Pular para conteúdo

Pular para sumário

É seu ensino eficaz?

É seu ensino eficaz?

 É seu ensino eficaz?

PAIS, anciãos, proclamadores das boas novas — todos precisam ser instrutores. Os pais ensinam os filhos, os anciãos ensinam os membros da congregação cristã, e os pregadores das boas novas ensinam os recém-interessados. (Deuteronômio 6:6, 7; Mateus 28:19, 20; 1 Timóteo 4:13, 16) O que você pode fazer para tornar seu ensino mais eficaz? Em primeiro lugar, poderá imitar o exemplo e o método de instrutores hábeis mencionados na Palavra de Deus. Esdras era um desses instrutores.

Aprenda do exemplo de Esdras

Esdras era um sacerdote arônico, que há uns 2.500 anos viveu em Babilônia. No ano 468 AEC, ele foi a Jerusalém para promover a adoração pura entre os judeus que moravam ali. (Esdras 7:1, 6, 12, 13) Esta tarefa exigia que ele ensinasse ao povo a Lei de Deus. O que fez Esdras para garantir a eficácia do seu ensino? Tomou diversas medidas necessárias. Note estas medidas conforme registradas em Esdras 7:10:

“O próprio Esdras tinha [1] preparado seu coração [2] para consultar a lei de Jeová e [3] para praticá-la, e [4] para ensinar regulamento e justiça em Israel.” Vejamos brevemente cada uma destas medidas e o que podemos aprender delas.

“O próprio Esdras tinha preparado seu coração”

Assim como o agricultor primeiro prepara o solo, arando-o antes de lançar sementes, Esdras preparou seu coração para receber a palavra de Deus fazendo muita oração. (Esdras 10:1) Em outras palavras, ele ‘inclinou o coração’ ao ensino de Jeová. — Provérbios 2:2.

De modo similar, a Bíblia diz que o Rei Jeosafá tinha “preparado [o] coração para buscar o verdadeiro Deus”. (2 Crônicas 19:3) Em contraste com isso, a geração de israelitas “que não preparara seu coração” é descrita como “obstinada e rebelde”. (Salmo 78:8) Jeová vê “a pessoa secreta do coração”. (1 Pedro 3:4) Deveras, ele “ensinará aos mansos o seu caminho”. (Salmo 25:9) Portanto, como é importante que os instrutores de hoje sigam o exemplo de Esdras por primeiro orarem para preparar o coração!

 “Para consultar a lei de Jeová”

A fim de ser um instrutor hábil, Esdras consultava a Palavra de Deus. Se você consultasse um médico, não prestaria muita atenção a ele e se certificaria de entender tudo o que ele dissesse ou prescrevesse? Sem dúvida, pois a sua saúde estaria em jogo. Portanto, quanto mais devemos dar detida atenção ao que Jeová nos diz, ou prescreve, por meio da sua Palavra, a Bíblia, e por meio do “escravo fiel e discreto”. Afinal, o conselho dele envolve a nossa vida! (Mateus 4:4; 24:45-47) Naturalmente, é possível que um médico erre, mas “a lei de Jeová é perfeita”. (Salmo 19:7) Nunca precisaremos de uma segunda opinião.

Os livros bíblicos de Crônicas (originalmente escritos por Esdras em um só volume) mostram que ele realmente era um estudante aplicado. Para escrever esses livros, ele recorreu a várias fontes. * Os judeus, recém-chegados de Babilônia, precisavam de um resumo da história da sua nação. Tinham conhecimento limitado das observâncias da sua religião, dos ofícios no templo e das tarefas dos levitas. Os registros genealógicos eram de vital importância para eles. Esdras prestava atenção especial a tais assuntos. Até a chegada do Messias, os judeus deviam continuar como nação com sua própria terra, um templo, um sacerdócio e um governador. Graças às informações compiladas por Esdras, podiam-se preservar a união e a adoração verdadeira.

Como se comparam seus hábitos de estudo com os de Esdras? O estudo diligente da Bíblia lhe ajudará a ser um instrutor eficaz dela.

‘Consulte a lei de Jeová’ em família

Consultar a lei de Jeová não se restringe ao estudo pessoal. O estudo em família também é uma excelente oportunidade para isso.

Jan e Julia, um casal da Holanda, têm lido em voz alta para os seus dois filhos desde o nascimento deles. Hoje, Ivo tem 15 anos e Edo tem 14. Uma vez por semana, eles ainda realizam um estudo em família. Jan explica: “Nosso objetivo principal não é abranger muita matéria durante o estudo, mas que os meninos compreendam o que é considerado.” Ele acrescenta: “Os meninos fazem muita pesquisa. Verificam palavras novas e personagens bíblicos que não conhecem — quando viviam, quem eram, qual era a sua ocupação, e assim por diante. Desde que aprenderam a ler, eles têm consultado livros tais como Estudo Perspicaz das Escrituras, dicionários e enciclopédias. Isto torna o estudo em família muito mais agradável. Os meninos sempre estão animados para o estudo.” Como benefício adicional, ambos estão entre os melhores alunos da classe no que se refere a habilidades lingüísticas.

