Pular para conteúdo

Pular para sumário

Em breve um mundo livre do desespero

Em breve um mundo livre do desespero

 Em breve um mundo livre do desespero

AS DEMANDAS da vida são cada vez maiores, e há muitas coisas que levam as pessoas a ficar desesperadas. Quando nos sentimos frustrados, pode ser difícil controlar as emoções. Até pessoas que amam a vida podem se sentir profundamente infelizes. Veja alguns exemplos.

O profeta Moisés, da antiguidade, ficou tão desanimado que disse a Deus: “Mata-me então de vez, se eu tiver achado favor aos teus olhos, e não me deixes olhar para a minha calamidade.” (Números 11:15) Enquanto fugia de seus inimigos, o profeta Elias exclamou: “Basta! Agora, ó Jeová, tira a minha alma [vida].” (1 Reis 19:4) E o profeta Jonas disse: “Ó Jeová, por favor, tira-me a minha alma, pois é melhor eu morrer do que ficar vivo.” (Jonas 4:3) Contudo, nem Jonas, nem Moisés, nem Elias se suicidaram. Eles conheciam a lei de Deus: “Não deves assassinar.” (Êxodo 20:13) Por terem forte fé em Deus, sabiam que, independentemente da situação, sempre há esperança, e que a vida é uma dádiva de Deus.

Que dizer dos problemas que enfrentamos atualmente? Além do sofrimento emocional ou dos problemas físicos, às vezes temos de suportar maus-tratos de parentes, vizinhos ou  colegas de trabalho. A Bíblia fala sobre pessoas cheias de ‘toda a injustiça, iniqüidade, cobiça, maldade, inveja, assassínio, rixa, fraude, disposição maldosa, sendo cochichadoras, maldizentes, odiadoras de Deus, insolentes, soberbas, pretensiosas, inventoras de coisas prejudiciais, desobedientes aos pais, sem entendimento, pérfidas nos acordos, sem afeição natural, desapiedadas’. (Romanos 1:28-31) Conviver com pessoas assim pode fazer com que a vida pareça um fardo. Como podemos ajudar os que precisam de consolo e alívio?

Disposição para escutar

As dificuldades e o sofrimento podem levar a pessoa a ficar desequilibrada. O sábio disse: “A mera opressão pode fazer o sábio agir como doido.” (Eclesiastes 7:7) Por isso, quando uma pessoa fala em suicídio, devemos levá-la a sério. Talvez seja preciso dar atenção imediata aos seus problemas, quer sejam de ordem emocional, física, mental ou espiritual. Obviamente, há vários tratamentos e terapias administradas por profissionais, e a escolha quanto a um ou outro tipo de terapia é pessoal. — Gálatas 6:5.

Qualquer que seja o motivo para os sentimentos suicidas, ter uma pessoa perspicaz, compassiva e paciente para se confidenciar pode fazer grande diferença. Familiares e amigos dispostos a escutar podem ser de ajuda. Além de empatia e bondade, pensamentos positivos contidos na Palavra de Deus podem ajudar muito os que perderam as esperanças.

Ajuda espiritual para os aflitos

Ficará surpreso de ver como a leitura da Bíblia é animadora. Apesar de não ser um manual sobre saúde mental, a Bíblia pode nos ajudar a valorizar a vida. O Rei Salomão disse: “Vim saber que não há nada melhor para eles do que alegrar-se e fazer o bem durante a sua vida; e também que todo homem coma e deveras beba, e veja o que é bom por todo o seu trabalho árduo. É a dádiva de Deus.” (Eclesiastes 3:12, 13) Além do trabalho gratificante que torna a vida significativa, coisas simples como o ar puro, a luz do sol, as flores, as árvores e os pássaros são dádivas de Deus que podemos desfrutar.

Algo que nos anima ainda mais é a garantia bíblica de que Jeová Deus e seu Filho, Jesus Cristo, se importam conosco. (João 3:16; 1 Pedro 5:6, 7) A propósito, o salmista disse: “Bendito seja Jeová, que diariamente carrega o fardo para nós, o verdadeiro Deus de nossa salvação.” (Salmo 68:19) Embora possamos nos sentir insignificantes e indignos, Deus nos convida a orar a ele. Esteja certo de que ele jamais desprezará alguém que pedir sua ajuda com humildade e sinceridade.

