Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

O que significa adorar a Jeová “com espírito”?

Quando Jesus Cristo deu testemunho a uma mulher de Samaria, que tinha ido buscar água na fonte de Jacó, perto da cidade de Sicar, ele lhe disse: “Deus é Espírito, e os que o adoram têm de adorá-lo com espírito e verdade.” (João 4:24) A verdadeira adoração tem de ser prestada ‘com verdade’, porque tem de harmonizar-se com o que Jeová revelou na Bíblia a respeito de si mesmo e dos seus propósitos. O serviço que prestamos a Deus também tem de ser animado ou zeloso, motivado por um coração cheio de amor e de fé. (Tito 2:14) No entanto, o contexto mostra que a declaração de Jesus, de ‘adorar a Deus com espírito’, refere-se a algo mais do que a disposição mental com que servimos a Jeová.

A conversa que Jesus teve com a mulher junto à fonte não tratava do fervor ou da falta dele na adoração. Mesmo a adoração falsa pode ser prestada com zelo e devoção. Antes, depois de declarar que o Pai não seria adorado nem num monte em Samaria nem no templo em Jerusalém — ambos sendo locais físicos — Jesus salientou um novo método de adoração, baseado na natureza verdadeira de Deus. (João 4:21) Disse: “Deus é um Ser espiritual.” (João 4:24, Charles B. Williams) O verdadeiro Deus não é material e não pode ser visto ou tocado. Sua adoração não se concentra num templo físico ou num monte. Por isso, Jesus referiu-se a um aspecto da adoração que vai além das coisas vistas.

Além de ser prestada com verdade, a adoração aceitável também tem de ser guiada pelo espírito santo — a invisível força ativa de Deus. “O espírito [santo] pesquisa todas as coisas”, escreveu o apóstolo Paulo, “até mesmo as coisas profundas de Deus”. Ele acrescentou: “Não recebemos o espírito do mundo, mas o espírito que é de Deus, para que soubéssemos as coisas que nos foram dadas bondosamente por Deus.” (1 Coríntios 2:8-12) Para adorarmos a Deus de forma aceitável, temos de ter seu espírito e ser guiados por este. Além disso, é essencial que o nosso espírito, ou a nossa disposição mental, esteja em harmonia com o dele por meio do estudo e da aplicação da sua Palavra.

[Foto na página 28]

Adore a Deus “com espírito e verdade”