Pular para conteúdo

Pular para sumário

‘Maneje corretamente a Palavra de Deus’

‘Maneje corretamente a Palavra de Deus’

 ‘Maneje corretamente a Palavra de Deus’

“Faze o máximo para te apresentar a Deus aprovado, obreiro que não tem nada de que se envergonhar, manejando corretamente a palavra da verdade.” — 2 TIMÓTEO 2:15.

1, 2. (a) Por que os trabalhadores precisam de ferramentas? (b) Em que obra participam os cristãos, e como mostram que buscam primeiro o Reino?

TRABALHADORES precisam da ajuda de ferramentas para realizar o seu trabalho. Mas não basta ter qualquer ferramenta. O operário precisa ter a ferramenta certa e usá-la de modo correto. Por exemplo, se ao construir um galpão você quisesse pregar duas tábuas juntas, precisaria ter mais do que apenas um martelo e pregos. Teria de saber como bater um prego na madeira sem entortá-lo. Tentar cravar um prego na madeira sem saber usar o martelo pode ser muito difícil e até frustrante. Mas o manejo correto de ferramentas ajuda-nos a realizar tarefas com resultados satisfatórios.

2 Por sermos cristãos, temos uma obra a realizar. Ela é de importância primária. Jesus Cristo exortou seus seguidores a “buscar primeiro o reino”. (Mateus 6:33) Como podemos fazer isso? Um modo é por sermos zelosos na pregação do Reino e na obra de fazer discípulos. Outro, é por basearmos o nosso ministério firmemente na Palavra de Deus. A boa conduta é um terceiro modo. (Mateus 24:14; 28:19, 20; Atos 8:25; 1 Pedro 2:12) Para sermos eficientes e felizes nessa tarefa cristã, precisamos ter ferramentas adequadas e saber manejá-las corretamente. Nesse respeito, o apóstolo Paulo deu um excelente exemplo como trabalhador cristão, e incentivou os concrentes a imitá-lo. (1 Coríntios 11:1; 15:10) Então, o que podemos aprender de Paulo, nosso companheiro de trabalho?

Paulo era um zeloso proclamador do Reino

3. Por que se pode dizer que o apóstolo Paulo era um zeloso trabalhador do Reino?

3 Que tipo de trabalhador era Paulo? Ele certamente era zeloso. Paulo esforçava-se arduamente, divulgando as boas novas numa ampla região mediterrânea. Esse incansável apóstolo explicou o motivo da sua entusiástica proclamação do Reino: “Se eu, agora, estou declarando as boas novas, não é razão para me jactar, pois me é  imposta a necessidade. Realmente, ai de mim se eu não declarasse as boas novas!” (1 Coríntios 9:16) Paulo estava interessado apenas em salvar a sua própria vida? De forma alguma. Ele não era egoísta. Em vez disso, queria que outros também tirassem proveito das boas novas. Ele escreveu: “Faço todas as coisas pela causa das boas novas, para tornar-me compartilhador delas com outros.” — 1 Coríntios 9:23.

4. Que ferramenta é de maior valor para os trabalhadores cristãos?

4 O apóstolo Paulo era um trabalhador modesto que se dava conta de que não podia confiar apenas nas suas próprias habilidades. Assim como o carpinteiro precisa dum martelo, Paulo precisava da ferramenta certa para fazer a verdade de Deus atingir o coração dos ouvintes. Qual era sua ferramenta principal? A Palavra de Deus, as Escrituras Sagradas. De modo similar, a Bíblia inteira é a ferramenta principal que usamos para nos ajudar a fazer discípulos.

5. Para sermos ministros eficazes, o que precisamos fazer além de citar textos bíblicos?

5 Paulo sabia que manejar corretamente a Palavra de Deus envolvia mais do que apenas citá-la. Ele usava de “persuasão”. (Atos 28:23) De que modo? Paulo usava com bom êxito a Palavra escrita de Deus para convencer muitos a aceitar a verdade do Reino. Raciocinava com eles. Por três meses numa sinagoga em Éfeso, Paulo ‘proferiu discursos e usou de persuasão a respeito do reino de Deus’. Ao passo que “alguns prosseguiam em endurecer-se e em não crer”, outros davam atenção. Em resultado do ministério de Paulo em Éfeso, “a palavra de Jeová crescia e prevalecia”. — Atos 19:8, 9, 20.