Não é realístico esperar viver sem problemas atualmente. (Jó 14:1) Apesar disso, muitas pessoas aprenderam com base na verdade contida na Palavra de Deus que o suicídio não é a maneira certa de resolver os problemas. Veja como o apóstolo Paulo ajudou um carcereiro desesperado que, “acordando do sono e vendo abertas as portas da prisão, puxou a sua espada e estava prestes a acabar consigo, imaginando que os prisioneiros tinham escapado”. Por um momento, o carcereiro concluiu que seria melhor se suicidar do que sofrer uma morte humilhante, e talvez prolongada, por ter falhado. O apóstolo gritou: “Não te faças dano, pois estamos todos aqui!” Paulo não parou por aí, mas junto com Silas consolou o carcereiro e respondeu à sua pergunta: “Senhores, o que tenho de fazer para ser salvo?” Eles responderam: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua família.” Então, falaram sobre a palavra de Jeová a ele e a seus familiares, e o resultado foi que ‘ele e os seus foram batizados sem demora’. O carcereiro e todos os de sua casa ficaram muito alegres, e a vida assumiu um novo significado para eles. — Atos 16:27-35.

É um alívio saber que Deus não é o responsável pela maldade! Sua Palavra diz que um espírito perverso, “chamado Diabo e Satanás”, está “desencaminhando toda a terra habitada”. Mas seu tempo está-se esgotando. (Revelação  [Apocalipse] 12:9, 12) Em breve, Deus intervirá para acabar com toda a aflição que Satanás e seus demônios têm causado aos habitantes da Terra. Então, o novo mundo de justiça prometido por Deus eliminará permanentemente os motivos por trás do desespero e do suicídio. — 2 Pedro 3:13.

Consolo aos que pedem ajuda

Mesmo hoje, os que estão desalentados podem obter consolo das Escrituras. (Romanos 15:4) O salmista Davi cantou: “Um coração quebrantado e esmagado não desprezarás, ó Deus.” (Salmo 51:17) É verdade que não podemos evitar alguns problemas nem os efeitos da imperfeição. Mas o fato de obtermos conhecimento exato de nosso Pai celestial, que é bondoso, amoroso e razoável, reforçará nossa confiança de que somos preciosos aos seus olhos. Deus pode tornar-se nosso principal Amigo e Instrutor. Se desenvolvermos uma relação bem achegada com Jeová Deus, ele jamais nos decepcionará. “Eu, Jeová, sou teu Deus”, diz nosso Criador, “Aquele que te ensina a tirar proveito, Aquele que te faz pisar no caminho em que deves andar”. — Isaías 48:17.

Muitas pessoas foram ajudadas por confiar em Deus. Para ilustrar: Mara já estava enfraquecida devido a uma prolongada depressão quando perdeu o único filho num acidente de trânsito. * Ela entrou em pânico e tentou se matar. Atualmente, porém, ela se levanta todos os dias para cuidar da casa. Gosta de ouvir música e de ajudar outros. A esperança de que “há de haver uma ressurreição tanto de justos como de injustos” amenizou a dor causada pela morte trágica do filho querido e fortaleceu sua fé em Deus. (Atos 24:15) Visto que ela nunca desejou se tornar um anjo no céu, ficou comovida com as palavras do Salmo 37:11: “Os próprios mansos possuirão a terra e deveras se deleitarão na abundância de paz.”

Outra brasileira, Sandra, se esforçava muito para ser a mãe ideal para seus três filhos. Ela admite: “Eu estava tão ocupada que, quando meu pai morreu de repente e, ao mesmo tempo,  descobri que meu marido estava tendo um caso com outra mulher, nem sequer pensei em orar a Deus para pedir ajuda.” Desesperada, Sandra tentou se suicidar. O que a ajudou a se recuperar? O apreço pelas coisas espirituais. “Leio a Bíblia toda noite antes de dormir e tento me colocar na situação dos personagens. Leio também as revistas A Sentinela e Despertai!, e gosto especialmente das biografias porque me ajudam a estar contente com minha sorte na vida.” O fato de ela saber que Jeová é seu melhor amigo a ensinou a ser específica nas orações.

Futuro sem desespero

É um alívio saber que o sofrimento humano é temporário. Sob o governo do Reino de Deus, as crianças e os adultos que atualmente são vítimas de crime, injustiça e preconceito vibrarão de alegria. Conforme predito num salmo profético, Jesus Cristo, o Rei designado por Jeová, “livrará ao pobre que clama por ajuda, também ao atribulado e a todo aquele que não tiver ajudador”. Além disso, “terá dó daquele de condição humilde e do pobre, e salvará as almas dos pobres”. De fato, ele “resgatará sua alma da opressão e da violência, e o sangue deles será precioso aos seus olhos”. — Salmo 72:12-14.

O tempo do cumprimento dessas palavras proféticas está próximo. Gosta da idéia de desfrutar a vida eterna na Terra, nessas circunstâncias? Em caso afirmativo, você tem motivos para ser alegre e para prezar a vida como dádiva de Deus. E, se falar a outros sobre essas promessas bíblicas consoladoras, poderá fazer com que aqueles que gritam por socorro neste mundo insensível e sem amor tenham grande alegria.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 15 Alguns nomes foram mudados.

[Foto na página 6]

Há muitas ocasiões em que podemos nos sentir felizes

[Foto na página 7]

Anseia viver num mundo livre do desespero?