Pular para conteúdo

Pular para sumário

Como alguns obtiveram respostas

Como alguns obtiveram respostas

 Como alguns obtiveram respostas

MILHÕES de pessoas fazem orações. Algumas estão convencidas de que suas orações são respondidas. Outras se perguntam se as suas orações são mesmo ouvidas. Há ainda aquelas que procuram obter respostas, mas não pensaram em fazer seus pedidos em oração a Deus.

A Bíblia identifica o verdadeiro Deus como “Ouvinte de oração”. (Salmo 65:2) Se você faz orações, tem certeza de que são dirigidas ao verdadeiro Deus? São as suas orações do tipo que Deus responde?

Para muitos, ao redor da Terra, a resposta tem sido sim! Como obtiveram as respostas? O que aprenderam?

Deus — quem é ele?

Uma professora em Portugal, que havia sido instruída por freiras e sacerdotes, praticava sinceramente a sua crença. Quando a Igreja fez mudanças e abandonou práticas que antes ensinava como importantes, ela ficou confusa. Em uma viagem a outro país, conheceu as religiões orientais e começou a se perguntar se havia um único Deus verdadeiro. Como devia adorá-lo? Quando suas perguntas ao seu sacerdote sobre a Bíblia foram descartadas, ela ficou desapontada.

A Igreja Católica havia mandado circular um panfleto na cidade dessa professora, advertindo os paroquianos a não conversarem com as Testemunhas de Jeová. Mas as perguntas dela persistiram. Certo dia, quando as Testemunhas bateram na sua porta, ela escutou e mostrou-se interessada no que ouviu. Foi a primeira vez que falou com elas.

Para obter as respostas às suas muitas perguntas, essa senhora começou a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová. Cada semana, ela tinha uma grande lista de perguntas para fazer-lhes. Queria saber o nome de Deus, se ele era o único Deus verdadeiro, se aprovava o uso de imagens na adoração, e muitas outras coisas. Notou que todas as respostas que recebia eram da Bíblia, não opiniões pessoais, de modo que estava surpresa e gostando do que aprendia. Aos poucos, obteve todas as respostas  que queria. Hoje, ela adora a Jeová com espírito e verdade, conforme Jesus Cristo disse que “os verdadeiros adoradores” fariam. — João 4:23.

Em Sri Lanka, uma família lia regularmente a Bíblia juntos, mas não obtiveram respostas a muitas perguntas que eram importantes para eles. Embora precisassem de ajuda, seu sacerdote não conseguia provê-la. As Testemunhas de Jeová, porém, visitaram essa família e lhes deixaram proveitosas publicações bíblicas. Mais tarde, quando as Testemunhas de Jeová deram à família respostas satisfatórias às suas perguntas bíblicas, concordaram em ter um estudo bíblico. Ficaram muito interessados com o que aprenderam nos estudos.

Mesmo assim, a doutrinação que a esposa recebera na igreja durante a infância a impedia de ver que o Pai de Jesus Cristo é “o único Deus verdadeiro”, como o próprio Jesus disse. (João 17:1, 3) Fora-lhe ensinado que Jesus é igual ao Pai, e que esse “mistério” não devia ser questionado. Sincera e desesperadamente ela orou a Jeová, usando o nome dele, e pediu que lhe mostrasse quem é Jesus. Depois examinou de novo, com atenção, os textos bíblicos relacionados ao assunto. (João 14:28; 17:21; 1 Coríntios 8:5, 6) Como se tivessem caído escamas dos seus olhos, ela viu então claramente que Jeová — o Criador do céu e da Terra, e o Pai de Jesus Cristo — é o verdadeiro Deus. — Isaías 42:8; Jeremias 10:10-12.

Sofrimento — Por que existe?

O homem Jó sofreu num grau extremo. Todos os seus filhos foram mortos num temporal, e ele foi reduzido a pobreza. Sofreu também de uma doença dolorosa e suportou falsos amigos. Em meio a tudo isso, Jó fez algumas declarações irrefletidas. (Jó 6:3) Mas Deus levou em consideração as circunstâncias. (Jó 35:15) Sabia o que havia no coração de Jó e deu o conselho que ele precisava. Deus faz isso também para as pessoas hoje.

Em Moçambique, Castro tinha apenas dez anos de idade quando sua mãe faleceu. Ele ficou arrasado. “Por que ela tinha de morrer e nos abandonar?”, perguntou. Embora tivesse sido criado numa família temente a Deus, nada lhe fazia sentido naquela situação. O que podia acalmar-lhe a mente e o coração? Ele obteve consolo ao ler uma pequena Bíblia em chicheva e ao falar com seus irmãos mais velhos sobre o que leu.

Aos poucos, Castro passou a dar-se conta de que sua mãe não tinha falecido por causa duma injustiça da parte de Deus, mas devido à imperfeição herdada. (Romanos 5:12; 6:23) A promessa bíblica duma ressurreição deu-lhe o maior consolo, porque via nisso a base para confiar em que veria sua mãe outra vez. (João 5:28, 29; Atos 24:15) Lamentavelmente, apenas quatro anos mais tarde, seu pai faleceu. Esta vez, porém, Castro estava em melhores condições para lidar com a perda. Hoje, ele ama a Jeová e usa lealmente a sua vida no serviço de Deus. A alegria que obteve é evidente a todos os que o conhecem.

Muitos dos que perderam entes queridos se consolam com as mesmas verdades bíblicas que deram consolo a Castro. Alguns dos que sofreram grandes dificuldades por causa de pessoas iníquas perguntam, assim como fez Jó: “Por que é que os próprios iníquos continuam vivendo?” (Jó 21:7) Quando as pessoas realmente escutam as respostas que Deus dá na Sua Palavra, descobrem que o modo de Deus resolver os assuntos resulta de fato em bem para elas. — 2 Pedro 3:9.

