Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

Quando um cristão alega ouvir vozes, significa isso necessariamente que está sofrendo ataques de demônios?

Não. Embora se tenha relatado que os demônios se manifestam assim, muitas pessoas que ouvem vozes ou têm outras inexplicáveis sensações perturbadoras ficaram sabendo, depois de analisar o assunto, que têm um problema clínico.

Mesmo no primeiro século, evidentemente se reconhecia que ataques demoníacos e condições físicas às vezes produzem efeitos similares. Lemos em Mateus 17:14-18 a respeito dum menino que foi curado por Jesus. Embora o menino apresentasse graves sintomas de epilepsia, seu sofrimento era realmente causado por um demônio. Todavia, numa ocasião anterior, quando se trouxeram a Jesus multidões de sofredores para serem curados, esses incluíam alguns ‘possessos de demônios e epilépticos’. (Mateus 4:24) Evidentemente, reconhecia-se que alguns epilépticos não estavam possessos por demônios. O problema deles era físico.

Relata-se que alguns dos que têm esquizofrenia, uma doença muitas vezes tratável com medicamentos, ouvem vozes ou apresentam outros sintomas que podem parecer misteriosos. * Outras condições físicas também podem causar confusão mental, que alguns poderiam erroneamente deduzir que são provocadas por demônios. Portanto, mesmo quando alguém que diz ouvir vozes ou ter outras sensações perturbadoras não queira descartar a possibilidade de molestações demoníacas, deve-se incentivá-lo sem falta a verificar se há uma explicação física para os sintomas.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 5 Veja “Acabando com o Mistério da Doença Mental”, no número de 8 de setembro de 1986 de Despertai!, revista associada de A Sentinela.