6, 7. Como Paulo glorificou o seu ministério, e como podemos fazer o mesmo?

6 Paulo, como proclamador zeloso do Reino, ‘glorificava o seu ministério’. (Romanos 11:13) De que modo? Não estava interessado em promover a si mesmo; nem se envergonhava de ser conhecido publicamente como um dos colaboradores de Deus. Em vez disso, considerava o seu ministério como a maior honra que podia ter. Paulo manejava a Palavra de Deus com habilidade e eficácia. Sua atividade produtiva incentivava outros, motivando-os a realizar o ministério mais plenamente. Isso também glorificava o seu ministério.

7 Nós, assim como Paulo, podemos glorificar nosso serviço como ministros usando freqüente e eficazmente a Palavra de Deus. Em todas as modalidades do ministério de campo, nosso objetivo deve ser o de transmitir algo das Escrituras ao maior número de pessoas que for possível. Como podemos fazer isso com persuasão? Considere três maneiras importantes: (1) Chamar atenção à Palavra de Deus dum modo que suscite respeito por ela. (2) Explicar e mostrar como pôr em prática o que a Bíblia diz, fazendo isso com tato. (3) Raciocinar de modo convincente à base das Escrituras.

8. Que ferramentas para pregar o Reino temos hoje em dia, e como você as tem usado?

8 Os atuais proclamadores do Reino têm ferramentas que não estavam disponíveis a Paulo durante o seu ministério. Essas incluem livros, revistas, brochuras, convites, tratados e gravações de áudio e vídeo. No século passado, usavam-se também cartões de testemunho, fonógrafos, carros com alto-falantes e transmissões de rádio. Naturalmente, a nossa melhor ferramenta é a Bíblia, e temos de fazer bom uso desse instrumento indispensável.

Nosso ministério tem de estar firmemente arraigado na Palavra de Deus

9, 10. Referente ao uso da Palavra de Deus, o que podemos aprender do conselho que Paulo deu a Timóteo?

9 Como podemos usar a Palavra de Deus como ferramenta eficaz? Por acatarmos as palavras de Paulo ao seu colaborador Timóteo: “Faze o máximo para te apresentar a Deus aprovado, obreiro que não tem nada de que se envergonhar, manejando corretamente a palavra da  verdade.” (2 Timóteo 2:15) O que envolve ‘manejar corretamente a palavra da verdade’?

10 A palavra grega traduzida “manejar corretamente” significa literalmente “cortar reto” ou “abrir caminho em linha reta”. Nas Escrituras Gregas Cristãs, usa-se esse termo apenas na admoestação de Paulo a Timóteo. A mesma palavra poderia ser usada para descrever um sulco reto numa roça. Um sulco torto certamente seria motivo de constrangimento para um agricultor experiente. A fim de ser um “obreiro que não tem nada de que se envergonhar”, lembrou-se a Timóteo que não se admitia nenhum desvio dos verdadeiros ensinos da Palavra de Deus. Timóteo não poderia permitir que seus conceitos pessoais influenciassem seu ensino. Ele devia basear sua pregação e seu ensino estritamente nas Escrituras. (2 Timóteo 4:2-4) Desse modo, pessoas sinceras seriam levadas a ter o pensamento de Jeová sobre os assuntos, e a não adotar a filosofia do mundo. (Colossenses 2:4, 8) O mesmo se dá hoje.

Temos de ter uma boa conduta

11, 12. Como a nossa conduta influencia o manejo correto da Palavra de Deus?

11 Temos de fazer mais do que apenas manejar corretamente a Palavra de Deus ao proclamar as suas verdades. Nossa conduta tem de se harmonizar com ela. “Somos colaboradores de Deus”, de modo que não podemos ser trabalhadores hipócritas. (1 Coríntios 3:9) A Palavra de Deus diz: “Tu, pois, que ensinas outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas: ‘Não furtes’, furtas? Tu, que dizes: ‘Não cometas adultério’, cometes adultério? Tu, que expressas a tua abominação dos ídolos, roubas templos?” (Romanos 2:21, 22) Portanto, como trabalhadores de Deus hoje  em dia, um modo de manejarmos corretamente a Palavra dele é por acatarmos esta admoestação: “Confia em Jeová de todo o teu coração e não te estribes na tua própria compreensão. Nota-o em todos os teus caminhos, e ele mesmo endireitará as tuas veredas.” — Provérbios 3:5, 6.

