Pular para conteúdo

Pular para sumário

Pais, cuidem das necessidades de sua família

Pais, cuidem das necessidades de sua família

 Pais, cuidem das necessidades de sua família

“Se alguém não fizer provisões para os seus próprios, . . . tem repudiado a fé.” — 1 TIMÓTEO 5:8.

1, 2. (a) Por que é encorajador ver famílias assistindo às reuniões? (b) Quais são alguns desafios que as famílias enfrentam para chegar às reuniões a tempo?

QUANDO olha ao redor na congregação cristã antes do início de uma reunião, você vê crianças limpas e bem-vestidas sentando-se ao lado dos pais. Não é agradável notar o amor evidente nessas famílias — o amor por Jeová e uns pelos outros? É fácil esquecer, no entanto, o grande esforço que é necessário para que as famílias cheguem a tempo para as reuniões.

2 Em muitos casos os pais estão muito ocupados durante todo o dia e, nas noites em que há reuniões, a família tem ainda mais coisas para fazer: preparar a refeição, cuidar de outras tarefas e terminar lições de casa. Os pais ficam com a parte mais pesada, providenciando que todos estejam limpos, alimentados e prontos a tempo. É claro que, onde há crianças, podem acontecer coisas inesperadas e em momentos bem inoportunos. A mais crescida rasga as roupas enquanto brinca. A mais nova derruba a comida. Elas começam a brigar. (Provérbios 22:15) O resultado? Mesmo com cuidadoso planejamento dos pais, as coisas nem sempre saem bem. Ainda assim, a família geralmente chega ao Salão do Reino bem antes de começar a reunião. Como é encorajador vê-los ali semana após semana, ano após ano ao passo que os filhos crescem e se tornam servos de Jeová.

3. Como sabemos que Jeová dá grande valor à família?

3 Embora seu papel como pai ou mãe seja às vezes difícil e até mesmo exaustivo, pode ter certeza de que Jeová dá muito valor a seus esforços. Ele é o Originador da família. Por isso, sua Palavra diz que toda família “deve o seu nome” — sua existência — a Jeová. (Efésios 3:14, 15) Assim, quando vocês, pais, procuram cumprir seu papel na família de maneira correta, estão honrando o Soberano Senhor do Universo. (1 Coríntios 10:31) Não é esse um grande privilégio? É apropriado, então, analisarmos a incumbência que Jeová deu aos pais, de cuidar das necessidades da família. Neste artigo, consideraremos três maneiras de os pais fazerem isso.

Cuidar das necessidades materiais

4. O que Jeová fez para cuidar das necessidades dos filhos na família?

4 O apóstolo Paulo escreveu: “Certamente, se alguém não fizer provisões para os seus próprios, e especialmente para os membros de sua família, tem repudiado a fé e é pior do que alguém sem fé.” (1 Timóteo 5:8) Quem é esse “alguém” mencionado por Paulo? É o cabeça  da família, que geralmente é o pai. Deus também deu à mulher um papel honroso como ajudadora do marido. (Gênesis 2:18) Nos tempos bíblicos, as mulheres muitas vezes ajudavam o marido a cuidar das necessidades da família. (Provérbios 31:13, 14, 16) Hoje, são cada vez mais comuns as famílias uniparentais. * Muitos pais e mães cristãos que criam os filhos sozinhos cuidam muito bem das necessidades da família. É claro que o ideal é que a família tenha tanto pai como mãe, e que o pai assuma a liderança.

5, 6. (a) Quais são alguns desafios enfrentados pelos que procuram cuidar das necessidades materiais da família? (b) Que conceito sobre serviço secular ajudará o cristão a perseverar ao cuidar das necessidades da família?

5 Em 1 Timóteo 5:8, que tipo de provisões, ou cuidados, Paulo tinha em mente? O contexto sugere que ele falava diretamente sobre as necessidades materiais da família. No mundo atual, há muitos obstáculos que o cabeça da família enfrenta a fim de cuidar dessas necessidades. Em todo o mundo, são comuns dificuldades econômicas, demissões, altos índices de desemprego e aumento do custo de vida. O que pode ajudar quem cuida das necessidades da família a perseverar quando enfrenta esses desafios?

