Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

Deuteronômio 14:21 diz: “Não deveis comer nenhum corpo já morto.” Será que isso contradiz Levítico 11:40, onde lemos: “Quem comer alguma coisa do seu cadáver lavará suas vestes e terá de ser impuro até à noitinha”?

Não há contradição entre esses dois versículos. O primeiro repete a proibição de comer um animal encontrado morto, talvez dilacerado por um animal selvagem. (Êxodo 22:31; Levítico 22:8) O segundo explica o que o israelita poderia fazer caso violasse essa proibição, talvez acidentalmente.

O fato de que algo era proibido pela Lei não significava que a proibição jamais seria desobedecida. Por exemplo, havia leis contra o roubo, o assassinato, dar testemunho falso, e assim por diante. Ao mesmo tempo, prescreviam-se penalidades em caso de violação dessas leis divinas. Essas penalidades davam vigor às leis e mostravam sua seriedade.

A pessoa que desobedecesse à proibição de comer a carne de um animal encontrado morto ficaria impura aos olhos de Jeová e teria de passar pelo devido processo de purificação. Se deixasse de purificar-se adequadamente, ela teria de “responder pelo seu erro”. — Levítico 17:15, 16.