Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

DESPERTAI! AGOSTO DE 2014

 AJUDA PARA A FAMÍLIA | CRIAÇÃO DE FILHOS

Como dizer “não”

Como dizer “não”

O DESAFIO

Seu filho * simplesmente não aceita um “não” como resposta. Toda vez que você diz “não”, a birra que ele faz quase enlouquece você. Nada do que você diz ou faz acalma seu filho, e você começa a achar que a única solução será ceder. Mais uma vez, seu firme “não” acaba se tornando um “sim” de má vontade.

Mas você pode acabar com esse círculo vicioso. Primeiro, analise por que pode ser bom dizer “não”.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Não é crueldade dizer “não”. Alguns pais não concordam com isso. Segundo eles, os pais deveriam dar explicações, raciocinar ou até mesmo negociar com a criança — tudo, menos dizer “não” — para evitar que ela fique revoltada.

É verdade que um “não” pode, a princípio, desapontar seu filho. Mas, com isso, ele aprende uma lição muito importante — na vida, existem limites que precisam ser respeitados. Ceder, por outro lado, enfraquece sua autoridade como pai e ensina a seu filho que ele pode manipular você por fazer birra ou reclamar. Afinal de contas, como uma criança pode respeitar pais que são manipulados tão facilmente? Com o tempo, sua falta de firmeza pode fazer seu filho se sentir revoltado e inseguro sobre o quanto você se importa com ele.

Dizer “não” prepara a criança para a adolescência e vida adulta. Isso faz com que ela aprenda a dizer “não” a si mesma. Uma criança que aprende essa lição valiosa tem menos probabilidade de, por exemplo, ceder à pressão de praticar sexo antes do casamento ou de tomar drogas na adolescência.

Ouvir um “não” também prepara a criança para a vida adulta. “A verdade é que nós [adultos] nem sempre conseguimos o que queremos”, escreveu o psicólogo David Walsh. “Não estaremos ajudando nossos filhos se lhes ensinarmos que o mundo vai servir tudo o que quiserem numa bandeja de prata.” *

 O QUE VOCÊ PODE FAZER

Concentre-se em seu objetivo. Com certeza, você quer que seu filho seja um adulto competente, emocionalmente maduro e bem-sucedido. Mas, se der a seu filho tudo o que ele quer, você estará indo contra esse objetivo. A Bíblia diz que se alguém ‘for mimado desde a infância, ele se tornará até mesmo um ingrato’. (Provérbios 29:21) Dizer “não” faz parte de uma disciplina eficaz que vai ajudar seu filho, não prejudicá-lo. — Princípio bíblico: Provérbios 19:18.

Quando você disser “não”, seja firme. Lembre-se: seu filho não é um adulto. Por isso, não é necessário ficar dando justificativas para seu “não” como se você precisasse da aprovação dele. É claro que, à medida que seu filho cresce, o raciocínio dele precisa ser treinado para que ele possa “distinguir tanto o certo como o errado”. (Hebreus 5:14) Você pode raciocinar com seu filho. Mas não caia na armadilha de entrar numa discussão sem fim com a criança sobre por que você disse “não”. Quanto mais você discutir com seu filho, mais o seu “não” vai parecer uma opção, em vez de uma decisão. — Princípio bíblico: Efésios 6:1.

Apegue-se a sua decisão. Pode ser que seu filho teste sua determinação por choramingar ou implorar até que consiga o que quer. Se isso acontecer em casa, o que você pode fazer? “Afaste-se da criança”, recomenda o livro Amar sem Mimar. “Diga: ‘Se você quiser continuar choramingando, tudo bem, só não quero ficar ouvindo. É melhor você ir para o seu quarto. Lá você vai poder choramingar até que decida parar.’” A princípio, você talvez ache difícil tomar essa posição firme — e seu filho pode achar difícil aceitá-la. Mas a resistência dele vai diminuir quando perceber que você está falando sério. — Princípio bíblico: Tiago 5:12.

Não diga “não” só para mostrar que quem manda é você

Seja razoável. Não diga “não” só para mostrar que quem manda é você. Em vez disso, seja razoável. (Filipenses 4:5) Em certas situações, você poderá dizer “sim” a seu filho — desde que você não esteja cedendo à chantagem emocional e que o pedido dele seja válido. — Princípio bíblico: Colossenses 3:21.

^ parágrafo 4 Para simplificar, usamos o gênero masculino neste artigo para nos referir à criança. Mas os princípios se aplicam tanto a meninos como a meninas.

^ parágrafo 10 Do livro No: Why Kids—of All Ages—Need to Hear It and Ways Parents Can Say It (Não: Por Que Crianças — de Todas as Idades — Precisam Ouvir Isso e Como os Pais Podem Dizer “Não”).

Saiba mais

DESPERTAI!

Como controlar as birras

Como reagir quando seu filho faz birra? Os princípios bíblicos podem ajudar você a lidar com esse desafio.

DESPERTAI!

Como criar filhos bondosos num mundo egoísta

Veja três áreas em que você pode ajudar seus filhos a não se tornar pessoas egoístas.

DESPERTAI!

Como ensinar seus filhos a obedecer

Você e seu filho vivem disputando quem manda em quem? Parece que seu filho sempre vence? Veja cinco dicas que podem ajudar.