Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Despertai!  |  Fevereiro de 2014

 AJUDA PARA A FAMÍLIA | CRIAÇÃO DE FILHOS

Quando sua filha adolescente se sente estressada

Quando sua filha adolescente se sente estressada

O DESAFIO

Sua filha diz que está estressada. Você pensa: ‘Mas ela só tem 13 anos! Ela ainda nem faz ideia do que é estresse!’ Antes de dizer algo assim a sua filha, tente imaginar por que a vida parece tão complicada do ponto de vista dela.

POR QUE ACONTECE

Mudanças físicas. O corpo de uma menina muda de uma hora para outra durante a puberdade. Isso pode fazer com que ela fique bem ansiosa, especialmente se estiver atrasada ou adiantada em relação a outras meninas da mesma idade. Anna, * que hoje tem 20 anos, diz: “Eu fui uma das primeiras meninas da minha turma a usar sutiã, e isso me incomodava demais. Em comparação com minhas colegas, eu me sentia anormal, como se eu fosse um mutante!”

Mudanças emocionais. Karen, agora com 17 anos, relembra: “Era tão frustrante! De dia, eu estava muito feliz e, à noite, me acabava de chorar. Eu não sabia o que havia de errado comigo. Parecia que eu não conseguia mais controlar minhas emoções.”

O começo do ciclo menstrual. Uma jovem chamada Kathleen conta: “Minha mãe já tinha conversado comigo sobre isso, mas, ainda assim, minha primeira menstruação me pegou totalmente de surpresa. Eu me sentia suja o tempo todo e tomava banho a toda hora. Além disso, meus três irmãos mais velhos não paravam de me atormentar. Por algum motivo, eles achavam meu sofrimento engraçado.”

Pressão social. Marie, agora com 18 anos, relembra: “Entre meus 12 e 14 anos, a pressão dos colegas era muito forte. Na minha escola, os outros alunos maltratavam qualquer um que fosse diferente.” Anita, de 14 anos, diz: “Nessa idade,  a gente precisa se sentir aceita pelos amigos. Dói muito ser deixada de lado.”

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Incentive sua filha a falar sobre o que a incomoda. A princípio, ela talvez não queira conversar sobre isso. Mas seja paciente e siga o conselho bíblico de “ser rápido no ouvir, vagaroso no falar”. — Tiago 1:19.

Não minimize as preocupações de sua filha. Lembre-se de que, por ser menos experiente, ela pode ter dificuldade em avaliar o que é realmente estressante — e mais dificuldade ainda em lidar com o estresse. — Princípio bíblico: Romanos 15:1.

Não sobrecarregue sua filha com muitas atividades extracurriculares. De acordo com o livro Teach Your Children Well (Eduque bem Seus Filhos), jovens que têm uma agenda lotada de compromissos “muitas vezes mostram sintomas de estresse, principalmente sintomas físicos como dores de cabeça e de estômago”. — Princípio bíblico: Filipenses 1:9, 10.

Certifique-se de que sua filha durma o bastante. Geralmente, os adolescentes não acham que dormir seja tão importante assim. Mas não dormir o suficiente afeta a capacidade de raciocínio de sua filha e, consequentemente, a habilidade dela em lidar com o estresse. — Princípio bíblico: Eclesiastes 4:6.

Ajude sua filha a encontrar maneiras saudáveis de aliviar o estresse. Para algumas meninas, exercícios físicos reduzem a ansiedade. A Bíblia reconhece: “O treinamento corporal é proveitoso.” (1 Timóteo 4:8) Para outras, manter um diário as ajuda a encarar o estresse de maneira equilibrada. Brittany, de 22 anos, relembra: “Quando eu era mais nova, costumava escrever sobre os problemas que não conseguia resolver. Aquilo me ajudava a entender meus sentimentos e a decidir se eu iria resolver ou esquecer o assunto.”

Dê o exemplo. Como você lida com o estresse? Você assume mais compromissos do que deveria e depois entra em desespero com tudo o que tem para fazer? Você trabalha a ponto de se esgotar e acaba não tendo tempo para as coisas mais importantes? “Seja a vossa razoabilidade conhecida”, diz Filipenses 4:5. Lembre-se de que sua filha adolescente observa o que você faz e vai copiar seu exemplo — seja ele bom ou mau.

^ parágrafo 6 Os nomes neste artigo foram mudados.

Saiba mais

DESPERTAI!

Como você pode lidar com o estresse?

Veja quais são as coisas que mais estressam e o que fazer para lidar com elas.