12 Que resultados podemos esperar por manejarmos corretamente a Palavra de Deus? Considere o poder que a Palavra escrita de Deus é capaz de exercer na vida de pessoas sinceras.

A Palavra de Deus tem poder transformador

13. Que efeito pode ter sobre a pessoa a aplicação da Palavra de Deus?

13 Quando se aceita a mensagem da Palavra de Deus como autoridade, ela exerce uma influência dinâmica que ajuda as pessoas a fazer notáveis mudanças na vida. Paulo havia visto a palavra de Deus em ação e presenciado seu bom efeito sobre os que se tornaram cristãos na antiga Tessalônica. Por isso, ele lhes disse: “É também por isso que agradecemos a Deus incessantemente, porque, quando recebestes a palavra de Deus, que ouvistes de nós, vós a aceitastes, não como a palavra de homens, mas, pelo que verazmente é, como a palavra de Deus, que também está operando em vós, crentes.” (1 Tessalonicenses 2:13) Para esses cristãos — na verdade, para todos os verdadeiros seguidores de Cristo — o raciocínio do homem não se compara com a sabedoria suprema de Deus. (Isaías 55:9) Os tessalonicenses ‘aceitaram a palavra sob muita tribulação, com alegria de espírito santo’, e tornaram-se exemplos para outros crentes. — 1 Tessalonicenses 1:5-7.

14, 15. Qual é o poder da mensagem da Palavra de Deus, e por que é assim?

14 A Palavra de Deus é dinâmica, assim como o seu Originador, Jeová, o “Deus vivente”. Por meio de sua palavra “foram feitos os próprios céus”, palavra essa que sempre ‘terá êxito certo naquilo para que é enviada’. (Hebreus 3:12; Salmo 33:6; Isaías 55:11) Um erudito bíblico comentou: “Deus não se separa da sua Palavra. Ele não a repudia como se fosse algo alheio a ele. . . . Por isso, ela nunca é um assunto morto, não importa o que se faça com ela; pois é um vínculo de união com o Deus vivente.”

15 Qual é o poder da mensagem que se origina da Palavra de Deus? Ela tem um enorme poder. Paulo escreveu apropriadamente: “A palavra de Deus é viva e exerce poder, e é mais afiada do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão da alma e do espírito, e das juntas e da sua medula, e é capaz de discernir os pensamentos e as intenções do coração.” — Hebreus 4:12.

16. Até que ponto a Palavra de Deus pode mudar alguém?

16 A mensagem na Palavra escrita de Deus é “mais afiada do que qualquer espada de dois gumes”. Ela consegue chegar ao íntimo da pessoa, com força muito maior do que qualquer instrumento ou ferramenta humanos, e pode mudar o que ela é por dentro, influenciando seu modo de pensar e o que ela ama, tornando seu trabalho aceitável e piedoso. Que ferramenta poderosa ela é!

17. Descreva o poder transformador da Palavra de Deus.

17 A Palavra de Deus revela o que alguém realmente é no íntimo, em contraste com o que a pessoa pensa que é ou o que deixa transparecer aos outros. (1 Samuel 16:7) Até mesmo uma pessoa perversa pode fingir que é benevolente e piedosa para esconder o que realmente é no íntimo. Os maus apresentam uma fachada falsa por motivos ruins. Os orgulhosos usam uma máscara de humildade fingida, ao passo que desejam aplausos de outros. No entanto, por expor o que realmente há no coração, a Palavra de Deus pode mover fortemente alguém humilde a se livrar da velha personalidade e se “revestir da nova personalidade, que foi criada segundo a vontade de Deus, em verdadeira justiça e lealdade”. (Efésios 4:22-24) Os ensinos da Palavra de Deus também podem transformar pessoas tímidas em destemidas Testemunhas de Jeová e zelosos proclamadores do Reino. — Jeremias 1:6-9.

