Pular para conteúdo

Pular para sumário

Você aceita a ajuda de Jeová?

Você aceita a ajuda de Jeová?

 Você aceita a ajuda de Jeová?

“Jeová é o meu ajudador; não terei medo.” — HEBREUS 13:6.

1, 2. Por que é importante que aceitemos a ajuda e a orientação de Jeová em nossa vida?

IMAGINE que você esteja caminhando por uma trilha na montanha. Mas você não está sozinho, porque um guia se ofereceu para ir junto, e ele é o melhor guia disponível. Ele tem muito mais experiência e preparo físico que você, mas acompanha seu ritmo pacientemente. Ele percebe que você tropeça de vez em quando e, preocupado com a sua segurança, estende-lhe a mão para ajudá-lo a atravessar um trecho especialmente perigoso. Você recusaria essa ajuda? Claro que não! Sua segurança está em jogo.

2 Como cristãos, temos um caminho difícil a seguir. Será que precisamos percorrer essa estrada apertada sozinhos? (Mateus 7:14) Não, porque a Bíblia mostra que o melhor Guia que poderíamos encontrar, Jeová Deus, permite que seres humanos andem com ele. (Gênesis 5:24; 6:9) Será que Jeová ajuda seus servos nessa caminhada? Ele diz: “Eu, Jeová, teu Deus, agarro a tua direita, Aquele que te diz: ‘Não tenhas medo. Eu mesmo te ajudarei.’” (Isaías 41:13) Como o guia na ilustração mencionada, Jeová oferece bondosamente sua ajuda e sua amizade aos que procuram andar com ele. Com certeza nenhum de nós recusaria essa ajuda!

3. Que perguntas consideraremos no decorrer deste artigo?

3 No artigo anterior, analisamos de que quatro maneiras Jeová ajudou seu povo nos  tempos antigos. Será que ele ajuda seus servos do mesmo modo hoje em dia? E o que devemos fazer para aceitar essa ajuda? Consideremos essas perguntas. Assim poderemos aumentar nossa confiança em que Jeová é realmente nosso Ajudador. — Hebreus 13:6.

Ajuda angélica

4. Por que os servos de Deus hoje podem confiar no apoio angélico?

4 Será que os anjos ajudam os atuais servos de Jeová? Ajudam sim. É verdade que hoje eles não aparecem de forma visível para livrar de perigos os verdadeiros adoradores. Mesmo nos tempos bíblicos, os anjos só agiram assim em raras ocasiões. Na maioria das vezes, o que eles fizeram foi invisível aos olhos humanos, como é o caso hoje. Apesar disso, os servos de Deus que sabiam que os anjos estavam ao seu lado sentiam-se muito encorajados. (2 Reis 6:14-17) Nós temos bons motivos para sentir o mesmo.

5. Como a Bíblia mostra que os anjos estão envolvidos na obra de pregação hoje em dia?

5 Os anjos de Jeová estão especialmente interessados em uma obra importante que envolve a nós. Que obra é essa? Podemos encontrar a resposta em Revelação (Apocalipse) 14:6: “Eu vi outro anjo voando pelo meio do céu, e ele tinha boas novas eternas para declarar, como boas notícias aos que moram na terra, e a toda nação, e tribo, e língua, e povo.” Essas “boas novas eternas” estão claramente relacionadas com “as boas novas do Reino”, as quais Jesus predisse que ‘seriam pregadas em toda a terra habitada, em testemunho a todas as nações’ antes do fim deste sistema. (Mateus 24:14) É claro que os anjos não pregam diretamente às pessoas. Jesus deu essa importante missão a seres humanos. (Mateus 28:19, 20) Não é bom saber que temos a ajuda dos santos anjos, criaturas espirituais sábias e poderosas, para cumprir essa missão?

6, 7. (a) O que indica que os anjos estão apoiando nossa obra de pregação? (b) O que devemos fazer para receber o apoio dos anjos de Jeová?

6 Há evidência considerável do apoio angélico à nossa obra. Por exemplo, é comum ouvirmos relatos de Testemunhas de Jeová que, enquanto participavam no ministério, encontraram pessoas que haviam orado a Deus pouco tempo antes pedindo ajuda para achar a verdade. Esses episódios ocorrem com tanta freqüência que não podem ser considerados apenas meras coincidências. Devido a tal ajuda angélica, mais e mais pessoas estão aprendendo a ‘temer a Deus e dar-lhe glória’, conforme proclamou o “anjo voando pelo meio do céu”. — Revelação 14:7.

7 Gostaria de ter o apoio dos poderosos anjos de Jeová? Então se envolva o máximo possível no ministério. (1 Coríntios 15:58) À medida que damos de nós mesmos voluntariamente  nessa designação especial da parte de Jeová, podemos contar com a ajuda de seus anjos.

