Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Despertai!  |  Dezembro de 2014

 AJUDA PARA A FAMÍLIA | CASAMENTO

Como chegar a um acordo

Como chegar a um acordo

O DESAFIO

Você e seu cônjuge têm preferências diferentes sobre um assunto. Nesse caso, você tem no mínimo três opções:

  1. Insistir obstinadamente até que as coisas saiam do seu jeito.

  2. Render-se passivamente ao que seu cônjuge quer.

  3. Chegar a um acordo.

“Mas eu não gosto da ideia de chegar a um acordo”, talvez você diga, “porque parece que nenhum dos dois vai conseguir o que quer.”

Chegar a um acordo não significa que os dois vão sair perdendo — se você agir da maneira certa. Mas antes de considerar como fazer isso, existem algumas coisas que você precisa saber a respeito dessa habilidade tão importante.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Para chegar a um acordo, é necessário trabalhar em equipe. Antes do casamento, talvez você tenha se acostumado a tomar decisões sozinho. Agora, as coisas mudaram, e vocês dois precisam colocar seu casamento acima de suas preferências pessoais. Considere isso uma vantagem, em vez de um obstáculo. “Duas pessoas juntas podem conseguir uma solução melhor do que se cada uma tivesse feito isso sozinha”, diz uma esposa chamada Alexandra.

Para chegar a um acordo, é necessário ter mente aberta. ‘Não é preciso concordar com tudo que ele(a) diz ou acredita, mas você tem que estar verdadeiramente aberto(a) para levar em conta a posição dele(a)’, escreveu o Ph.D. em psicologia John M. Gottman. Ele também disse que se você se fechar “quando seu cônjuge tentar conversar com você sobre algum problema, essa discussão jamais chegará a algum lugar”. *

Para chegar a um acordo, é necessário fazer sacrifícios. Ninguém gosta de viver com um cônjuge que sempre acha que “ou é do meu jeito ou não tem jeito”. É muito melhor quando os dois estão dispostos a fazer sacrifícios. “Às vezes eu cedo para fazer meu marido feliz, outras vezes é meu marido que faz isso por mim”, diz June. “É isso que deve acontecer no casamento: dar e receber, não apenas receber.”

 O QUE VOCÊ PODE FAZER

Comece a conversa da maneira certa. O tom usado para iniciar uma conversa geralmente é o mesmo em que ela termina. Se você começar com palavras grosseiras, as chances de chegar a um acordo de modo pacífico serão mínimas. Por isso, siga o conselho bíblico: “Vistam-se de . . . compaixão, bondade, humildade, mansidão, paciência.” (Colossenses 3:12, Bíblia Pastoral) Essas qualidades vão ajudar você e seu cônjuge a evitar discussões e a resolver o problema. — Princípio bíblico: Colossenses 4:6.

Procure pontos em comum. Se suas tentativas de chegar a um acordo num determinado assunto só estão deixando vocês nervosos, pode ser que vocês estejam se concentrando demais no que não concordam. Em vez disso, tentem identificar pontos em que vocês concordam. Para ajudá-los a fazer isso, cada um pode tentar o seguinte:

Faça uma lista de duas colunas. Na primeira, escreva que pontos são muito importantes para você. Na segunda, os pontos de que você poderia abrir mão. Daí, conversem sobre suas listas. Pode ser que vocês concordem em mais coisas que imaginam. Se esse for o caso, chegar a um acordo não vai ser tão difícil. Mesmo que não concordem em tudo, ter todos esses pontos no papel ajuda vocês a enxergar o assunto de forma mais clara.

Busque com seu cônjuge uma solução. Alguns assuntos podem ser relativamente fáceis de resolver. Outros são mais complexos, mas, quando marido e mulher buscam juntos uma solução — que talvez nenhum dos dois encontraria sozinho —, a união entre eles pode ser fortalecida. — Princípio bíblico: Eclesiastes 4:9.

Esteja disposto a ajustar seu ponto de vista. A Bíblia diz: “Cada um de vós . . . ame a sua esposa como a si próprio; por outro lado, a esposa deve ter profundo respeito pelo seu marido.” (Efésios 5:33) Se marido e mulher se sentirem amados e respeitados entre si, os dois vão querer considerar a opinião um do outro — e quem sabe mudar de ideia. Um marido chamado Cameron disse: “Existem coisas que você não faria, mas, graças à influência de sua esposa, você passa até a gostar muito delas.” — Princípio bíblico: Gênesis 2:18.

^ parágrafo 12 Trecho do livro Sete Princípios Para o Casamento Dar Certo.

Saiba mais

DESPERTAI!

Como parar de discutir

As discussões são comuns no seu casamento? Veja como os princípios bíblicos podem ajudar.

O QUE A BÍBLIA REALMENTE ENSINA?

Como ter uma vida familiar feliz

O amor que Jesus mostrou é um exemplo que maridos, esposas, pais e filhos podem imitar. O que apredemos dele?