18, 19. Com base nestes parágrafos, ou em experiências pessoais no serviço de campo, mostre como a verdade bíblica pode mudar a atitude duma pessoa.

 18 O poder transformador da Palavra de Deus tem bom efeito sobre as pessoas em toda a parte. Por exemplo, proclamadores do Reino de Phnom Penh, no Camboja, pregavam duas vezes por mês na província de Kompong Cham. Uma senhora, pastora de uma igreja da localidade, depois de ouvir outros pastores falarem contra as Testemunhas de Jeová, providenciou um encontro com elas da próxima vez que visitassem a província. Fez uma série de perguntas sobre a celebração de dias santos e escutou bem à medida que raciocinaram com ela à base das Escrituras. Depois ela exclamou: “Sei agora que aquilo que os meus co-pastores falaram sobre vocês não é verdade! Eles afirmaram que vocês não usam a Bíblia, mas esta manhã vocês a usaram o tempo todo!”

19 Essa senhora continuou a ter conversas bíblicas com as Testemunhas e não deixou que as ameaças de removê-la do cargo de pastora a impedissem de fazer isso. Ela mencionou suas conversas bíblicas a uma amiga, e esta também começou a estudar a Bíblia com as Testemunhas. Essa amiga ficou tão entusiasmada com o que aprendia, que num dos cultos na igreja se sentiu motivada a dizer: “Venham estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová!” Logo depois, a ex-pastora e outros também passaram a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová.

20. Como a experiência duma senhora de Gana ilustra o poder da Palavra de Deus?

20 O poder da Palavra de Deus também pode ser visto no caso de Paulina, uma senhora de Gana. Uma proclamadora do Reino por tempo integral realizou com ela um estudo bíblico no livro Conhecimento Que Conduz à Vida Eterna. * Paulina, cujo casamento era polígamo, percebeu a necessidade de fazer mudanças, mas o marido dela e todos os seus parentes se opuseram violentamente. Seu avô, juiz dum tribunal superior e ancião duma igreja, tentou dissuadi-la por fazer uma aplicação errada de Mateus 19:4-6. O juiz se expressava com autoridade, mas Paulina logo percebeu que a situação era similar a quando Satanás torceu as Escrituras ao tentar Jesus Cristo. (Mateus 4:5-7) Ela se lembrou da declaração específica de Jesus sobre o casamento, de que Deus criou homem e mulher, não homem e mulheres, e que os dois, não três, deviam tornar-se uma só carne. Ela não desistiu da sua decisão e finalmente lhe foi concedido o costumeiro divórcio do casamento polígamo. Logo Paulina se batizou e se tornou uma feliz proclamadora do Reino.

Continue a manejar corretamente a Palavra de Deus

21, 22. (a) Qual deve ser a nossa determinação como proclamadores do Reino? (b) O que consideraremos no próximo artigo?

21 A Palavra escrita de Deus realmente é uma poderosa ferramenta que podemos usar para ajudar outros a fazer mudanças na vida, a fim de se achegarem a Jeová. (Tiago 4:8) Assim como trabalhadores hábeis usam ferramentas para obter bons resultados, estejamos decididos a fazer esforço sério para usar habilmente a Palavra de Deus, a Bíblia, na obra que Deus nos deu como proclamadores do Reino.

22 Como podemos usar mais eficazmente as Escrituras na obra de fazer discípulos? Um modo é por desenvolvermos as nossas habilidades como instrutores convincentes. Queira dar a sua atenção ao próximo artigo, que sugere modos de ensinar e ajudar outros a aceitar a mensagem do Reino.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 20 Publicado pelas Testemunhas de Jeová.

Lembra-se?

• Quais são as ferramentas disponíveis aos proclamadores do Reino?

• De que modo Paulo foi um exemplo como trabalhador do Reino?

• O que está envolvido no manejo correto da Palavra de Deus?

• De que modo a Palavra escrita de Jeová é uma ferramenta poderosa?

[Perguntas de Estudo]

[Fotos na página 10]

Algumas ferramentas usadas pelos cristãos na proclamação do Reino