Ajuda do anjo principal

8. Que posição elevada Jesus ocupa no céu, e que confiança isso nos dá?

8 Jeová também nos fornece outro tipo de ajuda angélica. Revelação 10:1 descreve um atemorizante “anjo forte” cujo “rosto era como o sol”. O anjo dessa visão evidentemente representa Jesus Cristo no poder celestial. (Revelação 1:13, 16) Será que Jesus é realmente um anjo? Em certo sentido, sim, visto que ele é um arcanjo. (1 Tessalonicenses 4:16) O que é um arcanjo? Essa palavra significa “anjo mais importante” ou “anjo principal”. De todos os filhos espirituais de Jeová, Jesus é o mais poderoso. Jeová o pôs no comando de todos os Seus exércitos angélicos. Esse arcanjo é, portanto, uma poderosa fonte de ajuda. Em que sentidos?

9, 10. (a) Como Jesus atua como nosso “ajudador” quando pecamos? (b) Como o exemplo de Jesus pode nos ajudar?

9 O idoso apóstolo João escreveu: “Se alguém cometer um pecado, temos um ajudador junto ao Pai, Jesus Cristo, um justo.” (1 João 2:1) Por que João deu a entender que Jesus é nosso “ajudador” especialmente quando ‘cometemos um pecado’? Nós pecamos todo dia, e o pecado leva à morte. (Eclesiastes 7:20; Romanos 6:23) Mas Jesus entregou sua vida como sacrifício pelos nossos pecados. E ele está ao lado de nosso misericordioso Pai para interceder em nosso favor. Todos nós precisamos dessa ajuda. Como podemos mostrar que a aceitamos? Precisamos nos arrepender de nossos pecados e buscar o perdão à base do sacrifício de Jesus. Precisamos também evitar repetir nossos pecados.

10 Além de morrer em nosso favor, Jesus deu o exemplo perfeito para nós. (1 Pedro 2:21) Seu exemplo nos orienta, ajuda-nos a traçar nosso rumo de modo que possamos evitar pecados graves e agradar a Jeová Deus. Não ficamos contentes de ter tal ajuda? Mas Jesus prometeu a seus seguidores ainda outro ajudador.

Ajuda do espírito santo

11, 12. O que é o espírito de Jeová, quanto poder ele tem, e por que precisamos dele hoje em dia?

11 Jesus prometeu: “Eu solicitarei ao Pai e ele vos dará outro ajudador para estar convosco para sempre, o espírito da verdade, que o mundo não pode receber.” (João 14:16, 17) Esse “espírito da verdade”, ou espírito santo, não é uma pessoa, mas uma força — a força ativa do próprio Jeová. Seu poder é imensurável. É a força que Jeová usou para criar o Universo, realizar milagres espetaculares e fornecer visões para revelar Sua vontade. Visto que Jeová não usa seu espírito hoje em dia como já usou no passado, será que isso significa que nós não precisamos dele?

12 Pelo contrário! Nestes “tempos críticos, difíceis de manejar”, nós precisamos do espírito de Jeová mais do que nunca. (2 Timóteo 3:1) Ele nos fortalece para permanecermos firmes ao enfrentar provações. E ajuda-nos a cultivar qualidades desejáveis que nos achegam a Jeová e a nossos irmãos espirituais. (Gálatas 5:22, 23) Como, então, podemos ser beneficiados por essa ajuda maravilhosa da parte de Jeová?

13, 14. (a) Por que podemos ter certeza de que Jeová dá generosamente espírito santo ao seu povo? (b) Que tipo de ação demonstraria que nós não aceitamos realmente a dádiva do espírito santo?

13 Primeiro, precisamos orar pedindo espírito santo. Jesus disse: “Se vós, embora iníquos,  sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o Pai, no céu, dará espírito santo aos que lhe pedirem!” (Lucas 11:13) Como esse texto mostra, Jeová é o melhor Pai que se poderia imaginar. Se pedirmos a ele espírito santo com sinceridade e fé, é inconcebível que ele nos negue essa dádiva. A questão, portanto, é: será que nós o pedimos? Temos bons motivos para pedi-lo em oração todos os dias.

14 Segundo, nós mostramos que aceitamos essa dádiva agindo em harmonia com o que pedimos. Para ilustrar: Suponhamos que um cristão esteja lutando contra o desejo de ver pornografia. Ele orou pedindo espírito santo para ajudá-lo a resistir a esse hábito imundo. Ele procurou a ajuda dos anciãos cristãos, que o aconselharam a tomar uma medida drástica: evitar sequer chegar perto de tal matéria degradante. (Mateus 5:29) Mas e se ele ignorar esse conselho e se expuser à tentação de novo? Estará agindo em harmonia com a oração que fez, pedindo a ajuda do espírito santo? Ou estará, em vez disso, correndo o risco de contristar o espírito de Deus e de não receber essa dádiva? (Efésios 4:30) De fato, todos nós precisamos fazer o máximo para nunca deixar de receber essa maravilhosa ajuda da parte de Jeová.

