alguns anjos seguiram o proceder de Satanás, o Diabo, tornando-se inimigos de Deus? A Bíblia dá respostas confiáveis a essas perguntas.