Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Despertai!  |  Julho de 2013

 AJUDA PARA A FAMÍLIA | CRIAÇÃO DE FILHOS

Como controlar as birras

Como controlar as birras

O DESAFIO

Quando contrariado, seu filho de 2 anos desata a gritar, se joga no chão e começa a espernear. Você se pergunta: ‘Meu filho é normal? Será que ele faz birra por causa de algo que eu estou fazendo errado? Essa fase vai passar?’

Você pode ajudar seu filho a mudar esse comportamento. Mas, primeiro, tente descobrir o que pode estar por trás das birras.

POR QUE ACONTECE

Crianças pequenas ainda não sabem lidar com seus sentimentos. Isso é o suficiente para causar birras de vez em quando. Mas existem outros fatores.

Pense em como a vida do seu filho mudou por volta dos 2 anos de idade. Desde que ele nasceu, você cuidou de todas as necessidades dele. Bastava ele chorar que você corria para ver se estava tudo bem. ‘Será que ele está doente? Está com fome? Quer carinho? Está com a fralda suja?’ Você fazia de tudo para tranquilizá-lo. E com razão, porque um bebê depende totalmente dos pais.

Mas, por volta dos 2 anos, a criança começa a perceber que seus pais passam a fazer cada vez menos as vontades dela. Agora, em vez de os pais fazerem o que o filho quer, o filho é que tem de fazer o que os pais querem. A situação se inverteu e o filho talvez não aceite essa mudança sem protestar.

Com o tempo, a criança costuma aceitar o fato de que seus pais são seus educadores — não alguém que está ali só para cuidar dela — e que seu papel é ‘ser obediente aos pais’. (Colossenses 3:20) Enquanto isso não acontece, ela pode testar até o limite a paciência dos pais com uma birra atrás da outra.

 O QUE VOCÊ PODE FAZER

Seja compreensivo. Seu filho não é um adulto em miniatura. Por ter pouca experiência em controlar suas emoções, ele pode ter reações exageradas quando está aborrecido. Tente ver a situação do ponto de vista dele. — Princípio bíblico: 1 Coríntios 13:11.

Mantenha a calma. Quando seu filho está fazendo birra, perder a calma não ajuda em nada. Na medida do possível, ignore esse comportamento e não reaja de modo irritado. Ter em mente por que as birras acontecem ajudará você a manter a calma. — Princípio bíblico: Provérbios 19:11.

Não ceda. Se você ceder quando seu filho fizer birra, ele provavelmente usará a mesma tática em outras ocasiões. Com calma, mostre a ele que você está falando sério. — Princípio bíblico: Mateus 5:37.

Tenha paciência. Não espere que o comportamento de seu filho mude da noite para o dia, principalmente se você deu motivo para ele achar que fazer birra funciona. Mas, se sua reação for apropriada e coerente, é provável que as birras diminuam e, com o tempo, desapareçam por completo. A Bíblia diz: “O amor é paciente.” — 1 Coríntios 13:4, Bíblia Pastoral.

Além disso, tente o seguinte:

  • Quando a birra começar, segure seu filho nos seus braços (se possível) e, sem machucá-lo, tente impedir que ele se debata. Não grite com ele; apenas espere a tempestade passar. Por fim, ele perceberá que suas birras não surtiram nenhum efeito.

  • Escolha um lugar para colocar seu filho quando ele fizer birra. Antes de deixá-lo ali, explique que ele poderá sair quando se acalmar.

  • Se seu filho fizer birra em público, leve-o para um lugar menos movimentado. Não ceda só porque ele está fazendo um escândalo. Caso contrário, ele terá a impressão de que conseguirá tudo que quer por fazer birra.

Ter em mente por que as birras acontecem ajudará você a manter a calma