Ajuda da Palavra de Deus

15. Como podemos mostrar que não subestimamos o valor da Bíblia?

15 A Bíblia tem sido fonte de ajuda para os servos fiéis de Jeová há muitos séculos. Não devemos subestimar o valor das Escrituras Sagradas. Precisamos ter em mente a poderosa fonte de ajuda que a Bíblia é para nós. Mas aceitar essa ajuda requer esforço. Precisamos fazer da leitura da Bíblia parte de nossa rotina.

16, 17. (a) Como o Salmo 1:2, 3 descreve as recompensas de se ler a lei de Deus? (b) Por que podemos dizer que o Salmo 1:3 pinta um quadro que sugere trabalho árduo?

16 O Salmo 1:2, 3 diz a respeito do homem que agrada a Deus: “Seu agrado é na lei de Jeová, e na sua lei ele lê dia e noite em voz baixa. E ele há de tornar-se qual árvore plantada junto a correntes de água, que dá seu fruto na sua estação e cuja folhagem não murcha, e tudo o que ele fizer será bem sucedido.” Será que você entende o sentido desse texto? É fácil ler essas palavras e achar que elas retratam apenas um belo quadro de um ambiente pacífico — uma árvore frondosa à beira de um rio. Como seria agradável tirar uma soneca à tarde num lugar assim! Mas esse salmo não está nos incentivando a pensar em descanso. Ele pinta um quadro bem diferente, sugerindo na verdade trabalho árduo. Como assim?

17 Note que a árvore frondosa descrita aqui não está à beira de um rio simplesmente por acaso. Ela é uma árvore frutífera, “plantada” propositalmente em um local escolhido — “junto a correntes de água”. Como é que uma única árvore poderia crescer perto de mais de uma corrente de água? Ora, o dono de um pomar talvez cave canais de irrigação para levar água às raízes de suas valiosas árvores frutíferas. Agora, sim, captamos a idéia. Se nós, em sentido espiritual, crescemos fortes como aquela árvore, é porque muito trabalho foi feito em nosso benefício. Estamos associados a uma organização que traz até nós as águas puras da verdade, mas nós devemos fazer a nossa parte. Precisamos nos esforçar para absorver essa água preciosa, dedicando tempo à meditação e à pesquisa necessárias para que as verdades da Palavra de Deus penetrem em nossa mente e coração.  Desse modo nós também produziremos bons frutos.

18. Como podemos encontrar respostas bíblicas às nossas perguntas?

18 A Bíblia não servirá para nada se ficar fechada numa estante. Além disso, ela não é um amuleto, ou um talismã — como se pudéssemos fechar os olhos, abri-la numa página qualquer e esperar uma resposta aparecer diante de nós. Quando temos de tomar decisões, precisamos cavar em busca do “conhecimento de Deus” como se fosse um tesouro enterrado. (Provérbios 2:1-5) Muitas vezes é preciso fazer pesquisa diligente e cuidadosa para achar conselhos bíblicos que atendam a nossas necessidades específicas. Nós temos muitas publicações bíblicas para nos ajudar nessa busca. Quando as usamos para cavar ansiosamente em busca das jóias de sabedoria na Palavra de Deus, estamos realmente tirando proveito da ajuda de Jeová.

Ajuda por meio de companheiros de adoração

19. (a) Por que os artigos em A Sentinela e Despertai! podem ser encarados como ajuda fornecida por meio de companheiros de adoração? (b) Como você já foi ajudado por um artigo específico de uma de nossas revistas?

19 Jeová sempre usou seus servos humanos como fonte de ajuda uns para os outros. Será que Jeová mudou nesse respeito? De forma alguma. Sem dúvida, cada um de nós consegue se lembrar de ocasiões em que recebeu de companheiros de adoração exatamente a ajuda que precisava, no momento certo. Por exemplo, será que você consegue se lembrar de algum artigo em A Sentinela ou Despertai! que o consolou quando necessário, que o ajudou a resolver um problema ou a enfrentar um desafio à sua fé? Jeová fez essa ajuda chegar a você por meio do “escravo fiel e discreto”, designado para fornecer “alimento no tempo apropriado”. — Mateus 24:45-47.

