Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Despertai!  |  Outubro de 2012

 Os Jovens Perguntam

O que posso esperar do casamento? — Parte 2

O que posso esperar do casamento? — Parte 2

NA PARTE 1 DESTA SÉRIE, consideramos alguns benefícios e desafios que você pode esperar do casamento.

NA PARTE 2, veremos por que você deveria esperar o inesperado.

Selecione dentre as seguintes opções as que se aplicam:

Espero que meu marido/minha esposa . . .

  • seja fisicamente atraente
  • aumente minha autoestima
  • tenha os mesmos objetivos que eu
  • goste de fazer as mesmas coisas que eu para se divertir

 Se estiver pensando em se casar, não há nada de errado em ter as expectativas que você escolheu. Você talvez chegue a encontrar alguém que satisfaça a todas elas. Mas sejamos realistas: as pessoas mudam com o tempo — bem como as circunstâncias.

Conclusão: Para ter um casamento bem-sucedido, você deve esperar o inesperado.

A boa notícia: Algumas coisas inesperadas do casamento podem ser uma boa surpresa.

“Agora que nos casamos, consigo ver o senso de humor de Maria * de um ângulo que não conhecia totalmente na época do namoro. Por termos um conceito mais descontraído, os problemas que surgem em nossa vida não parecem tão ruins assim.” — Mark.

A notícia não tão boa assim. Alguns aspectos inesperados do casamento podem ser desagradáveis. Veja um exemplo.

Imagine que você e a pessoa com quem vai se casar querem ser missionários em outro país. Mas e se ela, depois do casamento, tiver um problema de saúde grave que impeça vocês de realizar esse desejo? Isso é bem possível, pois a Bíblia diz que “coisas ruins podem acontecer a qualquer um”. (Eclesiastes 9:11, Holy Bible—Easy-to-Read Version) Sem dúvida, você ficaria triste por causa da doença e desapontado por não conseguir atingir seu objetivo. No entanto, se surgisse uma circunstância inesperada assim, você precisaria apenas aceitar a realidade e se adaptar a ela. Afinal, você se casou com uma pessoa — não com um objetivo.

Conclusão: Como a Bíblia diz, os que se casam terão certa medida de “tribulação”. (1 Coríntios 7:28) Às vezes, essa tribulação vem de uma fonte inesperada.

Como se preparar para o inesperado? Se você se casar, precisará de duas coisas.

 1. UM CONCEITO REALISTA

Por mais compatíveis que vocês dois sejam, você deve esperar que

  • nem sempre concordarão em tudo.
  • nem sempre terão as mesmas prioridades.
  • nem sempre gostarão de fazer as mesmas coisas.
  • nem sempre se sentirão tão apaixonados como no início.

Situações como essas são comuns. Mas elas só estragarão seu casamento se você deixar! Lembre-se de que a Bíblia diz que o amor “persevera em todas as coisas” e “nunca falha”. — 1 Coríntios 13:4, 7, 8.

Fato: No fim das contas, não são os problemas que farão seu casamento dar certo ou fracassar — é o modo como você lidará com eles. — Colossenses 3:13.

2. COMPROMETIMENTO

Se vocês dois estiverem determinados a ficar juntos, não importa o que aconteça, estarão em melhores condições de superar problemas inesperados. — Mateus 19:6.

Alguns dizem que o comprometimento torna o casamento um fardo. Mas, na realidade, acontece o contrário. O comprometimento dá estabilidade ao relacionamento. Quando surgirem problemas inesperados, vocês procurarão soluções, não a saída mais fácil.

Para criar um senso de comprometimento, você precisará pensar no casamento de modo racional, não sonhador. Para ajudar a entender a diferença, tente o seguinte.

1. Imagine que você tem uma passagem de avião para viajar de graça para qualquer lugar do mundo. Que destino escolheria? Por quê?

Destino:

Motivo:

  • paisagem
  • cultura
  • clima
  • diversão
  • outro

2. Agora, imagine que a passagem é só de ida e você terá de morar nesse destino para sempre.

Desta vez, que destino escolheria — se é que escolheria algum?

  • Destino:
  • ou eu ficaria onde estou.

Nesse exercício, é provável que sua segunda escolha tenha sido diferente da primeira. Mesmo que tenha sido a mesma, você deve ter pensado em aspectos diferentes na segunda escolha. Em vez de ter se imaginado como um turista relaxando numa praia ou caminhando nas montanhas, você precisou se imaginar morando no local, pensando nos prós e contras do dia a dia ali.

É assim que você deve encarar o casamento. Afinal, com o tempo, as circunstâncias podem mudar. Sem dúvida, você e seu cônjuge mudarão também. Se você terá um casamento feliz ou não, muito dependerá de sua habilidade de esperar o inesperado e saber como lidar com isso.

Pergunte-se: Como lido com situações inesperadas agora, enquanto sou solteiro?

^ parágrafo 15 Alguns nomes neste artigo foram mudados.

QUE TAL PERGUNTAR A SEUS PAIS?

Que situações inesperadas, boas ou ruins, surgiram quando vocês eram recém-casados? Como posso me preparar para situações inesperadas se eu me casar?