John e Tini, outro casal da Holanda, estudavam com seu filho, Esli (agora com 24 anos e trabalhando como pioneiro em outra congregação), e com sua filha, Linda (agora com 20 anos e casada com um excelente jovem cristão). No entanto, em vez de estudarem certa publicação por meio do costumeiro método de perguntas e respostas, ajustaram o estudo em família à idade e às necessidades dos filhos. Que método usaram?

John explica que o filho e a filha escolhiam um assunto interessante de “Perguntas dos Leitores” (de A Sentinela) e “O Conceito da Bíblia” (de Despertai!). Depois apresentavam o que tinham preparado, o que sempre resultava em uma interessante conversa em família. Os jovens obtiveram assim experiência em fazer pesquisa e em considerar com outros os resultados dos seus estudos. Você ‘consulta a lei de Jeová’ com seus filhos? Isto não só melhorará a sua própria capacidade de ensino, mas também ajudará seus filhos a se tornarem instrutores mais eficazes.

“Para praticá-la”

Esdras aplicava aquilo que aprendia. Por exemplo, ainda em Babilônia, provavelmente  levava uma vida normal. No entanto, quando se deu conta de que podia ajudar seu povo no exterior, trocou o conforto de Babilônia pela distante cidade de Jerusalém, com todas as inconveniências, problemas e perigos que essa mudança representava. É evidente que Esdras não só obtivera conhecimento bíblico, mas que também estava preparado para agir segundo o que havia aprendido. — 1 Timóteo 3:13.

Mais tarde, enquanto estava em Jerusalém, Esdras mostrou de novo que aplicava o que havia aprendido e o que ensinava. Isto se evidenciou quando soube do casamento de homens israelitas com mulheres pagãs. O registro bíblico nos diz que ‘rasgou a sua veste e a sua túnica sem mangas, e arrancou alguns cabelos da sua cabeça e da sua barba, e ficou sentado aturdido até à noitinha’. Sentiu-se ‘envergonhado e embaraçado de levantar a face’ para Jeová. — Esdras 9:1-6.

Que efeito o estudo da Lei de Deus teve sobre ele! Esdras tinha uma visão clara das conseqüências terríveis da desobediência do povo. O número dos judeus repatriados era pequeno. Se eles contraíssem casamentos mistos, podiam com o tempo ser absorvidos pelas nações pagãs ao redor deles, e a adoração pura podia facilmente desaparecer da Terra!

Felizmente, o exemplo de Esdras, de temor piedoso e zelo, induziu os israelitas a corrigir o proceder deles. Deixaram suas esposas estrangeiras. Em apenas três meses, tudo foi resolvido. A lealdade do próprio Esdras à Lei de Deus contribuiu muito para tornar seu ensino eficaz.

O mesmo se dá hoje. Certo pai cristão disse: “Os filhos não fazem o que você diz, mas o que você faz!” Esse princípio se aplica dentro da congregação cristã. Os anciãos que dão um bom exemplo podem esperar que a congregação corresponda ao seu ensino.

“Para ensinar regulamento e justiça em Israel”

Há ainda outro motivo pelo qual o ensino de Esdras era eficaz. Ele não ensinava as suas próprias idéias, mas “regulamento e justiça”. Quer dizer, os regulamentos, ou as leis, de Jeová. Esta era a sua responsabilidade como sacerdote. (Malaquias 2:7) Ensinava também justiça, e dava exemplo do que ensinava por apegar-se ao que era correto de modo justo e imparcial, segundo um padrão. Quando os que exercem autoridade agem segundo a justiça, isso cria estabilidade e produz resultados permanentes. (Provérbios 29:4) De modo similar, os anciãos cristãos, os pais e os proclamadores do Reino bem familiarizados com a Palavra de Deus produzirão estabilidade espiritual ao ensinarem os regulamentos e a justiça de Jeová na congregação, na família e aos interessados.

Não concorda que o seu ensino pode ser mais eficaz se você imitar de perto o exemplo do fiel Esdras? Portanto, ‘prepare seu coração, consulte a lei de Jeová, pratique-a, e ensine o regulamento e a justiça de Jeová’. — Esdras 7:10.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 11 Uma lista de 20 fontes pode ser encontrada em Estudo Perspicaz das Escrituras, Volume 1, páginas 598-9, publicado pelas Testemunhas de Jeová.

[Quadro/Foto na página 22]

O QUE TORNAVA EFICAZ O ENSINO DE ESDRAS?

1. Ele preparava o coração

2. Consultava a Lei de Jeová

3. Dava um bom exemplo por aplicar o que aprendia

4. Empenhava-se em ensinar o conceito bíblico