6 Quem cuida das necessidades da família faz bem em lembrar-se de que está cumprindo uma incumbência de Jeová. As palavras inspiradas de Paulo mostram que o homem que tem condições de obedecer a essa ordem, mas que se recusa a fazer isso, é comparável a alguém que tem “repudiado a fé”. O cristão deve fazer o máximo para evitar estar nessa condição perante Deus. Infelizmente, porém, muitas pessoas hoje em dia são “sem afeição natural”. (2 Timóteo 3:1, 3) De fato, é comum pais se esquivarem de sua responsabilidade, deixando a família em apuros. O marido cristão não segue esse conceito insensível e negligente referente a cuidar das necessidades de sua família. Diferentemente de muitos de seus colegas de trabalho, ele considera até o trabalho mais humilde como digno e importante, uma forma de agradar a Jeová, visto que isso lhe possibilita cuidar das necessidades de sua família.

7. Por que é apropriado que os pais analisem o exemplo de Jesus?

7 O cabeça da família também achará útil analisar o exemplo perfeito de Jesus. Lembre-se de que a Bíblia se refere a Jesus como nosso “Pai Eterno”. (Isaías 9:6, 7) Como “último Adão”, Jesus substitui eficazmente “o primeiro homem, Adão”, como pai daqueles da humanidade que exercem fé. (1 Coríntios 15:45) Diferentemente de Adão, que se mostrou um pai egoísta e interesseiro, Jesus é o pai ideal. Sobre ele, a Bíblia diz: “Por meio disso chegamos a conhecer o amor, porque esse entregou a sua alma por nós.” (1 João 3:16) De fato, Jesus ofereceu voluntariamente sua vida a favor de outros. Também, sempre colocava as necessidades de outros à frente das suas, até em questões menos importantes. Vocês, pais, farão bem em imitar esse espírito de abnegação.

8, 9. (a) O que os pais podem aprender das aves com respeito a cuidar das necessidades dos filhos de maneira abnegada? (b) Como muitos pais cristãos mostram espírito abnegado?

8 Os pais podem aprender muito sobre amor abnegado por considerar as palavras de Jesus ao povo obstinado de Deus: “Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, assim como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo de suas asas!” (Mateus 23:37) Aqui, Jesus pintou um quadro vívido de uma galinha protegendo os pintinhos sob as asas. Realmente, os pais podem aprender muito do instinto protetor das aves, que se arriscam para proteger os filhotes contra ataques. É muito interessante notar o que as aves com filhotes fazem todos os dias. Voam incessantemente na busca por alimento. Mesmo quando estão bem cansadas, colocam o alimento nos biquinhos abertos dos  filhotes, que o engolem, geralmente fazendo muito barulho pedindo mais. Muitas das criações de Jeová são “instintivamente sábias” na forma como cuidam de suas crias. — Provérbios 30:24.

9 Da mesma maneira, os pais cristãos em todo o mundo mostram um admirável espírito abnegado. Preferem sofrer a permitir que algo de mau aconteça com seus filhos. Além disso, estão dispostos a fazer diariamente sacrifícios a fim de cuidar das necessidades da família. Muitos se levantam cedo para trabalhar, às vezes em empregos cansativos ou tediosos. Trabalham arduamente para obter alimento nutritivo para a família. Esforçam-se para garantir que os filhos tenham roupa limpa, abrigo e educação adequada. E fazem isso dia após dia, ano após ano. Com certeza, essa abnegação e esse esforço agradam a Jeová! (Hebreus 13:16) Ao mesmo tempo, porém, os pais lembram-se de que há maneiras mais importantes de cuidar das necessidades da família.

Cuidar das necessidades espirituais

10, 11. Qual é a necessidade humana mais importante, e o que os pais cristãos devem fazer primeiro a fim de satisfazer essa necessidade dos filhos?

10 Mais essencial do que cuidar das necessidades materiais da família é cuidar das suas necessidades espirituais. Jesus disse: “O homem tem de viver, não somente de pão, mas de cada pronunciação procedente da boca de Jeová.” (Mateus 4:4; 5:3) O que os pais podem fazer para cuidar das necessidades espirituais da família?

11 Sobre esse assunto, talvez nenhuma passagem das Escrituras seja mais citada do que Deuteronômio 6:5-7. Abra a Bíblia e leia esses versículos. Note que os pais são primeiro orientados a cultivar sua própria espiritualidade, edificando amor por Jeová e levando a sério suas palavras. De fato, é preciso ser um sincero estudante da Palavra de Deus, lendo a Bíblia regularmente e meditando sobre o que lê. Assim desenvolverá verdadeira compreensão dos caminhos, princípios e leis de Jeová, e amor por esses. Em resultado disso, seu coração ficará repleto das verdades fascinantes da Bíblia que o farão sentir alegria, temor e amor por Jeová. Você terá muitas coisas boas para dar aos filhos. — Lucas 6:45.