Barbara, criada nos Estados Unidos, não passou pelos horrores de uma guerra. Mas cresceu num mundo em que sempre houve guerras. Notícias sobre as atrocidades da guerra eram diárias. Durante os seus anos de escola, ela ficou intrigada com acontecimentos na História que se desenrolaram dum modo que parecia ser imprevisível. Qual era o motivo disso? Deus se importava com o que estava acontecendo? Ela acreditava que Deus existe, mas tinha sentimentos confusos a respeito dele.

No entanto, aos poucos o modo de Barbara encarar a vida mudou, em resultado da sua  associação com as Testemunhas de Jeová. Dava ouvidos ao que elas diziam e estudava com elas. Assistia às reuniões no Salão do Reino. Até mesmo assistiu a um dos seus grandes congressos. Além disso, quando fazia perguntas, notava que não recebia opiniões diferentes de cada Testemunha de Jeová. Antes, elas falavam de comum acordo, porque seu modo de pensar se baseava na Bíblia.

As Testemunhas usaram a Bíblia para apresentar provas de que o mundo é influenciado pelo seu governante, Satanás, o Diabo, e reflete o seu espírito. (João 14:30; 2 Coríntios 4:4; Efésios 2:1-3; 1 João 5:19) Explicaram que os acontecimentos que intrigavam Barbara foram preditos na Bíblia. (Daniel, capítulos 2, 7 e 8) Deus os predisse, porque tem a capacidade de ver o futuro quando assim o deseja. Alguns desses acontecimentos tinham sido causados por Deus. Outros ele simplesmente permitiu que ocorressem. As Testemunhas mostraram a Barbara que a Bíblia prediz também os bons e os maus acontecimentos dos nossos dias, e explica o sentido deles. (Mateus 24:3-14) Mostraram-lhe as promessas bíblicas de um novo mundo em que prevalecerá a justiça, e o sofrimento será coisa do passado. — 2 Pedro 3:13; Revelação (Apocalipse) 21:3, 4.

Aos poucos, Barbara começou a entender que Jeová não é responsável pelo sofrimento humano. Ele poderia obrigar os humanos a obedecer os seus mandamentos e assim evitar o sofrimento. Mas não faz isso. (Deuteronômio 30:19, 20) Deus tem feito provisões para vivermos para sempre em felicidade, mas ele nos dá agora a oportunidade de mostrar se iremos viver em harmonia com seus modos justos. (Revelação 14:6, 7) Barbara resolveu aprender os requisitos de Deus e viver segundo eles. Encontrou também entre as Testemunhas de Jeová o tipo de amor que Jesus disse que identificaria os seus verdadeiros seguidores. — João 13:34, 35.

Você também pode beneficiar-se das provisões que a ajudaram.

A vida que tem sentido

Até mesmo aqueles cuja vida parece ser boa podem estar procurando respostas a perguntas que os deixam perplexos. Por exemplo, Matthew, um jovem na Grã-Bretanha, sempre teve um profundo anseio de encontrar o verdadeiro Deus e de saber o objetivo da vida. Seu pai faleceu quando Matthew tinha 17 anos de idade. Depois disso, ele se formou em música numa universidade. Passou então a aperceber-se cada vez mais da futilidade do seu modo de vida materialista. Saiu de casa para viver em Londres, e ali passou a envolver-se com drogas, casas noturnas, astrologia, espiritismo, zen-budismo e outras filosofias — tudo na busca de um modo de vida feliz. Desesperado, clamou a Deus para ajudá-lo a encontrar a verdade.

Dois dias depois, Matthew encontrou um velho amigo e explicou-lhe a situação que estava passando. Esse homem havia estudado com as Testemunhas de Jeová. Quando seu amigo lhe mostrou o texto de 2 Timóteo 3:1-5, Matthew ficou espantado ao notar a exatidão com que a Bíblia descreve o mundo em nossa volta. Quando leu o Sermão do Monte, ficou comovido. (Mateus, capítulos 5-7) No começo, ele hesitou, porque havia lido uma matéria que criticava as Testemunhas de Jeová, mas finalmente decidiu assistir às reuniões num Salão do Reino próximo.

Matthew gostou do que ouviu e passou a estudar a Bíblia com um dos anciãos da congregação. Em pouco tempo deu-se conta de que aquilo que estava aprendendo era o que havia procurado, a resposta à sua oração a Deus. Passou a sentir os benefícios de abandonar as práticas que desagradam a Jeová. Ao cultivar um temor salutar de Deus, sentiu-se motivado a harmonizar sua vida com os mandamentos Dele. Matthew aprendeu que este tipo de vida tem verdadeiro sentido. — Eclesiastes 12:13.

Matthew ou os outros mencionados neste artigo não estavam predeterminados a encontrar um modo de vida feliz. No entanto, eles aprenderam que Jeová Deus tem um propósito  amoroso para todos os que de bom grado escolhem obedecer aos Seus mandamentos. (Atos 10:34, 35) Esse propósito inclui a vida eterna num mundo sem guerra, sem doença e fome, e até mesmo sem a morte. (Isaías 2:4; 25:6-8; 33:24; João 3:16) É isso o que você deseja? Nesse caso, poderá aprender mais sobre como levar uma vida gratificante por assistir às reuniões que são baseadas na Bíblia num Salão do Reino das Testemunhas de Jeová. Você está cordialmente convidado.

[Foto na página 7]

Ore sinceramente a Deus, usando o nome pessoal dele

[Foto na página 7]

Estude a Bíblia com os que realmente ensinam o que ela contém

[Fotos na página 7]

Assista às reuniões no Salão do Reino

[Crédito da foto na página 4]

Caminhante: Chad Ehlers/Index Stock Photography