Pular para conteúdo

Pular para sumário

Divulgação de uma mensagem consoladora na Itália

Divulgação de uma mensagem consoladora na Itália

 Somos dos Que Têm Fé

Divulgação de uma mensagem consoladora na Itália

JEOVÁ é “o Deus de todo o consolo”. Aprendendo a imitá-lo, seus servos podem “consolar os que estiverem em qualquer sorte de tribulação”. (2 Coríntios 1:3, 4; Efésios 5:1) Esse é um dos principais objetivos da pregação realizada pelas Testemunhas de Jeová.

Ajuda a uma mulher necessitada

A pobreza, a guerra e o desejo de ter uma vida melhor levaram muitas pessoas a emigrar para países mais ricos, especialmente nos últimos anos. Mas não é fácil adaptar-se a um novo ambiente. Manjola morava com amigos albaneses em Borgomanero. Visto que ela estava ilegalmente na Itália, hesitava em falar com Wanda, uma Testemunha de Jeová. Apesar disso, Wanda finalmente conseguiu combinar um dia para conversar com Manjola, que prontamente se interessou em estudar a Palavra de Deus, apesar de ter dificuldade com o idioma. Mas depois de algumas visitas, Wanda não conseguiu mais encontrar ninguém em casa. O que havia acontecido? Wanda ficou sabendo que todos que moravam na casa haviam fugido porque um deles — o namorado de Manjola — estava sendo procurado por assassinato.

Quatro meses depois, Wanda encontrou Manjola novamente. “Pálida e magra, ela parecia estar sofrendo muito”, conta Wanda. Manjola explicou que seu ex-namorado estava preso e que ela estava extremamente decepcionada com alguns amigos a quem havia recorrido em busca de ajuda. Desesperada, ela orou a Deus e pediu ajuda. Daí, ela se lembrou de Wanda, que lhe havia falado sobre a Bíblia. Manjola ficou muito feliz de vê-la de novo.

Manjola recomeçou o estudo da Bíblia e logo passou a freqüentar as reuniões cristãs. Conseguiu obter autorização legal para permanecer na Itália. Um ano depois, Manjola tornou-se uma Testemunha de Jeová batizada. Após obter consolo das promessas divinas, ela voltou à Albânia para levar a mensagem consoladora da Bíblia a seus conterrâneos.

Testemunho num acampamento de imigrantes

Muitas congregações na Itália programaram dar testemunho a imigrantes como Manjola. Por exemplo, uma congregação em Florença fez uma programação de visitar regularmente um acampamento de imigrantes. Os acampados — muitos vindos da Europa  Oriental, Macedônia e Kosovo — passavam por muitas dificuldades. Alguns tinham problemas com drogas ou álcool e muitos sobreviviam às custas de pequenos roubos.

Não era fácil pregar a consoladora mensagem bíblica nessa comunidade. Mas com o tempo, Paola, que trabalha por tempo integral como evangelizadora, falou com Jaklina, uma senhora macedônia. Após algumas palestras, Jaklina incentivou sua amiga, Susanna, a pesquisar a Bíblia. Susanna falou com outros parentes. Em pouco tempo, cinco membros da família passaram a estudar a Bíblia regularmente, freqüentar as reuniões cristãs, e colocar em prática o que estavam aprendendo. Apesar dos problemas que enfrentam, obtêm consolo de Jeová e de sua Palavra.

Uma freira aceita ser consolada por Jeová

Assunta, que trabalha por tempo integral como evangelizadora na cidade de Fórmia, falou com uma senhora que caminhava com dificuldade. Essa senhora era freira de uma ordem religiosa que presta assistência a pessoas doentes e debilitadas, tanto em hospitais como nas casas.

Assunta disse à freira: “A senhora também está doente, não é mesmo? Infelizmente todos enfrentamos problemas.” Nisso, a freira começou a chorar e a dizer que tinha sérios problemas de saúde. Assunta a encorajou dizendo que o Deus da Bíblia podia consolá-la. A freira aceitou as revistas bíblicas que Assunta lhe ofereceu.

Na próxima vez que conversaram, a freira, cujo nome era Palmira, admitiu que estava sofrendo bastante. Ela havia morado durante muito tempo numa instituição administrada por freiras. Quando teve de se ausentar temporariamente por razões de saúde, não lhe permitiram voltar. Apesar disso, Palmira se sentia comprometida com Deus por causa dos votos que havia feito como freira. Ela fez “tratamentos” com curandeiros, mas ficou traumatizada com a experiência. Palmira concordou em estudar a Bíblia e freqüentou as reuniões cristãs durante um ano. Daí, ela se mudou para outra região e perdeu contato com as Testemunhas de Jeová. Assunta levou dois anos para encontrá-la novamente. Palmira enfrentou muita oposição, tanto de sua família como do clero. Apesar disso, ela começou a estudar a Bíblia novamente, progrediu espiritualmente e foi batizada como Testemunha de Jeová.

Como podemos ver, muitas pessoas são encorajadas pela mensagem do ‘Deus que provê consolo’. (Romanos 15:4, 5) Por isso, as Testemunhas de Jeová italianas estão decididas a continuar imitando a Deus por divulgar a outros Sua maravilhosa mensagem de consolo.