12. Como podem os pais imitar o exemplo de Jesus no que diz respeito a inculcar verdades bíblicas nos filhos?

12 Os pais espiritualmente fortes estão preparados para aplicar o conselho encontrado em Deuteronômio 6:7, de ‘inculcar’ as palavras de Jeová nos filhos em toda oportunidade. ‘Inculcar’ significa ensinar e gravar na mente por meio de repetição. Jeová sabe muito bem que todos nós — em especial,  os filhos — precisamos de repetições para aprender. Por esse motivo, Jesus fazia uso da repetição no seu ministério. Por exemplo, ao ensinar seus discípulos a ser humildes em vez de orgulhosos e competitivos, ele encontrou diversas maneiras de repetir o mesmo princípio. Ensinou por raciocinar, ilustrar e até mesmo demonstrar. (Mateus 18:1-4; 20:25-27; João 13:12-15) É digno de nota, porém, que Jesus nunca foi impaciente. De modo similar, os pais precisam descobrir maneiras de ensinar verdades básicas aos filhos, repetindo com paciência os princípios de Jeová até que eles os absorvam e apliquem.

13, 14. Quais são algumas ocasiões em que os pais podem inculcar verdades bíblicas nos filhos, e que ajudas podem usar?

13 As sessões de estudo familiar são ocasiões ideais para tal ensino. De fato, um estudo da Bíblia em família de maneira regular, edificante e agradável é o modo principal de defender a espiritualidade da família. As famílias cristãs ao redor do mundo apreciam tais estudos, fazendo uso das publicações fornecidas pela organização de Jeová e adaptando o estudo às necessidades dos filhos. O livro Aprenda do Grande Instrutor é uma provisão notável nesse respeito, assim como o livro Os Jovens Perguntam — Respostas Práticas. * Contudo, o estudo familiar não é a única ocasião para ensinar os filhos.

14 Conforme Deuteronômio 6:7 mostra, há muitas ocasiões em que os pais podem considerar coisas espirituais com os filhos. Quando viajarem, realizarem tarefas domésticas ou se recrearem juntos, os pais poderão encontrar oportunidades de suprir as necessidades espirituais dos filhos. É claro que não precisam ficar constantemente “dando sermão” aos filhos sobre as verdades bíblicas. Em vez disso, devem procurar manter as conversas num nível espiritual edificante. Por exemplo, a revista Despertai! contém muitos artigos sobre uma variedade de assuntos. Esses artigos podem criar oportunidades para conversas sobre a criação animal de Jeová, lugares de beleza natural ao redor do mundo e a maravilhosa variedade de culturas e costumes entre os humanos. Tais conversas podem fazer com que os jovens passem a ler mais publicações fornecidas pelo escravo fiel e discreto. — Mateus 24:45-47.

15. Como os pais podem ajudar os filhos a encarar o ministério cristão interessante e recompensador?

15 Ter conversas edificantes com os filhos ajudará os pais a suprir outra necessidade espiritual. Os filhos cristãos precisam aprender a compartilhar sua fé com outros de maneira eficaz. Ao falar sobre algum ponto  importante de A Sentinela ou Despertai! poderão procurar oportunidades para relacioná-lo ao ministério. Por exemplo, poderão perguntar: “Não seria maravilhoso se mais pessoas soubessem isso sobre Jeová? Como você acha que nós poderíamos chamar atenção para esse assunto?” Essas considerações ajudarão os jovens a ter mais interesse em falar a outros sobre o que aprendem. Então, quando os filhos acompanharem os pais no ministério, terão um exemplo vivo de como colocar isso em prática. Possivelmente aprenderão também que o ministério é um serviço interessante e feliz, que produz grande satisfação e alegria. — Atos 20:35.

16. O que os filhos podem aprender por ouvir as orações dos pais?

16 Os pais também cuidam das necessidades espirituais dos filhos quando oram. Jesus ensinou seus discípulos a orar, e orou com eles em muitas ocasiões. (Lucas 11:1-13) Pense em quanto eles aprenderam por orar junto com o próprio Filho de Jeová! Da mesma forma, os filhos podem aprender muito com as orações dos pais. Por exemplo, podem aprender que Jeová deseja que falemos com ele com franqueza, de coração, levando a ele qualquer problema que tenhamos. Sem dúvida, as orações dos pais podem ajudar os filhos a aprender uma verdade espiritual importantíssima: é possível eles terem um relacionamento com seu Pai celestial. — 1 Pedro 5:7.

