Pular para conteúdo

Pular para sumário

Jeová provê um lugar de descanso para seu povo

Jeová provê um lugar de descanso para seu povo

 Os Proclamadores do Reino Relatam

Jeová provê um lugar de descanso para seu povo

UM LUGAR com sombra para descansar numa trilha pela montanha é algo muito bem-vindo para um viajante exausto. No Nepal, esses lugares para descansar são chamados chautara. Um chautara típico pode ficar perto de uma frondosa figueira-de-bengala, sob cuja sombra pode-se sentar e descansar. Providenciar um chautara é uma ação bondosa, e a maioria dos benfeitores permanece no anonimato.

Alguns casos ocorridos no Nepal mostram como Jeová Deus tem sido fonte de alegria e revigoramento espiritual para muitos “viajantes” exaustos neste sistema. — Salmo 23:2.

• Lil Kumari mora na bela cidade de Pokhara, onde se tem uma vista magnífica das montanhas nevadas do Himalaia. Mas a situação financeira precária de sua família a deixava preocupada, e ela achava que não havia muitas esperanças de melhora. Ao ser visitada por uma Testemunha de Jeová, Lil Kumari ficou comovida com a maravilhosa esperança bíblica e pediu que alguém fosse à sua casa para lhe ensinar sobre a Bíblia.

Embora gostasse do que aprendia, não foi fácil continuar estudando por causa da forte oposição da família. Mas ela não desistiu. Assistia regularmente às reuniões cristãs e colocava em prática o que aprendia, especialmente na questão da sujeição ao marido. Por isso, o marido e a mãe dela perceberam que o estudo bíblico estava beneficiando toda a família.

Atualmente, o marido e vários parentes de Lil Kumari estudam a Palavra de Deus. Recentemente, ela assistiu a uma assembléia realizada em Pokhara acompanhada de 15 parentes. Ela diz: “Minha casa se tornou um lugar de descanso porque nossa família está unida na adoração verdadeira, e eu encontrei verdadeira paz mental.”

• Embora a discriminação de castas seja ilegal no Nepal, ela ainda exerce poderosa influência sobre o modo de vida das pessoas. Por isso, muitos se interessam no que a Bíblia tem a dizer sobre igualdade e imparcialidade. O fato de Surya Maya aprender que “Deus não é parcial” mudou drasticamente a vida dela e de sua família. — Atos 10:34.

Ela se sentia oprimida pela injustiça da discriminação de castas e pelo fardo imposto por tradições e costumes arraigados. Era muito devota e já havia anos que pedia ajuda a seus deuses-ídolos, mas suas orações não eram respondidas. Um dia, enquanto clamava por ajuda, sua neta de seis anos, Babita, aproximou-se dela e perguntou: “Por que a senhora fica pedindo ajuda para imagens que não podem fazer nada?”

A mãe de Babita estava estudando a Bíblia com as Testemunhas de Jeová e a garotinha, de maneira bem animada, convidou a avó para assistir a uma reunião cristã. Quando foi à reunião, Surya Maya ficou surpresa de ver pessoas de várias castas conversando sem o menor preconceito. Ela imediatamente solicitou um estudo bíblico. Os vizinhos passaram a tratá-la com frieza, mas ela não desanimou. Nem permitiu que a pouca habilidade de ler e escrever a impedisse de progredir espiritualmente.

Depois de oito anos, seis membros de sua família, incluindo o marido e três filhos, tornaram-se Testemunhas de Jeová. Atualmente, ela serve no ministério de tempo integral como pioneira regular e tem a alegria de ajudar as pessoas a livrar-se de seus fardos pesados no verdadeiro lugar de descanso que somente Jeová pode prover.