Pular para conteúdo

Pular para sumário

Observando o Mundo

Observando o Mundo

 Observando o Mundo

“Em qualquer determinado ano, cerca de 1 entre 4 pessoas” nos Estados Unidos “desenvolve pelo menos um distúrbio mental. E isso acontece com quase 1 entre 2 pessoas em algum momento de sua vida”. — SCIENCE NEWS, EUA.

Em setembro de 2004, o furacão Ivan causou pelo menos 24 ondas com mais de 15 metros no golfo do México. A maior chegou a 27,7 metros. — REVISTA SCIENCE, EUA.

Usar telefone celular enquanto dirige aumenta em quatro vezes o risco de acidentes resultando em alguém ter de ir para o hospital, não importa se os motoristas estejam usando aparelhos para manter as mãos livres para dirigir ou não. — BMJ, GRÃ-BRETANHA.

▪ A nova edição de um catálogo desenvolvido para ajudar tradutores da Bíblia alista 6.912 idiomas ainda em uso. — THE NEW YORK TIMES, EUA.

▪ Apesar dos avisos de danos aos bebês, 30% das mulheres na Polônia fumam durante a gravidez ou durante os anos de amamentação. — REVISTA ZDROWIE, POLÔNIA.

Atitudes para com a riqueza

Um estudo do Instituto Austrália sobre atitudes para com a riqueza descobriu que apenas 1 em cada 20 milionários australianos se considera próspero, diz ABC News Online. Segundo Clive Hamilton, diretor-executivo do Instituto, “quanto mais ricos nos tornamos, menos satisfeitos ficamos com a nossa renda”. De fato, apenas 13% das pessoas que fazem parte do grupo de mais alta renda estão inteiramente satisfeitas com a vida. Hamilton diz: “É mesmo necessário nos perguntar por que nossa sociedade busca sucesso financeiro mais do que qualquer outra coisa, quando todas as evidências mostram que são outros aspectos da vida que verdadeiramente contribuem para o nosso bem-estar.”

Lixo em órbita

“Imagine como seria revoltante se os motoristas abandonassem seus carros nas ruas quando ficassem sem combustível”, diz a revista New Scientist. Mas o que está acontecendo com os satélites não-operacionais é similar, aumentando o risco de as espaçonaves mais novas colidirem com o lixo em órbita. Estima-se que existam uns 1.120 objetos maiores do que 60 centímetros de largura perto da órbita geoestacionária, a posição ideal para os equipamentos de comunicação. Mas apenas uns 300 desses objetos são satélites operacionais. Entre os materiais perigosos abandonados em órbita a várias altitudes, há 32 reatores nucleares não-operacionais.

Armas e guerra

O comércio de armas diminuiu quando a Guerra Fria terminou. Mas nos últimos anos o comércio de armas tem aumentado. Segundo um relatório do Instituto de Pesquisas pela Paz Internacional em Estocolmo (Sipri, sigla em inglês), os gastos militares mundiais alcançaram 1 trilhão de dólares em 2004. Isso significa 162 dólares por cada homem, mulher e criança do planeta. De acordo com o Sipri, houve 19 conflitos com mais de mil mortes cada um em 2004. Desses conflitos, 16 já ocorriam há mais de dez anos.

Carros bicombustíveis

Um terço dos carros novos que atualmente saem das concessionárias brasileiras são bicombustíveis, diz a revista Veja. Esses veículos são movidos a gasolina, álcool derivado da cana-de-açúcar ou uma mistura de ambos em qualquer proporção. De 2003 a 2004, as vendas de álcool aumentaram 34%. Essa tendência não tem muito a ver com preocupações relacionadas ao meio ambiente. Para a maioria dos motoristas, usar um carro movido a álcool é simplesmente mais barato. Os carros bicombustíveis protegem “o consumidor das crises de abastecimento e das variações de preço”, explica Rafael Schechtman, diretor do Centro Brasileiro de Infra-Estrutura. “Se o preço do álcool aumenta, você vai para a gasolina e vice-versa.”