Cuidar das necessidades emocionais

17, 18. (a) Como a Bíblia revela a importância de mostrar amor aos filhos? (b) Como o pai deve imitar a Jeová em expressar amor pelos filhos?

17 É claro que os filhos têm também necessidades emocionais que precisam ser supridas. A Palavra de Deus deixa claro para os pais que é muito importante dar atenção a isso. Por exemplo, as mulheres jovens são incentivadas a “amarem seus filhos”. Isso está relacionado com as mães jovens recobrarem o bom senso, ou serem “ajuizadas”. (Tito 2:4, nota) De fato, é sensato mostrar amor ao filho. Isso ensina a criança a amar, e traz benefícios duradouros. Por outro lado, deixar de fazer isso é tolice. Causa grande dor e não se está imitando Jeová, que mostra imenso amor por nós apesar de nossas imperfeições. — Salmo 103:8-14.

18 Jeová até mesmo toma a iniciativa de amar seus filhos terrestres. Como diz 1 João 4:19: “Ele nos amou primeiro.” O pai em especial deve imitar o exemplo de Jeová, tomando a iniciativa de criar um vínculo de amor com os filhos. A Bíblia exorta o pai a evitar irritar os filhos, “para que não fiquem desanimados”. (Colossenses 3:21) Poucas coisas são mais irritantes para os filhos do que a impressão de que o pai ou a mãe não os amam nem os valorizam. O pai que se refreia de expressar seus sentimentos faz bem em lembrar do exemplo de Jeová. Até mesmo desde os céus Jeová expressou sua aprovação e amor por seu Filho. (Mateus 3:17; 17:5) Como aquilo deve ter encorajado Jesus! Do mesmo modo, os filhos são muito fortalecidos e encorajados por expressões sinceras de amor e aprovação da parte dos pais.

19. Por que a disciplina é importante, e que equilíbrio os pais cristãos se esforçam para conseguir?

19 É claro que o amor dos pais é expresso não apenas em palavras, mas principalmente por ações. Cuidar das necessidades materiais e espirituais  da família pode ser uma expressão de amor dos pais, em especial quando eles fazem isso de uma maneira que deixe claro que a motivação primária é o amor. A disciplina também é uma expressão muito importante de amor. De fato, “Jeová disciplina aquele a quem ama”. (Hebreus 12:6) Por outro lado, deixar de disciplinar demonstra que os pais não amam os filhos. (Provérbios 13:24) Jeová é sempre equilibrado, disciplinando “no devido grau”. (Jeremias 46:28) Tal equilíbrio nem sempre é fácil de ser conseguido por pais imperfeitos. No entanto, vale a pena qualquer esforço para consegui-lo. A disciplina firme, porém amorosa, ajuda o filho a se desenvolver para uma vida feliz e produtiva. (Provérbios 22:6) Não é isso o que os pais cristãos querem para seus filhos?

20. Como os pais podem dar aos filhos a melhor oportunidade possível de “escolher a vida”?

20 Quando os pais realizam a importante obra que Jeová lhes incumbiu — cuidar das necessidades materiais, espirituais e emocionais da família —, as recompensas são enormes. Por meio disso, dão aos filhos a melhor oportunidade possível de “escolher a vida” e ‘ficar vivos’. (Deuteronômio 30:19) Os filhos que escolhem servir a Jeová e permanecem no caminho da vida à medida que vão crescendo dão grande alegria aos pais. (Salmo 127:3-5) Essa alegria durará para sempre! Como, então, os jovens podem louvar a Jeová agora? O próximo artigo considerará esse assunto.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 4 Nesta consideração, nos referiremos ao homem quando falarmos sobre quem sustenta a família. Mas os princípios também se aplicam às mulheres cristãs que assumem essa responsabilidade.

^ parágrafo 13 Publicados pelas Testemunhas de Jeová.

Como responderia?

O que os pais podem fazer a fim de cuidar das necessidades dos filhos

• em sentido material?

• em sentido espiritual?

• em sentido emocional?

[Perguntas de Estudo]

[Foto na página 18]

Muitas aves trabalham incansavelmente para cuidar dos filhotes

[Foto na página 20]

Primeiro, os pais devem cultivar sua própria espiritualidade

[Foto na página 21]

Os pais podem encontrar muitas oportunidades para ensinar os filhos sobre o Criador

[Foto na página 22]

Os filhos são muito fortalecidos e encorajados por expressões de aprovação da parte dos pais