20. De que maneiras os anciãos cristãos são “dádivas em homens”?

20 Mas muitas vezes a ajuda que recebemos de companheiros de adoração é mais direta. Um ancião cristão faz um discurso que toca nosso coração, ou faz uma visita de pastoreio que nos ajuda a suportar uma situação difícil, ou nos dá bondosamente um conselho que nos ajuda a reconhecer e superar uma fraqueza. Uma cristã, sentindo-se grata, escreveu o seguinte a respeito da ajuda que um ancião lhe deu: “No serviço de campo, ele tirou tempo para me incentivar a expressar meus sentimentos. Exatamente na noite anterior, eu havia orado a Jeová, pedindo que providenciasse alguém com quem pudesse conversar. No  dia seguinte, então, o irmão falou comigo de modo compreensivo. Ele me ajudou a ver como Jeová já vinha me ajudando por anos. Sou grata a Jeová por ter enviado esse ancião para falar comigo.” De todas essas maneiras, os anciãos cristãos mostram que são “dádivas em homens”, um presente de Jeová por meio de Jesus Cristo para nos ajudar a perseverar no caminho da vida. — Efésios 4:8.

21, 22. (a) Qual é o resultado quando os membros da congregação aplicam o conselho que se encontra em Filipenses 2:4? (b) Por que mesmo os pequenos gestos de bondade são importantes?

21 Além dos anciãos, cada cristão fiel deseja pôr em prática a recomendação inspirada de não visar, “em interesse pessoal, apenas os [seus] próprios assuntos, mas também, em interesse pessoal, os dos outros”. (Filipenses 2:4) Quando os membros da congregação aplicam esse conselho, o resultado são belos atos bondosos. Por exemplo, certa família sofreu repentinamente uma terrível tragédia. O pai havia levado sua filhinha para fazer compras com ele. No caminho de volta para casa, sofreram um acidente de trânsito. A filha morreu, e o pai ficou gravemente ferido. Depois de sair do hospital, ele ficou por algum tempo tão incapacitado que não podia fazer nada sem ajuda. Sua esposa ficou tão abalada emocionalmente que não conseguia cuidar dele sozinha. De modo que um casal na congregação os acolheu na sua casa e cuidou deles por algumas semanas.

22 É claro que nem todos os atos bondosos envolvem tragédias e sacrifícios pessoais como esses. Às vezes recebemos ajuda em escala muito menor. Mas nós apreciamos quando outros demonstram bondade conosco, por menor que seja o gesto, não é mesmo? Consegue se lembrar de ocasiões em que uma palavra ou um ato bondoso de um irmão ou uma irmã foi exatamente a ajuda que você precisava? Jeová muitas vezes cuida de nós dessa maneira. — Provérbios 17:17; 18:24.

23. Como Jeová encara nosso esforço de ajudar uns aos outros?

23 Gostaria de ter o privilégio de ser usado por Jeová para ajudar outros? Isso só depende de você. Jeová aprecia tal esforço da sua parte. A Sua palavra diz: “Aquele que mostra favor ao de condição humilde está emprestando a Jeová, e Ele lhe retribuirá o seu tratamento.” (Provérbios 19:17) Dar de nós mesmos a nossos irmãos e irmãs traz muita alegria. (Atos 20:35) Quem prefere se isolar não sente a alegria de dar essa ajuda nem o encorajamento resultante de recebê-la. (Provérbios 18:1) Portanto, sejamos fiéis em freqüentar as reuniões cristãs para que possamos encorajar uns aos outros. — Hebreus 10:24, 25.

24. Por que não devemos sentir-nos em desvantagem por não testemunhar hoje milagres espetaculares como os que Jeová realizou no passado?

24 Não é um prazer observar como Jeová nos ajuda de diversas formas? Embora não vivamos numa época em que Jeová realiza milagres espetaculares para cumprir seus propósitos, não precisamos nos sentir em desvantagem. O que realmente importa é que Jeová dá a todos nós a ajuda que precisamos para permanecer fiéis. E se juntos perseverarmos com fé, viveremos para ver os atos mais espetaculares e grandiosos de Jeová em toda a história! Estejamos decididos a aceitar e a tirar pleno proveito da ajuda amorosa de Jeová. Assim poderemos dizer as mesmas palavras do texto para o ano de 2005: “Minha ajuda procede de Jeová”. — Salmo 121:2.

Qual a sua resposta?

Como Jeová usa os meios abaixo para nos dar a ajuda que precisamos hoje em dia?

• Os anjos

• Seu espírito santo

• Sua Palavra inspirada

• Companheiros de adoração

[Perguntas de Estudo]

[Foto na página 18]

É bom saber que os anjos apóiam a obra de pregação

[Foto na página 21]

Jeová pode usar um de nossos companheiros de adoração para nos dar o consolo que precisamos