Pular para conteúdo

Pular para sumário

 Motivos para confiar na Bíblia

4. Exatidão científica

4. Exatidão científica

A ciência fez grandes avanços nos tempos modernos. Em resultado disso, antigas teorias estão dando lugar a novas. O que antes era aceito como fato agora talvez seja encarado como mito. Livros de ciência com freqüência precisam ser revisados.

A BÍBLIA não é um livro de ciências. Mas no que diz respeito a assuntos científicos, a Bíblia é notável não só pelo que diz, mas também pelo que não diz.

Não contém conceitos anticientíficos.

Muitas crenças equivocadas tinham ampla aceitação nos tempos antigos. Com respeito à Terra, os conceitos iam desde a idéia de que ela era plana até a de que alguma coisa material a mantinha suspensa. Muito antes de a ciência aprender sobre disseminação e prevenção de doenças, médicos adotavam certas práticas que eram simplesmente ineficazes e, em alguns casos, até fatais. Mas, em seus mais de 1.100 capítulos, a Bíblia nunca apoiou nenhum conceito anticientífico ou práticas prejudiciais.

Declarações cientificamente corretas.

Há cerca de 3.500 anos, a Bíblia declarou que a Terra estava suspensa “sobre o nada”. (Jó 26:7) No oitavo século AEC, Isaías fez clara referência ao “círculo [ou esfera] da terra”. (Isaías 40:22) Uma Terra esférica posicionada no espaço vazio sem nenhum tipo de sustentação visível ou física — não acha essa descrição extraordinariamente moderna?

Escrita por volta de 1500 AEC, a Lei mosaica (encontrada nos primeiros cinco livros da Bíblia) continha leis abalizadas sobre quarentena de doentes, manipulação de cadáveres e eliminação de excremento. — Levítico 13:1-5; Números 19:1-13; Deuteronômio 23:13, 14.

O uso de poderosos telescópios contribuiu para que os cientistas concluíssem que o Universo teve um “nascimento” repentino. Nem todos eles gostam das implicações dessa explicação. Um professor universitário declarou: “Um Universo que teve um começo parece exigir uma causa primária; pois quem poderia imaginar tamanho efeito sem uma causa à altura?” No entanto, muito antes dos telescópios, o primeiro versículo da Bíblia declarou claramente: “No princípio Deus criou os céus e a terra.” — Gênesis 1:1.

Apesar de ser um livro antigo que trata de muitos assuntos, a Bíblia não contém informações científicas incorretas. Um livro assim não merece, no mínimo, nossa consideração? *

^ parágrafo 9 Para mais exemplos da exatidão científica da Bíblia, veja as páginas 18-21 da brochura Um Livro para Todas as Pessoas, publicada pelas Testemunhas de Jeová.