Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

Devemos concluir, com base em Revelação (Apocalipse) 20:8, que um vasto número de pessoas será desencaminhado por Satanás na prova final?

Revelação 20:8 descreve o ataque final de Satanás contra as pessoas que estarão vivendo na Terra no fim do reinado milenar de Cristo. Falando de Satanás, o versículo diz: “Ele sairá para desencaminhar aquelas nações nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de ajuntá-los para a guerra. O número destes é como a areia do mar.”

Apesar do progresso nos métodos e instrumentos científicos, “a areia do mar” continua a ser uma quantidade ou número desconhecido. De modo que se pode dizer que essa expressão representa um número desconhecido ou indeterminado. Mas será que dá a entender um número enorme, avassalador, mesmo astronômico, ou é simplesmente um número desconhecido, embora expressivo ou significativo?

Na Bíblia, a expressão “como a areia do mar” é usada de diversas maneiras. Por exemplo, lemos em Gênesis 41:49: “José continuou a amontoar cereal em quantidade muito grande, como a areia do mar, até que por fim desistiram de contá-lo, porque era sem número.” Aqui se dá ênfase ao fato de que o cereal era incontável. Do mesmo modo, Jeová declarou: “Assim como não se pode contar o exército dos céus, nem se pode medir a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo.” Assim como as estrelas no céu e a areia do mar são incontáveis, com a mesma certeza Jeová cumprirá a promessa feita a Davi. — Jeremias 33:22.

A expressão “a areia do mar” muitas vezes se refere a algo de quantidade ou tamanho expressivo e notável. Os israelitas em Gilgal ficaram muito agitados com o exército filisteu ajuntado em Micmás, que era “em multidão como os grãos de areia que há à beira do mar”. (1 Samuel 13:5, 6; Juízes 7:12) E “Deus continuou a dar a Salomão sabedoria e entendimento em medida muito grande, bem como largueza de coração, igual à areia que há à beira do mar”. (1 Reis 4:29) Embora o que foi mencionado em cada caso fosse de tamanho expressivo, ainda era finito.

“A areia do mar” pode também representar um número desconhecido, sem ser necessariamente um número enorme. Jeová disse a Abraão: “Seguramente multiplicarei o teu descendente como as estrelas dos céus e como os grãos de areia que há à beira do mar.” (Gênesis 22:17) Mencionando a mesma promessa a Jacó, neto de Abraão, Jeová usou a expressão “as partículas de pó da terra”, que Jacó repetiu como sendo “os grãos de areia do mar”. (Gênesis 28:14; 32:12) Acontece que, além de Jesus Cristo, o “descendente” de Abraão é composto de 144.000, que Jesus chamou de “pequeno rebanho”. — Lucas 12:32; Gálatas 3:16, 29; Revelação 7:4; 14:1, 3.

O que aprendemos desses exemplos? Que a expressão “como a areia do mar” nem sempre significa um número infinito, astronômico e nem sempre é usada para descrever algo enorme ou avassalador. Muitas vezes representa um número desconhecido, mas relativamente grande. De modo que é razoável crer que a multidão rebelde que apoiará Satanás no seu ataque final contra o povo de Deus não será vasta, ou imensa, mas expressiva e grande o suficiente para ser uma ameaça. No entanto, o número ainda continua desconhecido.